A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 17 de Outubro de 2018

01/07/2018 07:50

Complexo ferroviário passa por reformas após 2 anos de interdição de Armazém

Na Esplanada, Armazém Cultural foi embargado pelo Corpo de Bombeiros em 2016

Thaís Pimenta
Edifício remota as origens de Campo Grande, desde sua criação, da vinda dos imigrantes. (foto: Marina Pacheco)Edifício remota as origens de Campo Grande, desde sua criação, da vinda dos imigrantes. (foto: Marina Pacheco)

São anos sem manutenções dos edifícios que compõe a Plataforma Cultural e o Armazém Cultural em Campo Grande. Por conta disso, o estado físico das construções foi se deteriorando e levaram à interdição para eventos de uma dos lugares históricos da cidade.  

Mas depois de muitas cobranças, o lugar será revitalizado. De acordo com a Sectur (Secretaria Municipal de Cultura e Turismo), que elaborou o projeto junto a SISEP (Secretaria Municipal de Infraestrutura e Serviços Públicos), serão realizadas ações de recuperação do telhado, muros, instalações elétricas, pinturas, correções e reparação na estrutura do complexo que forma a Esplanada Ferroviária.

“A obra também prevê a execução do Projeto de Segurança contra Incêndio e Pânico do conjunto, desinterditando o Armazém Cultural, que foi embargado pelo Corpo de Bombeiros em 2016”, acrescenta a secretária Nilde Brum.

Estação Ferroviária tem  muita história dentro dessas construções, que datam o início da construção de Campo Grande com a Estrada de ferro (foto: Marina Pacheco)Estação Ferroviária tem muita história dentro dessas construções, que datam o início da construção de Campo Grande com a Estrada de ferro (foto: Marina Pacheco)
Marcas do tempo estão expostas no muro. (foto: Marina Pacheco)Marcas do tempo estão expostas no muro. (foto: Marina Pacheco)
Rachaduras também. (foto: Marina Pacheco)Rachaduras também. (foto: Marina Pacheco)

A secretaria lembra de quando se perdeu com o abandono do lugar.  “A restauração deste edifício oferece aos campo-grandenses mais uma opção de espaço amplo, adaptado para a realização de eventos sociais, culturais e promocionais, com capacidade para receber cerca de mil pessoas”.

De acordo com André Samambaia, arquiteto do Iphan (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional), órgão que analisa e autoriza as obras, a última reforma considerável feita no local aconteceu no entre 2010 e 2011. Quatro anos depois, o clima piorou os problemas da falta de manutenção permanente. "Após o vendaval que retirou parte do telhamento no final de 2015, se não me engano, houveram apenas algumas ações para sanar infiltrações", diz.

O lançamento das obras, com detalhes do que será realizado, vai ser divulgado nesta segunda-feira (2), às 14h, na Estação Ferroviária.

Curta o Lado B no Facebook e no Instagram.

Apresentação do projeto acontece nos próprios prédios. (foto: Marina Pacheco)Apresentação do projeto acontece nos próprios prédios. (foto: Marina Pacheco)


imagem transparente

Classificados


Copyright © 2018 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.