A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 21 de Outubro de 2019

31/08/2019 08:00

Com 1ª customização feita em peça de brechó, arte de Daniel chega ao Real Madrid

Peregrinação para fazer suas jaquetas famosas dura menos de um ano, mas campo-grandense passou perrengues em prol da divulgação

Danielle Valentim
Marcelo segura a jaqueta customizada por Daniel Magalhães. (Foto: Reprodução/Instagram)Marcelo segura a jaqueta customizada por Daniel Magalhães. (Foto: Reprodução/Instagram)

Nem só de música, artistas de Mato Grosso do Sul fazem o nome. Por aqui, a arte que corre nas veias de Daniel Magalhães já atravessou o oceano Atlântico e chegou às mãos do lateral-esquerdo Marcelo, do Real Madrid. Em peregrinação intensa para fazer a fama de suas jaquetas, Daniel começou do zero e a primeira peça customizada e entregue a um artista saiu de um brechó.

Desde moleque, Daniel faz arte. Passou pelo grafite, decoração de ambientes até começar a riscar peças de roupas e calçados. “As primeiras peças pintadas foram de familiares e amigos, mas tudo sem compromisso. Mas para a minha surpresa começaram a aparecer pessoas que gostaram e pediram também. Comecei algo bem pequeno no Instagram foi dando certo e decidi transformar em algo rentável”, conta.

Ele passou pelo grafite, decoração de ambientes até começar a riscar peças de roupas e calçados. (Foto: Arquivo Pessoal)Ele passou pelo grafite, decoração de ambientes até começar a riscar peças de roupas e calçados. (Foto: Arquivo Pessoal)

Daniel deixou a produtora onde trabalhava e mergulhou de vez no que mais ama. As primeiras peças entregues a artistas eram simbólicas, pois eram de tamanhos aleatórios. “As primeira peças comprava em brechó. Gastava em torno de R$ 20 e vendia a R$ 80. Aí comecei a entregar para famosos. O primeiro foi o Zeeb e depois Thiago Ventura. Era algo muito simbólico, porque nem era o tamanho das pessoas. Eram peças gigantes”, conta.

Assim que conseguiu fazer mais dinheiro, Daniel conseguiu apoio de algumas lojas e teve um pouco mais de visibilidade. A partir daí, passou a investir em peças novas. “A primeira loja foi a Tube Surf. Realizamos um sorteio juntos e ganhei um pouco mais audiência. Até que passei a comprar peças novas e nas medidas das pessoas”, lembra.

Depois de Zeeba e Thiago Ventura, Daniel conseguiu entregar peças a MC Kekel e a dupla Maiara e Maraísa, com mais facilidade. “Quando você entrega para um famoso, outros produtores começam a te visar e abrir as portas. Como já se tratava de uma jaqueta nova, já estava mais aceitável eles me receberem. Depois que entreguei para a Maiara ela encomendou outra para o namorado Fernando Zor, que faz dupla com o Sorocaba”, conta.

 

Dupla Maiara e Maraísa. (Foto: Arquivo Pessoal)Dupla Maiara e Maraísa. (Foto: Arquivo Pessoal)
À esquerda MC Kekel.(Foto: Arquivo Pessoal)À esquerda MC Kekel.(Foto: Arquivo Pessoal)
Thiago Ventura e Daniel Magalhães. (Foto: Arquivo Pessoal)Thiago Ventura e Daniel Magalhães. (Foto: Arquivo Pessoal)

E de boca em boca, contato em contato, o campo-grandense chegou ao jogador Marcelo. “Um produtor daqui, um fotógrafo ali. Dessa vez enviei uma jaqueta para ele e o filho, um par de chinelos e uma caixa personalizada”, frisa. (confira vídeo no fim do texto)

Até hoje nenhum artista recusou, mas Daniel admite a possibilidade de alguns não usarem “os recebidos”. O que há pouco tempo era o pior dos perrengues. “O maior perrengue é o financeiro, já que eu compro a jaqueta e gasto material. Há alguns meses eu vendia uma jaqueta para comprar outra. Então sempre começava do zero”, lembra.

As peças são exclusivas. (Foto: Arquivo Pessoal)As peças são exclusivas. (Foto: Arquivo Pessoal)
As cores e estilo ficam a cara do cliente. (Foto: Arquivo Pessoal)As cores e estilo ficam a cara do cliente. (Foto: Arquivo Pessoal)

As peças são exclusivas e o artista afirma que a cada encomenda estuda o cliente por cerca de 15 dias. “Eu faço perguntas, estudo a pessoa para fazer a jaqueta do jeito que ela pede. As vezes pedem jaquetas semelhantes a de outro famoso, e eu explico que não dá. Eu trabalho 1/1”, explica.

Daniel faz arte e não se apega ao título de designer de moda. Questionado sobre o que quer para o futuro e quais são suas inspirações, defende que já vive um sonho e que amigos e família são suas maiores influências.

“Estou me guiando para área da moda e hoje estudo mais sobre Moda. Eu vivo um sonho. Não digo que quero algo para o futuro. As coisas estão acontecendo tranquilamente. Minhas influências são meus próprios amigos e família. São eles que me apoiam e estão torcendo. Então quando se fala em inspiração, hoje, com certeza digo que são as pessoas que estão a minha volta”, finaliza.

Conheça mais trabalhos de Daniel no Instagram.

Curta o Lado B no Facebook e Instagram.

Assista abaixo a entrega do presente ao jogador.

Daniel em produção. (Foto: Arquivo Pessoal)Daniel em produção. (Foto: Arquivo Pessoal)
Jaqueta em processo de customização. (Foto: Arquivo Pessoal)Jaqueta em processo de customização. (Foto: Arquivo Pessoal)
imagem transparente

Classificados


Copyright © 2019 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.