A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Novembro de 2019

03/11/2019 08:16

Com drama e romance, Mostra de Cinema Argentino acontece no MIS

O evento começa na próxima terça-feira (5), com o filme "Buscando por Tita" e as exibições acontecem sempre às 19h

Alana Portela
 Buscando por Tita mistura musical e drama (Foto: Divulgação) "Buscando por Tita" mistura musical e drama (Foto: Divulgação)

Com drama e romance será realizado a “Mostra de Cinema Argentino”, em Campo Grande. O evento é aberto ao público e acontece de 5 a 8 de novembro no MIS (Museu de Imagem e do Som). A proposta é mostrar os trabalhos realizados no país com roteiros baratos, mas bem interpretados.

Por quatro dias, sempre às 19h, os telespectadores verão um pouco das obras produzidas na Argentina. O trabalho no país se destaca no cenário mundial por conta da produção constante e de boa qualidade.

A mostra começa na terça-feira, com exibição do filme “Buscando a Tita”, produzido em 2016. Na trama, uma cantora e atriz argentina encarou o tango humorístico. Na época em que os cantores masculinos brilhavam em toda a mídia, ela impôs sua presença e criou um estilo único. A obra homenageia o tango através de relatos de várias personalidades cultura.

Em Abzurdah a adolescente Cielo Latini se apaixona por uma homem dez anos mais velho (Foto: Divulgação)Em "Abzurdah" a adolescente Cielo Latini se apaixona por uma homem dez anos mais velho (Foto: Divulgação)

Na quarta tem romance com “Abzurdah”. O filme acontece em 1990 e conta a história da adolescente Cielo Latini. Cheia de problemas, ela encontra na internet a sua “válvula de escape” para as dificuldades na escola. Começa um bate-papo nas redes sociais e decide conhecer o candidato Alejo. O homem é dez anos mais velho que a menina, porém a idade não impede de se apaixonar pelo pretendente que logo a manda para escanteio.

Quinta é dia de ver na telona o documentário “El Francesito”. De acordo com várias pesquisas, a Agentina é o país com mais psicanalistas do mundo. As raízes da psicanálise no país foram criada por Enrique Pichon-Rivière, ou Francesinho, como o chamavam. A obra acompanha a história desse símbolo, tentando transforma-lo em um ser humano, como qualquer outro.

Sexta será exibido “Viemos de longe, o filme”, que documenta a teatralização da chegada dos imigrantes na Argentina, no início do século XX. O grupo de teatro comunitário “Catalinas Sur” dá a vida aos filhos e netos das pessoas que chegaram ao país. Eles se misturam a diversidade e constroem um bairro, escola, campo de futebol, praça e um grupo de teatro.

A mostra conta com o apoio e curadoria do Consulado General y Centro de Promocion de la República Argentina San Pablo – Republica Federativa del Brasil, com apoio da Associacion General de Directores Autores Cinematográficos y Audiovisuales.

Curta o Lado B no Facebook e no Instagram

Na obra Viemos de longe, o filme mostra imigrantes que criaram um grupo de teatro (Foto: Divulgação )Na obra "Viemos de longe, o filme" mostra imigrantes que criaram um grupo de teatro (Foto: Divulgação )
imagem transparente

Classificados


Copyright © 2019 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.