A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 19 de Outubro de 2018

20/07/2018 07:55

Aldinei transformou quintal rústico em terapia e lugar preferido da família

Thailla Torres
Aldinei encontrou jeitinho rústico de driblar o estresse. Aldinei encontrou jeitinho "rústico" de driblar o estresse.

Para Aldinei Cristino, de 51 anos, a decoração rústica é um estilo que nunca sai de moda, mas que nos últimos tempos tem ganhado ainda mais destaque. Por isso resolveu decorar sua casa, no Jardim Colúmbia, para que o local se transformasse no canto preferido da família. Sem gastar uma fortuna, tudo é feito por ele e cuidar do quintal virou sua terapia.

Há 30 anos ele trabalha na área das telecomunicações, fazendo manutenção de central telefônica, que não tem dia e nem hora para deixar de funcionar. "Então imagina, ninguém consegue ficar sem telefone hoje em dia, se alguma coisa dá errado, todo mundo liga e eu tenho que sair correndo fazer meu trabalho".

Sozinho, transformou quintal em cantinho preferido da casa. Sozinho, transformou quintal em cantinho preferido da casa.

A rotina é intensa e, ao longo dos anos, o estresse fortaleceu o cansaço de Aldinei que percebeu a hora de encontrar algo fora do trabalho que o deixasse bem. Ao olhar o quintal de casa, apenas gramado, achou a saída para conquistar a paz que precisava.

Sem contratar arquiteto ou marceneiro para grandes mudanças, há dois anos ele decidiu fazer tudo sozinho, com calma e manter o orçamento em dia. "Sempre gostei de móveis rústicos, antigamente isso era o que fazia parte da nossa vida, mas hoje virou moda de novo, então pensei que eu podia fazer tudo aos poucos".

Com a caixa de ferramentes e uso de palete ele construiu um deck no primeiro mês. "Queria um cantinho para reunir a família. Então precisava de um espaço confortável".

Sua vontade era solucionar o problema da varanda, que era curta, além de não integrar com o jardim, uma das paixões de Aldinei.  Mas o desafio era preservar o pé de goiaba que há anos faz parte da história da família. "Até pensei em tirar, mas todo mundo adora goiaba e pensei: vou fazer essa varanda com árvore e tudo".

Foi com esse desejo a varanda ficou pronta e Aldinei viu que era só o começo. Usando madeira reaproveitada ele fez uma casinha de boneca para a neta e os sobrinhos. Além de mesas e cadeiras espalhadas pelo jardim e até uma carroça que, na porta de casa, virou atração para quem visita a família.

Espaço ganhou detalhes em madeira preservando o pé de goiaba no fundo. Espaço ganhou detalhes em madeira preservando o pé de goiaba no fundo.
Carroça virou decoração na porta de casa.Carroça virou decoração na porta de casa.

O feno foi parar na parede como elemento decorativo e os tijolinhos à vista foram usados na elaboração de um poço, que no lugar de água, sai flores. "Todo mundo adora esse poço, quem chega aqui tira foto e muita gente me pede para fazer".

Mas a produção é só em casa como forma de fugir da rotina e fazer a festa com a família. "Há dois anos isso virou minha terapia, distraio muito a cabeça e não acho difícil".

Com churrasqueira, forgão à lenha e um jardim com sombra fresca, o lugar já recebeu eventos de família, aniversários, festa junina e até casamento. "Agora a reunião da família é aqui, todo mundo fica feliz".

Segundo Aldinei, uma transformação como essa não sai caro. "Hoje em dia você encontra palete jogado na rua ou tem lugares que vendem até por R$ 5,00. E se você já tiver a madeira, vai gastar com pregos e rodinhas, por exemplo, se quiser mudar de lugar. A maioria das coisas aqui foram reaproveitadas".

Curta o Lado B no Facebook e Instagram.

Feno também virou decoração na parede. Feno também virou decoração na parede.
Casinha de boneca o cantinho preferido da neta e os sobrinhos.Casinha de boneca o cantinho preferido da neta e os sobrinhos.


imagem transparente

Classificados


Copyright © 2018 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.