A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 22 de Setembro de 2018

04/05/2017 07:59

Há 5 anos, o palco foi a superação de Evandro depois de ver a mãe partir

Atualmente Evandro faz sucesso com a música "Manual do Esquecimento"

Thailla Torres
Evandro Campos é cantor sertanejo sul-mato-grossense. (Foto: Alcides Neto)Evandro Campos é cantor sertanejo sul-mato-grossense. (Foto: Alcides Neto)

Determinação é palavra chave na carreira do cantor Evandro Campos, de 32 anos. O homem que começou cedo na música, precisou deixar os palcos por um tempo para lutar pela vida da mãe que enfrentou as dores de um tumor, hoje tem destaque no concorrido mercado da música sertaneja.

Nascido em Corumbá, Evandro iniciou sua carreira aos 15 anos, idade em que já colecionava troféus e premiações em festivais de música na escola em que estudava. Quando passou a cantar nos bares e festas noturnas de sua cidade, montou o grupo Beijo Na Boca, que fazia sucesso no estilo vanerão.

"Formamos esse grupo e em seguida gravamos o nosso primeiro CD. Éramos em 5 integrantes, todos amigos em Corumbá. Na época tocamos muito em bailão pela cidade", recorda.

 

Começou a tocar na infância e seguiu carreira aos 15 anos. Começou a tocar na infância e seguiu carreira aos 15 anos.


O cantor chegou em Campo Grande em 2001, acompanhado pela mãe, Vanda, e pelo grupo Beijo Na Boca. Com sucesso do grupo, os músicos foram convidados para fazer abertura em um show do Tradição em Campo Grande. "O empresário deles nos convidou para um show e acabamos ficando na cidade para tocar no Bom D+ e no Rancho do Cowboy. Onde tinha bailão a gente tocava e fazíamos sucesso com música 'Dança do Jabuti'", conta. 

Mas em 2006, cada integrante escolheu um caminho diferente. Evandro, sem deixar o sonho de lado, disse adeus ao grupo e deu início a um novo projeto como dupla sertaneja.

O músico conta que chegou a gravar três CD's até o dia em que a mãe foi diagnostica com um tumor no estômago. "Ela ainda vivia em Corumbá apesar de me acompanhar na minha carreira. Mas ela acabou precisando ficar definitivamente aqui em Campo Grande e fui eu quem cuidou dela". 

Na época Evandro seguia com a dupla fazendo papel de músico e empresário. Ao lado do parceiro, administrava os shows e apresentações pela cidade. Mas o espaço para a música foi ficando pequeno diante da vontade de caminhar ao lado da mãe na luta pela vida.

"Ela precisava de mim e eu acabei deixando tudo para cuidar dela. Foram três anos enfrentando a doença que acabou atingindo o pulmão. Há 5 anos ela faleceu e foi ali que eu não quis mais cantar", lembra.

Músico retomou a carreira há 5 anos. (Foto: Divulgação)Músico retomou a carreira há 5 anos. (Foto: Divulgação)

Evandro ficou 2 anos sem investir na carreira depois de ver a mãe partir. Apesar do sonho de viver da música, era o apoio de Vanda que sempre o incentivava. Mas graças a um amigo o músico reuniu forças para dar a volta por cima.

"Certa vez eu fui no churrasco de um amigo. Lá encontrei uma pessoa que perguntou toda a história da minha vida. Contei exatamente o que tinha acontecido com a minha mãe e o porque eu decidi parar de cantar. Na hora de ir embora ele me deu um cheque e só pediu para eu abrir quando chegasse em casa". 

Ao deixar a festa, Evandro foi surpreendido com a mensagem de quem ficou comovido com sua história. "Ele deixou um valor de R$ 5 mil e pediu para que eu usasse o dinheiro para retomar minha carreira. Ele ficou emocionado da maneira como falei da minha mãe e me fez reconhecer que toda família fez o que pode até ela partir", lembra.

Evandro diz que pensou em devolver a quantia, mas lembrou do sorriso e do apoio incondicional que sempre teve da mãe. "Sinceramente fiquei muito emocionado e decidi gravar uma música. Na época eu não tinha onde tocar na cidade e acabei persistindo em um teste para cantar numa casa noturna sertaneja. Foram três testes até o dono dar espaço para eu tocar". 

Com a retomada, Evandro Campos gravou um DVD na Valley e agora vem chamando a atenção nas redes sociais com a música "Manual do esquecimento".

As lembranças da mãe são tudo neste momento da carreira. “Sou inteiramente como a minha mãe. Carrego comigo as palavras, a humildade e principalmente o respeito que ela me ensinou a ter onde quer eu chegue”.

Quando sobe ao palco, Evandro não tem dúvidas que de, onde Vanda estiver, está torcendo pelo filho como torceu desde a infância. “Desde pequeno ela me incentivava, aplaudia, me abraçava e era tudo pra mim. Tenho certeza que ela ficou feliz por eu ter voltado a cantar e há cinco anos, não há um dia que eu não suba no palco por ela e claro, cantando para ela”, diz o cantor.

Evandro atualmente vive em Campo Grande e administra o tempo entre ensaios e shows na noite da cidade.

O telefone para contato de show é (67) 99896-7771.



imagem transparente

Classificados


Copyright © 2018 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.