ACOMPANHE-NOS    
JULHO, SEXTA  01    CAMPO GRANDE 22º

Jogo Aberto

Deputados aproveitam sessões virtuais e se “duplicam”

Por Gabriela Couto e Adriel Mattos | 02/06/2022 06:00
Plenário nesta quarta-feira, dia 1º, estava bem vazio. (Foto: Luciana Nassar/Alems/Divulgação)
Plenário nesta quarta-feira, dia 1º, estava bem vazio. (Foto: Luciana Nassar/Alems/Divulgação)

“Mêsversário” - Nesta semana, a Assembleia Legislativa completa um mês de portas abertas para a população. Apesar disso, boa parte dos deputados está participando de forma remota das atividades legislativas regimentais.

Homenagem - Ontem mesmo, a deputada estadual Mara Caseiro (PSDB) entrou na sessão de forma virtual de dentro do carro, enquanto participava do cortejo do corpo do prefeito de Cassilândia, Jair Boni (PSDB). Ela mostrou estar perdida no andamento da sessão e pediu para saber qual projeto seria votado. Mas antes, destacou a importância da homenagem e solidariedades que estava prestando.

"Onipresentes" - Com as sessões mistas, os deputados estaduais Marçal Filho (PSDB) e Lucas de Lima (PDT) aproveitam para mostrar que “milagre existe” e que qualquer pessoa pode estar em dois lugares ao mesmo tempo. Ambos continuam diariamente com programas de rádio ao vivo no horário que deveriam estar atuando como parlamentares. Eles aproveitam para participar das votações de forma virtual, sempre que ouvem o nome ser chamado.

Perigo - Em reforma desde fevereiro de 2018, o Palácio Guaicurus, sede da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul, está agora tendo o telhado do prédio, que foi construído há 31 anos, todo trocado. O detalhe é que os trabalhadores que estavam no telhado, não usavam nenhum equipamento de proteção individual.

Notificados - Em nota, a assessoria de imprensa da Casa de Leis agradeceu o “aviso” da reportagem. “O uso de equipamentos de proteção individual pelos trabalhadores terceirizados é objeto de fiscalização permanente. A empresa já foi notificada.”

Violão - A campanha de agasalho da Prefeitura de Campo Grande ganhou o reforço do músico Michel Teló. Ele doou um violão autografado para ser sorteado na ação. Cada cobertor doado pela população será trocado por um cupom para o sorteio.

Tapa-buraco fantasma - Depois de sete anos em que a Capital ficou sob os holofotes do País todo por tapar buracos que não existiam na Rua Jornalista Marcos Fernando Hugo Rodrigues, a via será totalmente recapeada pelo Governo de Mato Grosso do Sul. O contrato a AR Pavimentação e Sinalização Eirele, no valor de R$ 704,5 mil, foi publicado no Diário Oficial do Estado desta quarta-feira. A empresa terá 120 dias para concluir a obra.

Tristeza – Em pré-campanha pelo interior, o ex-governador Zeca do PT foi pego de surpresa ao saber da morte de seu ex-secretário de Planejamento, Fausto Matto Grosso. "Solidário, sensível e humano na construção de uma sociedade mais justa. Batalhou e morreu pensando e sonhando com isso", publicou no Instagram.

Moção de pesar – Na Assembleia, o deputado estadual Paulo Duarte (PSB) solicitou moção de pesar para a família do ex-secretário Fausto Matto Grosso. "Registro esse afeto tão triste. Trabalhamos juntos na gestão do governador Zeca do PT e ele é um homem que fez parte da nossa história e um dos mais inteligentes que conheci."

Amigo – O ex-secretário de Estado de Saúde Geraldo Resende era filiado ao mesmo PPS de Matto Grosso quando também comandava a pasta no governo Zeca. "Foi secretário comigo na gestão do Zeca: eu na Saúde e ele no Planejamento. Era uma voz que se destacava nas reuniões de secretariado, e, com certeza, nos demais postos que galgou", lembrou Resende.

Nos siga no Google Notícias