A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 19 de Fevereiro de 2020

10/02/2020 08:15

Em 2 meses, gramado vazio ganha ambiente para dono relaxar ao ar livre

Arquiteta trocou os móveis convencionais por um balanço para que o cliente pudesse realmente curtir seu jardim

Thailla Torres
Área com balanço para dono curtir e relaxar nos fundos de casa. (Foto: Janaina Lott)Área com balanço para dono curtir e relaxar nos fundos de casa. (Foto: Janaina Lott)

Com a decoração de jardim é possível transformar os espaços externos em um local agradável, aconchegante e integrado com a natureza. Seja um jardim grande ou pequeno, é preciso pensar em soluções para compor a área. Essa foi a missão da arquiteta Camila Cacciatori em uma casa do bairro Itanhangá, em Campo Grande, para que o dono pudesse curtir ao ar livre e relaxar.

Antes do jardim sem reforma. (Foto: Camila Cacciatori) Antes do jardim sem reforma. (Foto: Camila Cacciatori)

O antes e depois mostra elementos-chave que fazem toda diferença, como plantas, vasos, mobiliários e outros acessórios para compor o espaço e transformar um jardim, antes vazio.

“Quando o cliente comprou esta residência, este espaço foi o primeiro a ser pensado para mudar. Iniciamos com a construção do canil para o cachorro dele, enquanto os projetos estavam em andamento. Aliamos o pensamento em uma área agradável para estar e receber, e algo que integrasse com a nova porta da suíte, que até então era janela”, conta a arquiteta.

O pergolado em madeira é sempre uma sugestão boa para ter em casa, afirma. “Afinal, ele marca um espaço transformando qualquer jogo de sofá e poltronas em um ambiente”. E foi assim que aconteceu, Camila trocou os móveis convencionais por um balanço e um banco com boa profundidade para que o cliente pudesse realmente deitar e curtir seu jardim.

O piso em pedra portuguesa foi escolhido para manter o padrão da casa. “Escolhi mesclar as cores para formar o desenho de um tapete, e junto com o pergolado delimitar o ambiente”.

O período de execução para esta área de 30 m² foi de dois meses. “Ressaltando que este é um projeto que não podemos atropelar nenhuma etapa, pois enquanto foi feito o piso com as pedras, não pude fazer mais anda durante quase duas semanas. Mantivemos os coqueiros que existiam também, eles continuam embelezando e preenchendo o fundo da área”, detalha.

Curta o Lado B no Facebook e no Instagram. Tem uma pauta de arquitetura bacana para sugerir? Mande pelas redes sociais, e-mail: ladob@news.com.br ou no Direto das Ruas através do WhatsApp do Campo Grande News (67) 99669-9563 (chame agora mesmo).

O piso em pedra portuguesa foi escolhido para manter o padrão da casa. (Foto: Janaina Lott)O piso em pedra portuguesa foi escolhido para manter o padrão da casa. (Foto: Janaina Lott)
O período de execução para esta área de 30 m² foi de dois meses. (Foto: Janaina Lott)O período de execução para esta área de 30 m² foi de dois meses. (Foto: Janaina Lott)
Campo Grande News - Lista Vip WhatsApp
imagem transparente

Classificados


Copyright © 2020 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.