A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 22 de Outubro de 2017


  • Jogo Aberto
  • Jogo Aberto

    jogoaberto@campograndenews.com.br


19/11/2016 07:00

Governo quer eficiência fiscal, mas sem aumentar impostos

Waldemar Gonçalves

Sem aumentar impostos – O Governo de Mato Grosso do Sul descartou novo aumento de impostos. O secretário de Desenvolvimento Econômico, Jaime Verruck, disse nesta semana que o Estado "já atingiu o limite" e que "a economia não suportaria novos aumentos". Para manter as contas em dia, está estudando melhoria na eficiência fiscal.

Não é bem assim – O governador, Reinaldo Azambuja (PSDB), disse que se tratam de boatos as informações sobre demissão de secretários. O que pode ocorrer, diz ele, é que, com o fim da pasta, o titular pode ser remanejado e usado em outro setor da administração estadual.

De volta I – Reinaldo também disse, ontem, que Carlos Alberto de Assis volta ao governo na próxima semana, quando termina seu período de férias. Ele deixou a pasta de Administração para trabalhar na campanha de Rose Modesto (PSDB).

De volta II – Outro que voltou ao governo é Athayde Nery, que disputou a Prefeitura de Campo Grande pelo PPS. Reassume seu posto na pasta de Cultura e, ontem, já participou de reunião de balanço com o chefe.

Apoio da vice – Quanto à vice-governadora, Rose Modesto (PSDB), o governador pondera que ela será sua parceira na gestão estadual. Ele citou que muitas reuniões com empresários e agendas, em que não pode comparecer, terá o apoio e presença da vice.

Novatos – Com pouco mais de um mês para 2017, começou o trânsito de novos vereadores eleitos na Câmara Municipal. Só na sessão de quinta-feira, estavam Wellington de Oliveira, o delegado Wellington (PSDB); Jeremias Flores (PT do B), Epaminondas Silva Neto, o Papy (SD); e o nem tão novato assim Loester Nunes (PMDB).

Pressão – Alguns já sentiram o que os espera a partir do próximo ano. Wellington, por exemplo, teve de responder se não há problemas entre manter o cargo na Polícia Civil e o exercício de parlamentar. “A Constituição só impede caso haja incompatibilidade entre os horários, o que não é o caso”, respondeu.

Deixou de ir – O vereador eleito William Maksoud Neto (PMN) era figura carimbada nas sessões posteriores ao resultado das eleições. Porém, após as denúncias por suposto calote em cabos eleitorais, não foi mais visto no plenário.

Gente grande – A juíza Katy Braun do Prado, da Vara da Infância, da Juventude e do Idoso de Campo Grande, onde desenvolve trabalho reconhecido na garantia de direitos a estas parcelas da população, está em Brasília. Foi eleita segunda secretária do II Fonajup (Fórum Nacional da Justiça Preventiva).

Se achando – Responsável pela investigação de um escabroso caso policial, a delegada Aline Gonçalves Sinnott Lopes dá mostras de que lida melhor com bandidos do que com a imprensa. Mostra de tamanho despreparo é que, sem a cordialidade e respeito mútuo que a relação entre policiais e jornalistas merece, tem usado de ironias e insinuações quando se refere a profissionais da comunicação.

(com Leonardo Rocha, Richelieu de Carlo, Mayara Bueno e Amanda Bogo)

Crise da JBS rouba atenção de Temer
Foco na JBS - No Governo do Estado, a vinda do presidente Temer a Mato Grosso não teve a mobilização típica de visitas anteriores de presidentes. Na ...
Temer oscilou sobre decisão de vir para agenda em MS
Às pressas – A vinda do presidente Michel Temer para Mato Grosso do Sul neste sábado foi confirmada em cima da hora. A coluna apurou que tudo indicav...
Detran de MS avalia adesão a parcelar multa no cartão
Ainda não sabemos – O Detran de Mato Grosso do Sul avalia se vai fazer convênios que permitam parcelamento de multas no cartão de crédito. A autoriza...
Delcídio foi "fantasma" em sessão que manteve Aécio
Lembrado – O ex-senador e ex-petista Delcídio do Amaral está longe do Senado desde maio de 2016, quando foi cassado, mas nesta terça-feira foi bastan...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions