ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
JULHO, SEXTA  19    CAMPO GRANDE 22º

Jogo Aberto

Juiz já prepara "blindagem" de Fórum para júri em setembro

Por Anahi Zurutuza e Fernanda Palheta | 25/06/2024 06:00
Movimentação no entorno do Fórum de Campo Grande, em julho do ano passado, quando Name Filho e Rios foram julgados (Foto: Henrique Kawaminami/Arquivo)
Movimentação no entorno do Fórum de Campo Grande, em julho do ano passado, quando Name Filho e Rios foram julgados (Foto: Henrique Kawaminami/Arquivo)

Segurança reforçada – Marcado para setembro, o julgamento de Jamil Name Filho, Marcelo Rios e Everaldo Monteiro de Assis, réus pela morte de Marcel Hernandes Colombo, o “Playboy da Mansão”, também terá o Fórum de Campo Grande “blindado”, nos moldes do que ocorreu em julho do ano passado, que os dois primeiros fora a júri por outra execução.

Como quando veio o Beira-Mar - O juiz Aluízio Pereira doa Santos, da 2ª Vara do Tribunal do Júri, já pediu reforços ao Comando da PM (Polícia Militar) e quer policiais dentro e fora do prédio. "Devendo seguir o mesmo protocolo adotado noutros julgamentos nesta comarca como ocorreu nos processos da vítima Matheus Coutinho Xavier, do acusado popularmente conhecido como ‘Beira Mar’ e de José Márcio Felício, o ‘Geleião’, um dos fundadores do PCC”.

Esperando o convite - A deputada federal Camila Jara (PT) apresentou sozinha um novo projeto de lei para proteção e preservação do Pantanal. Além de não incluir os colegas conterrâneos na criação do texto, não pediu o apoio da bancada para a tramitação da nova proposta. O deputado Geraldo Resende (PSDB) afirmou que está esperando que a deputada chame uma reunião. Ele ainda ressaltou a importância e necessidade de uma legislação para proteger o bioma.

Mais um co-autor - O deputado federal Rodolfo Nogueira (PL) pediu para assinar como co-autor o projeto de lei PL 1904, que quer impor restrições ao aborto legal em caso de estupro no Brasil. Ele será o segundo parlamentar sul-mato-grossense a ter o nome vinculado ao projeto. O deputado federal Luiz Ovando (PP) já é um dos 32 co-autores. O pedido de Nogueira será analisado pela Mesa Diretora.

Cenário desolador - O deputado estadual Paulo Duarte (PSB) compartilhou nas redes sociais um desabafo sobre o que viu durante o fim de semana no Pantanal, em Corumbá. Ele classificou a situação como 'cenário desolador' e ressaltou a importância de mudar a relação com a natureza para que ela ainda exista no futuro.

Treta - Pastor Silas Malafaia atacou a senadora Tereza Cristina (PP) pelas redes sociais. Ele chamou a sul-mato-grossense de 'preconceituosa e mentirosa'. A treta começou porque Silas reclamou do voto de Tereza a favor das jogatinas no Brasil. Tereza rebateu alegando que não poderia misturar política com religião. Por isso o pastor desafiou a senadora: "Eu desafio ela achar algum vídeo meu que eu falo de Deus, de Bíblia, de religião para combater a jogatina".

Não é bem assim - Publicação da Funesp (Fundação Municipal de Esporte) chama os campo-grandenses a acompanharem o Brasil na Copa América de Futebol. Mas o que parecia ser um convite para assistir a partida em algum local aberto e gratuito, nada mais é do que cada um ver na sua televisão mesmo. A publicação também provocou confusão entre aqueles que esperavam até uma folga do trabalho, como costuma ocorrer nas Copas do Mundo. Mas, desta vez, não será assim.

Aprendendo - Chefe de gabinete e assessora do ministro do Superior Tribunal de Justiça, Marco Aurélio Gastaldi Buzzi, Andréia Ramos Pereira veio a Mato Grosso do Sul para conhecer o Nupemec (Núcleo Permanente de Métodos Consensuais de Solução de Conflitos). A principal curiosidade é sobre como funciona o projeto para combate ao superendividamento. Ela foi recebia pelo desembargador Vilson Bertelli e pelo juiz Vinicius Pedrosa Santos.

Rotulagem - O Tribunal Federal da 3ª Região (TRF) negou a prorrogação de prazo para mudar embalagens e inserir novas regras de rotulagem de alimentos, determinadas pela Anvisa. A “lupinha” que mostra teor de gordura e açúcar, por exemplo. É mais um capítulo do conflito importante entre regulamentação em prol do consumidor e os interesses da indústria. O Instituto de Defesa de Consumidores agiu rápido, pressionando para que as normas fossem implementadas sem atraso.

Todo mundo ajuda - O processo de revisão do Plano Plurianual pelo Governo de Mato Grosso do Sul tem como novidade uma plataforma online para participação popular. A iniciativa de coletar e incorporar propostas da população indica esforço para construir políticas mais alinhadas com as necessidades e desejos dos cidadãos. Este tipo de engajamento pode resultar em uma governança mais transparente e participativa, fortalecendo a legitimidade das ações governamentais. O desafio reside em garantir que essa participação se traduza em ações concretas e que a população perceba um retorno tangível de suas contribuições, mantendo, assim, o engajamento e a confiança no processo.

Nos siga no Google Notícias