A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 16 de Novembro de 2018

24/10/2018 08:15

Atitude em fotos de Ricardo Valêncio quebra o ar sisudo de ambientes clássicos

Na Casa Cor MS, as fotos dele são alguns dos detalhes que mais chamam atenção

Thaís Pimenta
Fotografia artística de Ricardo Valêncio, uma das obras de sua autoria, bem pop. (foto: Ricardo Valêncio)Fotografia artística de Ricardo Valêncio, uma das obras de sua autoria, bem pop. (foto: Ricardo Valêncio)

O minimalismo é a marca registrada do fotógrafo campo-grandense Ricardo Valêncio, de 45 anos, que começou na fotografia há 17 anos para publicidade de moda e hoje se arrisca na fotografia artística. O trabalho dele é uma das boas descobertas que tornou descolados 4 ambientes da mostra Casa Cor MS 2018, aberta na semana passada em Campo Grande.

O "pouco" e o "limpo", características de Valêncio, se tornam pop e, porque não, descolado. Elementos que combinam muito bem com ambientes com a mesma pegada ou quebram a seriedade de um lugar mais clássico.

Com estúdio num discreto ponto da Rua José Antônio há dois anos, Ricardo viveu a maior parte do ofício em São Paulo, local que permitiu experimentar bastante no ramo da moda. "Na parte de confecção, por exemplo, trabalhei muito", conta. Passou por Curitiba e, pela família, voltou para sua terra natal há 4 anos.

Mas desde o início da carreira, uma veia autoral surgiu e se mantém firme até hoje nos cliques. Retratos são a grande paixão de Ricardo, que inclui seu olhar minimalista em todos os trabalhos autorais e, mais recentemente, tem ousado não só na captação mas também na edição das imagens. E o que era apenas uma foto se transforma em arte.

Ricardo explica suas inspirações. (foto: Marina Pacheco)Ricardo explica suas inspirações. (foto: Marina Pacheco)

"Posso dizer que esse meu lado lembra um pouco do que é a fine art", assume Valêncio, a respeito das referências que utiliza para a manipulação digital, o oposto de tudo aquilo que se está acostumado a ver no fotojornalismo, por exemplo.

"É um trabalho totalmente a parte do restante, onde eu me permito criar além e misturar imagens, técnicas. Tudo é tratado no Photoshop e as imagens ganham outra cara. Todos os retratos já existentes podem ganhar essa característica, mas já fiz retratos específicos pensando no resultado final que queria na fotografia de moda", conta ele.

E foram estas fotos artísticas que ganharam status de peça design dentro da Garagem da Casa Cor, ambiente assinado pelas arquitetas Paula Magalhães e Gabriela Demarco. Também dão personalidade à Sala de Jantar de Ananda Mella, ao Lounge do Jovem Colecionador, de Silvia Lotfe, no loft de Artur, Joana e Miralba Moraes, e na no Estar da Bilheteria e Fachada de Vinícius Assenço e Paulo Henrique Ribeiro.

Fotografia artística é feita com manipulação de imagens (Foto: Ricardo Valêncio)Fotografia artística é feita com manipulação de imagens (Foto: Ricardo Valêncio)
Retratos se transformam em peças de design. (Foto: Ricardo Valêncio)Retratos se transformam em peças de design. (Foto: Ricardo Valêncio)

"Acredito que toda foto precisa ser direcionada nem que seja de uma forma mais provocativa", explica ele a respeito tanto de sua linha autoral quanto comercial.

A estadunidense Anie Leibovitz -autora conhecidíssima por imagens icônicas, como a famosa foto de John Lennon com Yoko Ono, em posição fetal- é sua maior inspiração, referência mesmo como trabalho artístico. "Além dela também gosto muito do alemão Peter Lindenberg e de brasileiros como Sebastião Salgado e Miguel Rio Branco".

Em 17 anos, Ricardo passou de funcionário público para fotógrafo, que chegou a cursar Arquitetura mas não se formou. Hoje ele tem certeza das escolhas que fez e não hesita ao dizer que trilhou o caminho certo. "São fases mesmo e agora posso dizer que estou feliz", avalia o fotógrafo.

Mais uma prova viva de que dá sim para viver de fotografia, Ricardo Valêncio comenta que trabalhos estão disponíveis para venda e os valores variam pela tiragem de imagens e pelo tamanho da foto.

Curta o Lado B no Facebook e no Instagram.

Garagem tem foto que foi capa de uma revista regional de moda, a Morhena, feita por Valêncio. (foto: Kisie Ainoã)Garagem tem foto que foi capa de uma revista regional de moda, a Morhena, feita por Valêncio. (foto: Kisie Ainoã)
Mesmo em detalhes, as imagens de Valêncio chamam atenção. (foto: Kisie Ainoã)Mesmo em detalhes, as imagens de Valêncio chamam atenção. (foto: Kisie Ainoã)
Em paredes escuras, imagens ganham destaque. (foto: Kisie Ainoã)Em paredes escuras, imagens ganham destaque. (foto: Kisie Ainoã)


imagem transparente

Classificados


Copyright © 2018 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.