A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017


  • Jogo Aberto
  • Jogo Aberto

    jogoaberto@campograndenews.com.br


13/10/2011 06:00

Demandas e mazelas

Jogo Aberto

No forno

Ato do Governo do Estado em relação ao fim da exclusividade dada ao Banco do Brasil para operar empréstimo consignado do funcionalismo estadual está no Diário Oficial aguardando ordem para publicação.

Queda de braço

Na semana passada o BMG conseguiu liminar para realizar empréstimos consignados para servidores públicos. Ainda cabe recurso. Mato Grosso do Sul é um dos três Estados, ao lado do RN e BA, onde os tribunais já se pronunciaram sobre o mérito, considerando a exclusividade inconstitucional.

Em janeiro, o Banco Central soltou uma resolução proibindo os contratos de exclusividade pelos bancos. Em agosto, o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) determinou a "suspensão imediata" dos contratos de exclusividade do BB no consignado.

Capital do basquete

O futebol reina absoluto entre as modalidades esportivas, seguido pelo futsal. O chamado futebol society ocupa a quinta colocação.

A surpresa maior, segundo Jorge Steinhilber, presidente do Conselho Federal de Educação Física, é a classificação de Campo Grande como a cidade com mais homens jogando basquete.

Feio na foto

A denúncia do MPF (Ministério Público Federal) sobre as péssimas condições dos postos de saúde na reserva indígena de Dourados levou o Jornal Nacional a enviar para a região a equipe do JN no Ar. MPF quer esclarecer a aplicação de R$ 1,8 milhão liberados para melhorar o atendimento. A denúncia envolve a mal sucedida administração de Ari Artuzi (2009) as duas interinidades (2010) e a atual gestão (2011).

Causa perdida

O Congresso deve aprovar a DRU (Desvinculação da Receita da União). O governador André Puccinelli (PMDB) é contra esse mecanismo porque a União concentra as receitas públicas sem a obrigação de dividir o bolo com os estados.

Engôdo

Produtores das terras supostamente indígenas acreditam quem estudos técnicos não chegariam a um resultado prático e o governo deveria definir logo uma estratégia de indenização total - terra nua e benfeitorias - para compra das áreas. A questão tem viés estritamente econômico, segundo o ex-presidente do Sindicato Rural de Dourados e suplente de senador Gino Ferreira. “Com certeza não vai haver demarcação de terra indígena. Pode haver uma aquisição de terras pelo governo federal“, diz.

Além do solo

Para pecuarista Dácio Queiroz, diretor da Famasul (Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso do Sul, os atrativos vão além da fertilidade. "Quando você vê o subsolo, a biodiversidade, o Aquífero Guarani, só pode ter nisso interesse externo por recursos naturais sob o manto da causa indígena. Nossa política indigenista está carregada de sotaque", critica, levantando suspeitas de interesses estrangeiros.

Educação indígena

Lançado o site www.indioeduca.org, criado por grupo de seis universitários, com a participação de duas de Mato Grosso do Sul. O objetivo do site é subsidiar professores e alunos no estudo da História e das Culturas Indígenas à luz da Lei Federal 11.645, de 2008. Além disso, os estudantes pretendem desconstruir estereótipos criados para o índio durante a colonização, que, ainda hoje, são reforçados em salas de aula.

As acadêmicas sul-mato-grossenses que participam da gestão do site são Marina Cândido Marcos, da etnia Terena, que cursa Geografia na Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD) e Micheli Alves Machado, da etnia Kaiowá, do curso de Pedagogia no Centro Universitário da Grande Dourados (Unigran). O projeto foi idealizado pela Ong Thydêwá e selecionado pela Brazil Foundation.

Solidariedade

A Associação dos Juízes Federais de São Paulo e Mato Grosso do Sul manifestou apoio ao reitor da USP João Grandino Rodas, considerado persona non grata pela Congregação da Faculdade de Direito do Largo São Francisco. O reitor Rodas é juiz federal aposentado.

Blindagem patrimonial

Campo Grande sedia no dia 18 seminário destinado a empresários contábeis, contadores, advogados, administradores, agentes financeiros e servidores da área fiscal e tributária. O assunto que envolve tantos profissionais em áreas especializadas é a blindagem ou proteção patrimonial contra credores. Mais informações: (67) 3029-6097 e 3029-6094.

Pezão pede dica a Reinaldo sobre dívida
Pedido de ajuda - Ao anunciar ontem o depósito do décimo-terceiro salário dos servidores, o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) reforçou o discurso d...
Após "perder" cargo, deputado muda o tom
Mudou – Antes cotado para assumir uma secretaria do governo do Estado, o deputado Coronel David (PSC) está agindo ultimamente como oposição ao Govern...
Reinaldo apoia crescimento dos evangélicos
Decisão divina - Palestrante principal do Fórum Evangélico realizado nesta segunda-feira em Campo Grande, a cantora e pastora Damares Alves disse que...
2018 será ano mais curto para o Legislativo
Três meses – Carnaval, Semana Santa, campanhas eleitorais, Copa... Tudo isso encurta 2018 para os trabalhos legislativos. A observação é de Fábio Tra...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions