ACOMPANHE-NOS    
OUTUBRO, SEXTA  30    CAMPO GRANDE 20º

Jogo Aberto

Motorista flagra agentes de trânsito na surdina

Por Ângela Kempfer | 22/01/2020 06:00
Agentes de trânsito sob as árvores, na Avenida Marques de Pombal. (Foto: Direto das Ruas)
Agentes de trânsito sob as árvores, na Avenida Marques de Pombal. (Foto: Direto das Ruas)

Na surdina - Motorista multado já duas vezes na avenida Marques de Pombal, no bairro Tiradentes, em Campo Grande flagrou agentes de trânsito  camuflados entre árvores, quase no cruzamento com a Rua Barão de Ubá.

No flagra - Reclamando da “indústria da multa”, o homem diz que, em vez de conscientizar motoristas sobre as regras, a estratégia dos agentes é se esconder para surpreender quem comete algum deslize no trânsito.

Dando sangue - Lei municipal agora assegura aos doadores a reserva de, no mínimo, uma vaga de estacionamento em frente aos bancos de sangue e hemocentros. Mas a prefeitura vetou a isenção da cobrança de tarifas nos estacionamentos pagos, o que também estava previsto no projeto.

Não pode - Outro veto, desta vez total, foi para lei aprovada na Câmara que obrigada a prefeitura de Campo Grande a vender apenas cerveja artesanal nos eventos realizados com recursos públicos. A alegação é que fere o princípio constitucional da ampla concorrência.

S.O.S - Motoristas de aplicativo, ainda revoltados com regras estabelecidas pela prefeitura, estarão hoje, às 15h, reunidos com o procurador-geral de Justiça, Paulo Passos, para pedir apoio. Na semana passada, depois de carreata, eles conseguiram adiar a vigência da lei em 120 dias. Um das mudanças é exigência de curso para quem quiser explorar o serviço na Capital.

Erros em exame - A deputada federal Rose Modesto (PSDB) é sub-relatora do Enem na Comissão Externa do Ministério da Educação da Câmara dos Deputados. Por isso, diz que vai cobrar explicações e exigir adoção de critérios de segurança efetivamente eficientes, depois de erros nas notas, admitido pelo MEC.

Eu avisei- "Apontei a possibilidade de um erro como esse, a troca de gabaritos, em meu relatório, apresentado em dezembro do ano passado. É que ao analisar o processo como um todo, constatei e apontei a necessidade do MEC de adotar um maior rigor sobre as etapas da elaboração e da aplicação das provas, desde a contratação da gráfica até a inscrição", justificou.

Continua – Na primeira seção realizada depois do recesso da troca de ano, os desembargadores da 2ª Vara Criminal deram mais uma decisão negativa a presos da Operação Omertà, realizada em setembro de 2019, contra grupo de extermínio. Em julgamento nesta terça-feira, eles mantiveram a prisão dos guardas civis municipais Alcinei Arantes da Silva, Igor Cunha de Souza, Rafael Carmo Peixoto Ribeiro e Eronaldo Vieira da Silva.

Motivo – A defesa dos quatro tenta derrubar a prisão decretada em ação penal em andamento na 4 ª Vara Criminal sob o argumento de que a acusação se baseia em depoimento “eivado de nulidade”, o da esposa do ex-guarda Marcelo Rios, preso em maio com arsenal. A tese havia sido rejeitada na apreciação do pedido de liminar, entendimento mantido na decisão de colegiado.

Sumiu mesmo - A Justiça até tentou notificar Juanil Miranda Lima, apontado como pistoleiro da organização criminosa, no endereço dele, em processo derivado da Omertà. No local, porém, vizinhos disseram não conhecê-lo e a casa que figura como domicílio tem sinais de abandono "há bastante tempo", como anotou o oficial de Justiça. 

 

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário