ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
JUNHO, SEXTA  14    CAMPO GRANDE 31º

Jogo Aberto

Simone diz que não é mais filha... virou mãe de Três Lagoas

Por Gabriela Couto, Maristela Brunetto, Caroline Maldonado e Silvia Frias | 27/04/2024 07:00

Maternidade - Anunciada como “filha de Três Lagoas” e ministra do Planejamento e Orçamento, durante visita da Petrobras ao município, Simone Tebet fez questão de corrigir a denominação. “Neste momento, não estou nem uma coisa, nem outra”, afirmou. Lembrou que o papel se inverteu há muito tempo, quando ela assumiu pela primeira vez a prefeitura da cidade, se tornando “mãe de Três Lagoas”.

Vontade de acertar – Agora, como ministra, diz que mantém a função materna, citando a “ajudinha” para análise de projeto de drenagem para Três Lagoas, levado pelo prefeito Ângelo Guerreiro. “Peguei o telefone, liguei para o ministro [Fernando Haddad, da Fazenda], falei com a equipe e disse que a avalista desse projeto sou eu”. Simone ainda disse que toda mãe erra, mas é erro na “absoluta vontade de acertar pelo amor que a gente tem pelos nossos filhos”.

"Casa Bolsonaro", com 100 metros quadrados, instalada na Expoagro, em Dourados. (Foto: Divulgação)
"Casa Bolsonaro", com 100 metros quadrados, instalada na Expoagro, em Dourados. (Foto: Divulgação)

Pelo chefe - A concorrência é grande entre os apoiadores sul-mato-grossenses que disputam o carinho do ex-presidente Jair Bolsonaro. Na tentativa de chamar atenção do "chefe", vale qualquer investimento. O deputado federal Marcos Pollon, por exemplo, vai até transferir o gabinete de Brasília para Dourados, onde o "mito" desembarca para a Expoagro. Pollon criou a "Casa Bolsonaro", com 100 metros quadrados, para que "conservadores possam se reunir e tratar de questões políticas", avisou o parlamentar.

Lista pronta - Animado com a vinda do ex-presidente, confirmada para 15 de maio, Pollon aproveitou para divulgar a lista de 20 lugares onde já existe uma definição sobre candidatos nas eleições municipais que defendem projeto bolsonarista: Alcinópolis, Amambai, Bataguassu, Batayporã, Bonito, Caarapó, Campo Grande, Cassilândia, Corumbá, Coxim, Guia Lopes da Laguna, Iguatemi, Ivinhema, Jardim, Jateí, Maracaju, Naviraí, Nova Andradina, Ribas do Rio Pardo e Sonora.

Primeira na lembrança - A prefeita de Campo Grande, Adriane Lopes (PP) avalia como “resultado do trabalho” o fato de ter ficado em primeiro em pesquisa espontânea de intenção de voto para as eleições deste ano, do Instituto Paraná, divulgada nesta semana. Tirando os 77% indecisos, 4% responderam que vão votar nela para a reeleição em outubro, mas em outra pesquisa 23,9% avaliaram a gestão como boa ou ótima e 39,8% como ruim ou péssima.

Paciência – Adriane diz que não se abate. Ela acredita que o índice de desconhecimento ainda é grande, porque ela não tinha visibilidade como vice-prefeita. “Acredito que com muito trabalho, dedicação, compromisso e fazendo as entregas que a população precisa, as pessoas vão passar a conhecer o nosso trabalho e esses indicadores vão mudar”, comentou.

Ajuste - A prefeita também avaliou na sexta-feira que a mudança no limite percentual para as emendas dos vereadores ao orçamento anual foi um “ajuste para o entendimento daquilo que é possível fazer na questão orçamentária e financeira do município”.

Consenso - O projeto para tirar o limite mínimo de 0,2% sobre a receita do ano anterior partiu da mesa diretora da Câmara Municipal, mas foi fruto de consenso com a equipe da prefeitura, conforme Adriane. O texto ainda será votado novamente para então ser sancionada a lei, que fará permanecer somente o limite máximo de 0,7%.

Presentinho - Deputado estadual Pedro Pedrossian Neto (PSD) ganhou presente de aniversário único de um dos amigos, na noite de quinta-feira (25). Em um quadro, estavam três pedaços do piso da antiga casa do avô, ex-governador Pedro Pedrossian, que foram emoldurados. O que sobrou da casa que foi derrubada na Avenida Afonso Pena ficará guardado para sempre, disse o parlamentar.

Dória em MS - O ex-governador de São Paulo, João Doria (PSDB) esteve em Campo Grande na quinta-feira (26) para evento de lançamento do LIDE – Grupo de Líderes Empresariais Mato Grosso do Sul. Agora, os executivos do LIDE MS estarão envolvidos no processo de captação de empresas interessadas em se filiar ao grupo, por meio de convites e contatos.

Nos siga no Google Notícias