A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 22 de Maio de 2018


  • Jogo Aberto
  • Jogo Aberto

    jogoaberto@campograndenews.com.br


08/05/2015 06:00

Prefeito age para tirar CPI do comando da oposição

Edivaldo Bitencourt

Operação – O prefeito de Campo Grande, Gilmar Olarte (PP), iniciou uma grande operação para evitar novas baixas na base aliada na Câmara Municipal. Nos últimos dias, ele intensificou o contato com os vereadores e deve reunir os líderes para discutir o assunto nesta sexta-feira.

CPI – O primeiro efeito da ação do progressista é evitar a perda de controle da CPI das Contas Públicas, criada para investigar a real situação financeira do município. Os aliados na comissão são só dois: Vanderlei Cabeludo (PMDB) e Airton Saraiva (DEM).

Oposição – Por enquanto, Olarte não tem a maioria na comissão e corre risco da investigação não seguir os rumos desejados pelo chefe do Executivo. Paulo Pedra (PDT) e Thaís Helena (PT) são da oposição, enquanto Eduardo Romero (PTdoB) é independente.

Chave – O PTdoB se tornou o partido chave para Olarte ter maioria na CPI das Contas Públicas. O partido, que não conta com nenhum secretário na administração municipal, terá papel fundamental nos rumos da investigação. A legenda poderá substituir Romero ou convencê-lo a voltar à base aliada no legislativo.

CaosVereadores e até aliados do prefeito já apelidaram da CPI das Contas Públicas de “CPI do Caos”. A principal linha da investigação é a queda na receita e o aumento excessivo nas despesas do poder público.

Contando – O empresário e dono do Correio do Estado, Antonio João Hugo Rodrigues, não vê a hora de passar o comando do PSD em Mato Grosso do Sul. Em postagem no Facebook, ele destacou que só não repassou o comando porque o presidente nacional da sigla, ministro das Cidades, Gilberto Kassab, está em viagem pelo Brasil.

Já, já vou – Antônio João contou que não vê a hora de se livrar definitivamente da política partidária. “Daí, espero, cair fora de vez”, diz. Ele esperava entregar a presidência regional do partido para o ex-deputado federal Fábio Trad, que deixou o PMDB.

Vap vupt – A sessão da Assembleia Legislativa foi curta para que houvesse a reunião sobre a situação da Santa Casa de Campo Grande. O encontro entre os deputados e as autoridades de saúde acabou produzindo frutos e garantiu a retomada dos serviços do hospital.

Fogo – Um pequeno incidente deu um susto nos deputados na manhã desta quinta-feira. No encerramento da sessão, uma lâmpada teve um curto circuito e gerou pequena fumaça no plenário. O conserto deve ocorrer até segunda-feira para a retomada dos trabalhos normalmente na terça-feira.

Impasse – A greve dos médicos entra no terceiro dia com uma guerra de versões. A Prefeitura alega que eles são bem remunerados e ganham até R$ 42,5 mil por mês. Os profissionais alegam que recebem um quarto disso e tiveram redução de 50% com os cortes.

(colaboraram Leonardo Rocha e Lidiane Kober)

Ex-ministro não errou o “do Sul”, mas...
Gafe - O ex-ministro Henrique Meireles (MDB) em um dos diversos discursos no evento em Campo Grande neste sábado (19) confundiu Mato Grosso do Sul co...
PMs presos têm “festival de ações”
Conhecidos da justiça - Entre as duas dezenas de policiais militares de Mato Grosso do Sul presos esta semana por suspeita de facilitar a vida dos co...
O entrave no cadastro de pedófilos
Entrave burocrático – Autor do projeto de lei que criou o cadastro de pedófilos em Mato Grosso do Sul, o ex-deputado estadual Carlos Alberto David, d...
Assembleia agora tem 8 "independentes"
Mais uma – Depois de votar com o governo por três anos e meio, a deputada estadual Grazielle Machado(PSD) anunciou que agora será “independente”, ass...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions