ACOMPANHE-NOS    
JUNHO, DOMINGO  26    CAMPO GRANDE 25º

Jogo Aberto

Manifestante promete 3ª dia "acorrentado" à prefeitura

Por Anahi Zurutuza e Adriel Mattos | 11/05/2022 06:00
Fabio está amarrado a coqueiro desde segunda-feira, mas não dorme no local. (Foto: Direto das Ruas)
Fabio está amarrado a coqueiro desde segunda-feira, mas não dorme no local. (Foto: Direto das Ruas)

Acorrentado – Fabio Pereira da Silva, morador de invasão chamada de Acampamento Jatobá, em Sidrolândia, que se acorrentou em frente à prefeitura da cidade, na segunda-feira (9), como forma de protesto, deixou o local da manifestação, mas garante que volta nesta quarta-feira e quantos dias forem necessários até que a prefeita Vanda Camilo (PP) o receba. “Sou aposentado por invalidez e se precisar, vou todos os dias até o fim do mandato dela. Ela tem de nos dar uma resposta.”

Queda de braço – Fabio diz representar os invasores de área em Sidrolândia, que pertence a União, e quer que a prefeita cumpra suposta promessa de regularizar o loteamento. Ao Campo Grande News, o chefe do gabinete de Vanda, Waldemar Acosta, já havia explicado que o processo é complicado, burocrático e que depende de recurso que a prefeitura não tem. Disse ainda que a prefeita já explicou a situação às famílias e, por isso, não vai conversar com o manifestante.

Acabou – O prazo para que contribuintes negociem débitos com a Prefeitura de Campo Grande terminou nesta terça-feira (10) e não há previsão de ser prorrogado. Ao menos ninguém da administração municipal soube responder à reportagem ontem se havia a possibilidade. Pelo jeito, agora, cidadãos voltarão a ter descontos para pagar dívidas só no tradicional Refis de fim de ano.

Desconto – O ex-prefeito de Campo Grande, Gilmar Antunes Olarte, terá 73 dias descontados no restante da pena de 8 anos e quatro meses de prisão que cumpre desde 5 de maio de ano passado. Ele garantiu o direito à redução por comprovar 220 dias trabalhados dentro de presídio. Olarte foi condenado por pegar folhas de cheque “emprestadas” de fiéis da igreja Assembleia de Deus, antiga Nova Aliança, e trocar por dinheiro com agiotas para financiar campanha eleitoral.

Sem pressa – O governador de Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja (PSDB), não tem pressa para escolher o novo titular da Secic (Secretaria de Estado de Cidadania e Cultura). Durante solenidade de entrega de veículos para a pasta, na terça-feira (10), ele garantiu que os trabalhos não estão sendo afetados. "O Eduardo [Romero, secretário-adjunto] vem cumprindo seu papel muito bem. O importante não é ter nome, mas as políticas estarem caminhando bem", comentou.

Calma nessa hora – Diferente do pré-candidato do PSDB ao governo, Eduardo Riedel, Reinaldo ainda prefere esperar a campanha começar de vez para comentar quem apoiará à Presidência da República. Riedel manifestou apoio à reeleição do presidente Jair Bolsonaro (PL) por "afinidade de ideias", segundo o governador. "Preciso aguardar meu partido. Me manifestei nas prévias, quando fomos derrotados com Eduardo Leite. Hoje, vejo uma incerteza se vai ter candidatura", disse Reinaldo sobre a pré-candidatura do ex-governador paulista João Doria.

Tomo mais – Já durante o lançamento do Festival América do Sul Pantanal, o governador voltou a defender a vacinação contra covid-19. "Ainda temos internados nas nossas UTIs [Unidades de Terapia Intensiva] com covid. Eu já falei que a vacina é o antídoto, não tem outra. Eu já tomei quatro doses [contra covid], já tomei a vacina da gripe, e se vier outra, tomo também", garantiu.

The Voice MS – Reinaldo lamentou que a pandemia tenha forçado o cancelamento do festival em 2020. "Estávamos planejando um grande evento, tipo um The Voice. Mas, infelizmente, não podemos realizar", comentou.

Lembranças – Antes do governador, discursou o deputado estadual Paulo Duarte (PSB), que se lembrou da participação dele e de Reinaldo na primeira edição do festival. "Lá em 2004, quando tivemos o primeiro América do Sul, eu estava como chefe da Casa Civil do governo Zeca. O senhor, governador, estava no seu último ano de mandato como prefeito de Maracaju. Hoje, estamos aqui, com o senhor à frente do Governo com o melhor final de mandato da história", elogiou.

Negativada – A senadora Simone Tebet (MDB-MS) vai retomar os compromissos no Congresso Nacional e a agenda como pré-candidata à Presidência. Ela estava isolada em casa depois do marido, o secretário de Estado de Governo e Gestão Estratégica, Eduardo Rocha, testar positivo para covid-19 no domingo (8). Mas, nesta terça-feira (10), recebeu resultado negativo de exame feito nela. “Com isso, a senadora segue amanhã para Brasília”, informou a assessoria da parlamentar.

Nos siga no Google Notícias