A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017


  • Jogo Aberto
  • Jogo Aberto

    jogoaberto@campograndenews.com.br


29/08/2015 07:00

Deputada pensa em abandonar igreja após conflito indígena

Edivaldo Bitencourt

De saída – A deputada federal Tereza Cristina Corrêa Dias (PSB) está tão revoltada com o Cimi (Conselho Indiginista Missionário), que pensa em abandonar a igreja católica. Ela contou que vai conversar com o bispo sobre o assunto. A parlamentar diz que o órgão da CNBB atua como “braço armado das Farc” em Mato Grosso do Sul.

Rever – Durante evento na Famasul, que discutiu o conflito entre produtores rurais e índios, Tereza Cristina afirmou que está na hora de rever seus conceitos sobre a fé católica. A parlamentar também vai defender os produtores rurais em Brasília.

Apelido – O deputado federal Luiz Henrique Mandetta (DEM) arrumou um apelido para o ministro da Justiça, José Eduardo Cardoso. O parlamentar disse que está mais para “José Enrolado”, porque realizou várias reuniões, mas não acabou com os conflitos indígenas em Mato Grosso doSul.

CPI – A deputada estadual Mara Caseiro (PTdoB) vai propor uma CPI para investir o Cimi, o braço da CNBB que virou inimigo número um dos fazendeiros. Eles acusam o conselho de incitar as invasões pelos índios e de estar a serviço dos grandes produtores rurais.

Pólvora – A situação está tensa em Antônio João e qualquer coisa é motivo para acender o barril de pólvora. No entanto, as imagens de tratores e propriedades queimadas, divulgadas pelos produtores rurais, não seria no município, mas atentado praticado pelos campesinos no Paraguai.

Perfil – Odimar Marcon não deve voltar ao primeiro escalão na administração de Alcides Bernal. Ele admitiu que o novo secretário de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano deve ser um arquiteto ou engenheiro. “Precisa de alguém que para somar”, admitiu ele, que também colocou o nome à disposição do prefeito.

SonhoAlcides Bernal poderá realizar o grande sonho de romper o contrato com a Itel Informática, do empresário João Baird. Ele conta com o aval do Ministério Público Estadual para encerrar os contratos milionários que o município tinha com o “Bill Gates Pantaneiro”.

Coringa – O advogado Wilton Edgar Acosta é outro nome certo na administração municipal. Advogado de Bernal, ele deverá reforçar a assessoria jurídica da prefeitura. No entanto, na linha de frente, permanecerá um procurador de carreira, Denir Nantes Souza.

Trégua – Bernal começa com bons sinais da Câmara Municipal de Campo Grande. Até o ferrenho adversário, Eduardo Cury, sinalizou com a bandeira branca e até mostrou disposição de ajudar o prefeito como vereador na vaga de Paulo Pedra (PDT).

Prisões – O MPE vai solicitar as prisões dos envolvidos na articulação para cassar o mandato do prefeito Alcides Bernal. Além de Gilmar Olarte, os promotores estudam levar para trás das grades alguns vereadores. Tem muita gente sem dormir na Capital.

(colaboraram Michel Faustino, Antonio Marques, Caroline Maldonado e Paulo Yafusso)

Máfia do Cigarro passa quase livre nas estradas
Esquema antigo - A atuação da Máfia do Cigarro em Mato Grosso do Sul vem de décadas e, de tempos em tempos, surge uma nova denúncia envolvendo polici...
MS também tem "bunker" cheio de dinheiro
Versão tupiniquim - O “bunker”de Geddel Vieira, que escondeu R$ 51 milhões de propina, tem versão pantaneira. Paredes de apartamento de um político e...
Secretário torce e comemora venda da folha
Torcida - Parecia um jogo valendo título a forma como o secretário de Finanças e Planejamento de Campo Grande, Pedro Pedrossian Neto, acompanhava a a...
Partidos fazem "fila" por Takimoto
Desejado - Na mira do PDT para perder o mandato, o deputado estadual George Takimoto já tem fila de interessados em seu passe na Assembleia Legislati...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions