A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 22 de Agosto de 2018


  • Jogo Aberto
  • Jogo Aberto

    jogoaberto@campograndenews.com.br


30/01/2018 06:00

Escolhidas para Aquário adotam cautela

Marta Ferreira

Em silêncio – Para “evitar ruídos” na comunicação sobre a retomada do Aquário do Pantanal, Makshoud Rahe e Tecfasa –empresas selecionadas para a obra– deixam para a Agesul (Agência Estadual de Gestão de Empreendimentos) detalhes sobre o reinício da construção. A agência, por sua vez, avalia a melhor forma de divulgar o cronograma da construção.

Da casa – A Maksoud Rahe, fundada pelo engenheiro José Eduardo Maksoud Rahe, há 15 anos, é de origem local. Tem no currículo a construção de edifícios e também lojas de centros comerciais e alguns prédios comerciais e públicos, como o Detran localizado no shopping Campo Grande. No Aquário, a construtora ficará responsável pelas obras estruturais.

Memória - O proprietário, por sinal, foi um dos engenheiros responsáveis pela obra do primeiro centro comercial de grande, no final da década de 1980. À época, foi uma dos maiores empreendimentos já realizados.

Interior de SP – A Tecfasa, escolhida para concluir os serviços para garantir a vida dos peixes que viverão nos tanques do Aquário, é sediada em Bauru (SP) e tem escritórios em Campo Grande e Patos de Minas (MG). Na internet, a empresa se apresenta como especializada em soluções de eficiência energética, entre elas painéis solares.

Debate – Embora admita conversas avançadas com o PRB, Pedro Chaves afirma que a saída do PSC ainda será discutida com líderes de seu atual partido. “Ainda não bati o martelo. Tenho recebido diversos convites, mas com o PRB a proximidade tem sido maior”, revelou o senador.

Esperado – PRB e PSC têm forte participação do segmento evangélico, do qual defendem bandeiras. Não por acaso, Pedro Chaves antecipou em Coxim voto contrário ao projeto que torna lei a união estável entre pessoas do mesmo sexo. “Respeito o direito de alguém pensar diferente, mas não abro mão da defesa da família tradicional, aquela composta por homem, mulher e filhos”.

Vai dar tempo – Apesar da cara de “canteiro de obras”, a Câmara de Campo Grande garante que vai estar tudo pronto para a sessão de retorno dos trabalhos, marcada para sexta-feira próxima (2 de fevereiro). Na Assembleia, também é difícil acreditar que o plenário, cheio de ferragens, ficará pronto, mas lá o prazo é um pouco maior, já que a primeira sessão de 2018 está marcada para 6 de fevereiro, a próxima terça-feira.

Agora não - Indagado pela reportagem do Campo Grande News ontem sobre seu posicionamento nas eleições deste ano, o prefeito Marquinhos Trad novamente adotou a cautela. Disse que ainda é cedo para falar do tema e que, por ora, sua tarefa é cuidar dos problemas da cidade.

Fiel da balança - Em toda eleição de Mato Grosso do Sul é assim e com Marquinhos não seria diferente. A escolha dele no processo eleitoral para o governo do Estado é considerada de peso, em razão da importância polícia da capital e do número de eleitores na cidade.

Tô pronta - Em um bar do bairro Caiçara, a cantora Bete, da dupla com Betinha, "passava o tempo" no domingo à noite, e contava causos aos mais jovens, lembrando que foi a primeira dupla de mulheres na região, ou seja, pioneira do "feminejo" de hoje em dia. Sem demonstrar desânimo com a vida, ela se queixou, apenas, do que chama de falta de apoio aos artistas locais.

(Com Humberto Marques, Aline Santos e Osvaldo Júnior)

MS é líder de grana para a celulose
Menina dos olhos – Mato Grosso do Sul segue como o estado com mais previsão de investimentos da indústria da celulose. Projeção da Ibá (Indústria Bra...
Os presos da Lama Asfáltica em números
1 mês – Nesta segunda-feira (19), o ex-governador André Puccinelli (MDB), o filho dele André Puccinelli Júnior e o advogado João Paulo Calves complet...
Rotatória da Coca-Cola e a falta de educação
Boca-suja– O diretor-presidente da Agetran (Agência Municipal de Trânsito), Janine de Lima Bruno, contou nesta semana que mudanças na confluência ent...
MDB teve divisões sobre Mochi candidato
Opinião – O deputado Eduardo Rocha (MDB) admite que a escolha de Junior Mochi para candidato na legenda não teve consenso desde o início, após a desi...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions