ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
ABRIL, SEXTA  19    CAMPO GRANDE 29º

Jogo Aberto

Zeca do PT atira para todo lado por cargos no governo

Jackeline Oliveira, Gabriela Couto, Silvia Frias e Maristela Brunetto | 13/07/2023 06:00
Deputado Zeca do PT durante a sessão desta quarta-feira (12) (Foto: Alems/Divulgação)
Deputado Zeca do PT durante a sessão desta quarta-feira (12) (Foto: Alems/Divulgação)

Disputa política – Incomodado com a demora na nomeação de seus apadrinhados para a Agraer (Agência de Desenvolvimento Agrário e Extensão Rural) do governo do Estado, o deputado José Orcírio Miranda dos Santos, o Zeca do PT, disparou sua irritação contra secretário Jaime Verruck, que, segundo o petista, estaria resistindo a empregar seus correligionários. Zeca esbravejou, dizendo que Verruck estaria com “medo” dos petistas dominarem a agricultura familiar.

Ameaça – O parlamentar, que já foi governador do Estado, “briga” para indicar petistas para as diretorias administrativa e financeira do órgão governamental. Segundo ele, já faz dois meses que os nomes dos escolhidos estão na mesa de Jaime Verruck e não são oficializados. Sem “bala na agulha”, o deputado ameaça tirar o partido da base governista. No final, sem detalhes, ameaçou revelar o que sabe “o que ocorre por trás do FCO (Fundo Constitucional do Centro-Oeste)”.

Na sala de aula – Rafael Tavares (PRTB) se envolveu em nova confusão por causa de professores. Desta vez, o deputado se revoltou porque a CCJR (Comissão de Constituição, Justiça e Redação) da Assembleia Legislativa rejeitou projeto de sua autoria propondo instalação de câmeras em salas de aula. Tavares trocou farpas com Pedro Kemp (PT) e recebeu “sermão” do presidente, Gerson Claro (PP), porque se referiu aos professores como “doutrinadores”. No final, aceitou trocar a palavra doutrina por militante.

Fundersul é nosso – Líder da bancada federal, o deputado Vander Loubet (PT) informou que os parlamentares do Estado vão defender a manutenção de fundos incluídos na Reforma Tributária. Conforme ele, houve debate na Câmara para a inclusão, que atende ao pedido de governadores, como Ronaldo Caiado e Eduardo Riedel, para que esses fundos, como o Fundersul, fossem mantidos até 2043.

Antagonista de peso – Após a aprovação, vários executivos do setor de mineração criticaram a possibilidade de manutenção dos fundos, formados com cobranças sobre setores produtivos e disseram que vão se opor à manutenção no texto da reforma. Segundo Loubet, se a previsão cair no Senado, quando o texto voltar à Câmara, vão lutar pela manutenção, por ser uma questão “central para o Mato Grosso do Sul”. O Fundersul responde por 10% da arrecadação do Estado.

Mesma língua – Nas cúpulas da Câmara Municipal e Prefeitura de Campo Grande é unânime a opinião de que a atuação de Epaminondas Vicente Silva Neto, o vereador Papy, na aprovação da Lei de Diretrizes Orçamentária (LDO), elogiado por todos, tem tudo para garantir a sanção da prefeita Adriane Lopes sem nenhum veto a receita prevista para 2024 de R$ 6,5 bilhões. “Foram 79 emendas dos vereadores coletadas diretamente da sociedade, das bases, de caminhadas, das visitas que cada vereador faz durante o ano”, afirmou Papy ao apresentar o relatório final.

Aptos – A lista de jurados para o julgamento de Jamil Name Filho, o “Jamilzinho”, do ex-guarda municipal Marcelo Rios e do policial civil Vladenilson Daniel Olmedo tem 22 nomes aptos. Os 7 escolhidos terão que se sujeitar a quatro dias de júri, com depoimentos de testemunhas, dos réus e argumentação de defesa e acusação.

Será? – No documento que três potenciais jurados pediram desistência da missão, abrindo mão de participação no que está sendo chamado de “júri da década”, um deles, chama a atenção pelo sobrenome: Olmedo, o mesmo de um dos acusados. Resta saber se é coincidência ou parente que prefere ficar longe do Fórum de Campo Grande na próxima semana.

Aprovado – O Procurador de Justiça Paulo Cezar dos Passos teve seu nome aprovado, nesta terça-feira (11), pela CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) do Senado Federal, para a recondução ao cargo de conselheiro do Conselho Nacional do Ministério Público, para o biênio 2023-2025. Ele é primeiro representante do MPMS (Ministério Público de Mato Grosso do Sul) a ocupar o cargo no CNMP.

Top 25 – A Boca da Onça, em Bodoquena (MS), foi classificada em 11º lugar entre as 25 melhores atrações de 2023 no ranking da América do Sul e 7ª colocada do Brasil, conforme a plataforma de viagens TripAdvisor, através do prêmio Travelers’ Choice 2023 (Best of the Best). O atrativo se destaca pela beleza cênica e oito cachoeiras (com cinco pontos de banho), trilhas margeando o Rio Salobra e toda infraestrutura para um passeio completo.

Nos siga no Google Notícias