ACOMPANHE-NOS    
OUTUBRO, SEGUNDA  26    CAMPO GRANDE 25º

Artes

Mais de 200 objetos são encontrados em escavação de antigo hotel

Piso feito em grés, fragmentos de porcelanas, garrafas de vidro e até ossos de animais foram alguns dos achados

Por Raul Delvizio | 23/09/2020 10:22
Técnico realiza trabalho de recuperação e arqueologia durante uma escavação (Foto: Reprodução/Iphan)
Técnico realiza trabalho de recuperação e arqueologia durante uma escavação (Foto: Reprodução/Iphan)

A obra de restauração do antigo Hotel Internacional – que há mais de 50 anos não recebe nenhum hóspede – revelou uma descoberta significativa: 282 objetos arqueológicos foram encontrados durante a escavação para instalação de elevador. A principal hipótese é de que se trata de uma área de descarte doméstico residencial do século XIX. Corumbá e mais uma de suas histórias.

Nos vestígios achados, estão um piso com 5m² feito de garrafas de grés (um tipo de argila fina), além de fragmentos de porcelana, garrafas de vidro, objetos metálicos e ossos de animais. Toda essa descoberta agora faz parte de uma investigação antropológica sobre os hábitos alimentares e de consumo da população que lá um dia viveu.

Segundo Zafenathy Carvalho de Paiva, arqueólogo do Iphan (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, os itens são de fabricação recente, e isso ajuda a compreender um pouco mais sobre a história da Cidade Branca quanto de MS.

Na Cidade Branca, fachada principal do Hotel Internacional já foi finalizada (Foto: Renê Márcio Carneiro)
Na Cidade Branca, fachada principal do Hotel Internacional já foi finalizada (Foto: Renê Márcio Carneiro)

"É possível acessar os hábitos de consumo de um ou mais grupos corumbaenses num determinado espaço, muitas vezes envolto em tramas socioculturais que os documentos históricos nem sempre conseguem reproduzir com fidelidade", considera.

Por causa dos achados, o Iphan quer que adaptações sejam realizadas ao projeto de restauração do Hotel Internacional. A proposta agora é de que o espaço também abrigue uma exposição permanente com os objetos descobertos. Assim, não somente viabilizar a preservação do que existe mas tornar acessível à toda população.

Curta o Lado B no Facebook e no Instagram. Tem uma pauta bacana para sugerir? Mande pelas redes sociais, e-mail: ladob@news.com.br ou no Direto das Ruas através do WhatsApp do Campo Grande News (67) 99669-9563.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário