ACOMPANHE-NOS    
MAIO, SÁBADO  15    CAMPO GRANDE 19º

Artes

Espetáculo de MS inspirado na poesia de Clarice Lispector vira filme

Exibições do curta-metragem de terror começam a partir de hoje

Por Thailla Torres | 02/05/2021 07:10
As cenas complementares se passam na Casa Engenheiro Carlos Miguel Mônaco que fica na Vila dos Ferroviários.
As cenas complementares se passam na Casa Engenheiro Carlos Miguel Mônaco que fica na Vila dos Ferroviários.

A releitura de um espetáculo feita para o projeto de 20 anos da companhia de dança Cia do Mato se transformou em curta metragem. Mudança que instigava o público na sua montagem original se transformou em um filme de terror. A coreografia já foi apresentada nos palcos há sete anos, é inspirada poesia de Clarice Lispector e traz reflexões sobre a rotina e apreciar novos caminhos.

O roteiro é do bailarino Halisson Nunes que também atua no filme e do produtor de vídeo Helton Perez, também diretor do filme. Todo o trabalho é resultado de uma evolução. “O Mudança foi um espetáculo que teve um impacto bem grande quando vimos na estreia. Logo em seguida, conversando com o pessoal da companhia, já tínhamos falado que ele tinha uma pegada de filme de terror por todos os elementos em cena, a trilha original do Jonas Feliz, a iluminação mais sombria que o Espedito di Montebranco montou e todo o trabalho de corpo dos bailarinos”, diz Helton.

E mesmo sem muitos elementos em cena (uma mesa com uma fruteira, um espelho e rosas), todo o restante era bem sugestivo sobre uma ambientação que remetesse à uma casa antiga, conta Helton.

Halisson prefere chamar todo o trabalho de compartilhamento. “O projeto é resultado de um trabalho coletivo, desde apresentação do espetáculo foi pensada a dramaticidade da coreografia e viemos nesse tempo construindo essa linguagem para virar o filme”, pondera.

O cenário do filme é instigante e complementa a performance do elenco todo formado pelos bailarinos da companhia. O imóvel onde se passa o filme, a Casa do Doutor Gabi, em Corumbá, traz elementos que complementam toda a linguagem. Os azulejos, a arquitetura e os objetos preencheram os vazios do palco, mas mantém o espírito do espetáculo. As cenas complementares se passam na Casa Engenheiro Carlos Miguel Mônaco que fica na Vila dos Ferroviários, na Capital.

Serão três exibições pelo canal do Youtube da Cia do Mato. A primeira neste domingo (2), a segunda dia 15 de maio e a terceira dia  4 de junho. Todas sempre a partir das 20 horas. Para ter acesso ao filme é preciso de cadastrar e retirar o ingresso on-line pelo link (clique aqui).

Curta o Lado B no Facebook. Tem uma pauta bacana para sugerir? Mande pelas redes sociais, e-mail: ladob@news.com.br ou no Direto das Ruas através do WhatsApp do Campo Grande News (67) 99669-9563.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário