A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 24 de Outubro de 2017


  • Jogo Aberto
  • Jogo Aberto

    jogoaberto@campograndenews.com.br


19/03/2016 07:00

No dia do protesto vermelho, 'estrela' petista nem apareceu

Waldemar Gonçalves
Biffi, João Grandão, Zeca, Alex, Amarildo, Almi e Kemp; lideranças petistas reunidas (Foto: Divulgação/Frente Brasil Popular)Biffi, João Grandão, Zeca, Alex, Amarildo, Almi e Kemp; lideranças petistas reunidas (Foto: Divulgação/Frente Brasil Popular)

Nem foi – No protesto em que a estrela vermelha do PT foi a figura principal, na tarde de sexta-feira, um dos parlamentares do partido em Mato Grosso do Sul sequer apareceu. Estavam lá Zeca, Biffi, deputados estaduais e outras lideranças. Menos Vander Loubet. Um dos alvos da Operação Lava Jato, além de ignorar a imprensa recentemente, o deputado federal não foi visto entre os próprios correligionários ontem.

Quieto – Foram fortes os rumores recentemente de que Vander está acertado para ingressar no PR. Este sábado é o último dia da janela partidária, que autoriza parlamentares a mudarem de partido antes das eleições municipais. O deputado, no entanto, tem se mantido em silêncio a respeito. Nem no Facebook havia, até a noite de ontem, uma palavra sobre as manifestações em favor do PT.

Na cara – Vander, inclusive, se deu o direito de não falar publicamente sobre a situação política recente no País. Questionado por telefone pelo Campo Grande News sobre o processo de impeachment contra Dilma, simplesmente desligou o telefone na cara do jornalista, sem nada dizer.

Nem foi? – Se a ausência de Vander no protesto fez falta? “Ah, ele não foi? Certeza?”, disse um correligionário sobre o assunto, ainda no calor da manifestação. Oficialmente, o deputado segue petista.

Alerta em casa – Ao participar de ato sobre ações de combate à dengue, na quinta-feira (17), o governador de Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja (PSDB), relembrou um dado que não é novo: 80% dos focos do mosquito Aedes aegypti estão dentro das casas. Detalhe: revelou que na laje da Governadoria havia acúmulo de água e alertou que isto acontece em muitos prédios públicos.

Político importante – Geraldo Resende não gostou quando um jornalista disse que o PSDB é “morno” em Dourados e que o governo de Reinaldo Azambuja ainda não disse a que veio para a segunda maior cidade de MS. “Permita-me discordar de você. Todas as pesquisas mostram que Reinaldo tem grande aprovação em Dourados e é considerado pela maioria o político mais importante atualmente, mais até mesmo que os políticos locais”.

Casa arrumada – O deputado federal, que voltou quinta-feira (17) ao ninho tucano, disse que no período em que comandou o PMDB em Dourados pagou todas as dívidas e resolveu as pendências, inclusive contábeis, da executiva municipal. "Deixamos o partido com 5.500 filiados e R$ 30 mil em caixa”. Segundo Resende, com esse dinheiro o partido poderá instalar uma nova sede, já que o PMDB funcionava no escritório político do deputado em Dourados.

Panelaçozinho – Durante manifestação que começou na hora do almoço em frente ao MPF (Ministério Público Federal), em Campo Grande, ontem, uma mulher chamou atenção. Ao parar no semáforo vermelho, ela, ao volante dentro do carro, tirou uma panela para fora e começou a bater, o que animou a galera a manter os discursos de "fora Dilma". 

Não pode pararReinaldo Azambuja voltou a dizer, durante agenda pública ontem, que mesmo com toda a crise econômica e política, os estados não podem parar. Precisam continuar seus projetos e seus programas para que a situação não fique pior. O País não pode parar, reforçou.

Pra inglês ver – Apesar de recomendação para rompimento dos convênios irregulares que mantém com a Omep, a Prefeitura de Campo Grande prorrogou a vigência de um dos contratos que tem com a entidade, investigada por ser um duto questionável por onde passam milhões de reais. Neste caso, é acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, que não estaria na mira das investigações do MPE (Ministério Público Estadual). 

(com a redação)

Vinda de Temer a MS atraiu poucos políticos
Recepção solitária – Programada em meio ao clima de tensão política sem fim em Brasília, a agenda do presidente Michel Temer em Mato Grosso do Sul no...
Crise da JBS rouba atenção de Temer
Foco na JBS - No Governo do Estado, a vinda do presidente Temer a Mato Grosso não teve a mobilização típica de visitas anteriores de presidentes. Na ...
Temer oscilou sobre decisão de vir para agenda em MS
Às pressas – A vinda do presidente Michel Temer para Mato Grosso do Sul neste sábado foi confirmada em cima da hora. A coluna apurou que tudo indicav...
Detran de MS avalia adesão a parcelar multa no cartão
Ainda não sabemos – O Detran de Mato Grosso do Sul avalia se vai fazer convênios que permitam parcelamento de multas no cartão de crédito. A autoriza...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions