ACOMPANHE-NOS    
JULHO, DOMINGO  03    CAMPO GRANDE 30º

Jogo Aberto

Vereador dá “carteirada” em servidor de posto de saúde

Por Anahi Zurutuza e Adriel Mattos | 17/05/2022 06:00

“Carteirada” – O vereador de Campo Grande, Tiago Vargas (PSD), mais uma vez, protagonizou confusão em posto de saúde de Campo Grande. Conforme registrado em boletim de ocorrência, ele chegou filmando as dependências de unidade no Jardim Macaúbas e foi advertido por funcionário. À polícia, servidor conta que o parlamentar afirmou: “Você não sabe com quem está falando”.

Na delegacia – A Guarda Civil Metropolitana foi acionada e registrou em boletim de ocorrência que o servidor retrucou o vereador, dizendo: “Você também não sabe quem eu sou”. Acontece que o parlamentar quis levar o caso até delegacia e representou contra o funcionário, que responderá pelo crime de ameaça.

“Showzinho” – Não é a primeira vez que Vargas apronta em posto de saúde. Em janeiro deste ano, ele entrou na UPA (Unidade de Pronto Atendimento) do Bairro Universitário, também sob a justificativa estar “fiscalizando” o atendimento, e a discussão entre o parlamentar e a coordenadora da unidade terminou em delegacia. A atitude do vereador causou polêmica. Ele teve apoio, mas foi criticado por fazer “showzinho”.

Ficou no papel – Para desestimular ofensivas contra profissionais de saúde, Hederson Fritz, ex-vereador em Campo Grande, também do PSD, chegou a propor que filmagens fossem proibidas em postos de saúde. Ele modificou o projeto de lei antes dele ir para votação e a ideia ficou só no papel.

Com o pé esquerdo – A senadora Simone Tebet (MDB-MS) começou a semana com o pé esquerdo, ou melhor, com o direito avariado. Por causa de uma torção, ela sofreu lesão parcial do tornozelo e passará duas semanas com as andanças, da pré-campanha pela Presidência, comprometidas. “Caminhar tanto pelo Brasil às vezes cobra um preço. Agora, fazer valer os compromissos usando essa bota. Mas, vamos que vamos, porque o Brasil tem pressa”, publicou nas redes sociais, no domingo, dia 15.

Mudança – Apesar do contratempo no domingo, a senadora participou, nesta segunda-feira (16), do “Ciclo de Debates com os Pré-Candidatos à Presidência da República”, promovido pela Associação Comercial de São Paulo. Também ontem, Simone começou a mudar discurso e passou a cogitar a possibilidade de ser candidata à vice-presidência.

Terceira via – Ela aproveitou a ocasião para afirmar que vai “respeitar as regras do jogo” estabelecidas pela Frente Democrática, formada pelo MDB, PSDB e Cidadania com a intenção de oferecer alternativa de candidato para o eleitor não ter de escolher entre Lula e Bolsonaro. Por isso, toparia encabeçar a chapa ou sair como vice da terceira via. “Estou pronta para subir no palanque dessa Frente Democrática e para jogar em qualquer posição.”

Governador tirando fotos com estudantes na porta do Bioparque Pantanal. (Foto: Adriel Mattos)
Governador tirando fotos com estudantes na porta do Bioparque Pantanal. (Foto: Adriel Mattos)

Celebridade – Ao chegar ao Bioparque Pantanal, na manhã de segunda-feira (16), para o lançamento da segunda edição do Pictec (Programa de Iniciação Científica e Tecnológica), o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) foi assediado por alunos de duas escolas que visitavam o complexo. Ele parou para fazer selfies e conversar com os jovens. Ao entrar no parque, foi saudado por mais uma turma aos gritos de "Reinaldo! Reinaldo! Reinaldo!". Mais uma vez, ele fez a festa das crianças ao aceitar fazer algumas fotos.

De mudança – A Depca (Delegacia Especializada de Proteção à Criança e ao Adolescente) terá nova sede em breve. Prédio na Rua 25 de Dezembro, bem perto do Fórum de Campo Grande, está quase pronto para receber delegados, investigadores e escrivães. O imóvel já ganhou até letreiro da delegacia.

Check up – Depois de deixar o Presídio Federal de Mossoró (RN), no início do mês, sob a condição de usar tornozeleira eletrônica, o policial civil aposentado Márcio Cavalcanti da Silva, 66 anos, acusado de fazer parte de milícia armada dedicada a execuções em Mato Grosso do Sul, conseguiu aval da Justiça para retirar o equipamento. O réu em processos derivados da Operação Omertà poderá ficar algumas horas sem monitoramento para a realização de ressonância magnética, conforme autorizado pelo juiz Roberto Ferreira Filho, da 1ª Vara Criminal de Campo Grande.

Nos siga no Google Notícias