A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 15 de Dezembro de 2018

29/07/2017 07:05

Abandono não tirou o brilho da casa que hoje é recanto de arte e cultura

Thailla Torres
Quem entra pelo portão pequeno da Casa Colaborativa Casa dos Ventos, em Dourados, já sabe que o lugar é diferente. (Foto: Helio de Freitas)Quem entra pelo portão pequeno da Casa Colaborativa Casa dos Ventos, em Dourados, já sabe que o lugar é diferente. (Foto: Helio de Freitas)

As pinturas transmitem alegria e o barulho das árvores que permeia a residência traz de volta a calmaria. Quem entra pelo portão pequeno da Casa Colaborativa Casa dos Ventos, em Dourados, já sabe que o lugar é diferente. Pensado por quatro mulheres dispostas a criar e viver da arte, o lugar que completou 5 anos é pioneiro no Estado e recheado de histórias.

Além de agitar a união dos coletivos, a casa surgiu para criação e apoio à arte. Quem está a frente da Casa dos Ventos atualmente é produtora cultural e arte educadora Fabiana Fernandes, de 29 anos. "A ideia surgiu comigo e mais três amigas, artistas locais, diante da falta de espaço público para ensaios e criações. E por isso a gente pensou em uma casa colaborativa para que houvesse uma troca mútua entre artistas e comunidade", explica Fabiana.

Fabiana mostra do artista residente da casa, Daniel Dank. (Foto: Helio de Freitas)Fabiana mostra do artista residente da casa, Daniel Dank. (Foto: Helio de Freitas)

No início, a ideia era mostrar que a casa tinha arte e espaço para uma série de trabalhos com música, circo e produção cultural. "Customizávamos roupas, havia bazar e produtos artesanais. Mas em questão de meses precisamos mudar para um lugar maior e dar espaço a um novo conceito". 

A primeira residência, embora pequena, também era de madeira quando as amigas deram o primeiro passo para a Casa dos Ventos. Meses depois, uma enorme casa abandonada se tornou sede para os sonhos do coletivo. "Aqui essa casa é alugada e quando chegamos aqui ela estava totalmente abandonada. Na base da colaboração começamos a dar um trato em tudo. Aos poucos estou colocando em prática o processo de restauração", detalha.

A casa com mais de dez cômodos, se tornou a primeira Rede Cultural e Ecológica especializada em arte e eco educação integrada e colaborativa. Se tornou um laboratório de ações coletivas e orgânicas. Ali são oferecidas oficinas à comunidade e nas vivências cotidianas, surgem reflexões sobre questões de gênero, étnico-raciais, ecológicas, novas tecnologias e produção cultural colaborativa.

"Há um intercambio cultural de arte educadores, artistas e permacultores, fomentamos a formação nas áreas demúsica, circo, teatro, audiovisual, artes visuais, artesanato, agricultura urbana e cultura urbana. Hoje Casa dos Ventos é considerada a maior casa de cultura não governamental do estado".

Detalhes do lado de fora. (Foto: Helio de Freitas)Detalhes do lado de fora. (Foto: Helio de Freitas)
Biblioteca comunitária tem acervo de obras literárias locais. (Foto: Helio de Freitas)Biblioteca comunitária tem acervo de obras literárias locais. (Foto: Helio de Freitas)

Fabiana conta que cresceu em uma família de artistas e que por isso, foi motivada a criar a um espaço que fizesse a diferença. "Estava cansada de não ter um espaço para trabalhar e acredito muito na importância de dar uma oportunidade a todos. O que me motiva é isso e faço questão de lembrar que a casa não é uma empresa, mas um porta para ter acesso à arte", afirma.

A Casa dos Ventos está aberta para visitação pública das 16h às 20h durante todos os dias. No entanto, alguns horários são reservados para a prática de atividades cotidianas na horta, na cozinha e biblioteca comunitária. O público é livre para interagir com a ideias discutidas na casa e construir a coletividade. Informações pela página do Facebook.

Curta o Lado B no Facebook.

A Casa dos Ventos está aberta para visitação pública das 16h às 20h durante todos os diasA Casa dos Ventos está aberta para visitação pública das 16h às 20h durante todos os dias


imagem transparente

Classificados


Copyright © 2018 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.