A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 15 de Outubro de 2019

16/09/2019 15:18

Kayque forra portão com desenhos para conseguir dinheiro e comprar telas

Garoto quer ser artista plástico para ajudar a família que mora no Zé Pereira

Danielle Valentim
Além de personagens de Mangá, o menino ama desenhar construções. (Foto: Danielle Valentim)Além de personagens de Mangá, o menino ama desenhar construções. (Foto: Danielle Valentim)

A junção de talento e sonho fez o adolescente Kayque Alexandre Amâncio Rodrigues, de 14 anos, usar o portão de casa como expositor. Sem dinheiro para comprar tintas e telas, o garoto decidiu vender seus desenhos em A4, por R$ 1,50.

A atitude chamou a atenção de um vizinho, que além de comprar o trabalho do menino, chamou amigos e ainda publicou na internet. O post ganhou repercussão e já passa das 11 mil curtidas. Os desenhos foram vendidos e, nesta semana, o menino já prepara a exposição do próximo sábado (21).

Kayque durante as vendas no sábado. (Foto: Vini Willyan)Kayque durante as vendas no sábado. (Foto: Vini Willyan)

“Eu estava querendo ganhar dinheiro para comprar telas e comecei a colocar os desenhos no portão. Eu peguei o telefone do meu pai e enviei a foto pra minha mãe e umas 17h ela me respondeu. Mas antes disso, apareceu o Vini (quem postou a foto) que comprou desenho e publicou uma foto. Depois ele chamou uma amiga que comprou mais 7 desenhos e depois vieram mais vizinhos”, conta o garoto.

Paixão por desenhos sempre existiu, mas faltava um “empurrãozinho” para que o menino enxergasse o próprio talento. Foi durante uma prova escolar na 5ª série, que uma professora percebeu que os traços do menino tinham algo a mais. 

Em sua pastinha o menino guarda as produções e o lápis. (Foto: Danielle Valentim)Em sua pastinha o menino guarda as produções e o lápis. (Foto: Danielle Valentim)

“Tudo aconteceu numa prova. Eu reproduzi um rosto que estava no teste e a professora me elogiou, disse que estava igualzinho. Desde, então, vi que eu tinha facilidade para fazer os traços do desenho”, conta.

Kayque reproduz personagens da série de mangá Dragon Ball, mas ama desenhar casas. Segundo ele, a inspiração para as construções vem do seriado canadense Irmãos à Obra.

O primeiro contato com tinta e tela aconteceu num projeto do bairro. A segunda vez foi na Escola Municipal Professor Licurgo de Oliveira Bastos. “Eu ia para a casa da minha avó e seguia para a escola. Depois à tarde eu frequentava um projeto na casa do senhor Henrique, que é um morador que fornece o espaço para que professores deem aulas”, frisa.

 

Kayque forra portão com desenhos para conseguir dinheiro e comprar telas

A mãe Kelly Cristina Amancio, de 35 anos, toda orgulhosa disse que com a repercussão da publicação já recebeu mensagens de pessoas até de Portugal.

“Ele ganhou até um curso de Mangá e começa no sábado. Meu filho gosta, ele não para de desenhar. E eu quero que ele cresça no que ama, porque tem muitos jovens se perdendo. Ele ficou todo maravilhado quando ganhou o curso. E ele, além de pintar, ajuda muito em casa”, conta.

Cursando a 8ª serie, Kayque é o mais velho, de quatro filhos. Até a manhã desta segunda-feira (16), o menino não tinha noção da repercussão, mas já estava ansioso para ir à escola.

Curta o Lado B no Facebook e Instagram.

Kayque e dois dos irmãos. A irmã de 10 anos, estava na escola. (Foto: Danielle Valentim)Kayque e dois dos irmãos. A irmã de 10 anos, estava na escola. (Foto: Danielle Valentim)


Poderiam ter colocado o endereço ou telefone da mãe do Kaique, para que possamos ir até o local
 
Adriana em 16/09/2019 22:30:22
imagem transparente

Classificados


Copyright © 2019 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.