A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 15 de Setembro de 2019

12/09/2019 12:24

Música “Petróleo” foi o jeito que Paula achou para falar sobre o ódio

A cantora é corumbaense e na próxima semana vai estar em Campo Grande realizando o pré-lançamento do seu nome CD

Alana Portela
A cantora Paula Mirhan posando com lupas (Foto: Divulgação)A cantora Paula Mirhan posando com lupas (Foto: Divulgação)

Foi através da música que a cantora Paula Mirhan encontrou um jeito de falar sobre o ódio. “Proponho a discussão, pois o ódio é um afeto entre os outros afetos. Somos mal resolvidos com ele e quando vem à tona, assassina, vira bola de neve. É olhar para esse afeto e transformá-lo”, destacou.

Ela é corumbaense e gravou seu novo CD “Petróleo”, no qual também tem uma música com o mesmo nome. A canção é uma parceria com a compositora, Mariá Portugal, e levou cerca de dois meses para ficar pronta. “Petróleo é um líquido viscoso que quando vem à tona é explosivo, mas também pode ser combustível se usado na dose certa”, explicou Paula. A canção já está disponível no YouTube.

Para a construção do projeto foi preciso que Paula se debruçasse sobre na psicanálise. “É um processo íntimo. Descobri durante a terapia e fui estudar sobre o tema”. A maioria das canções que compõe o disco é autoral, feita especialmente para o projeto. São dez músicas, sendo uma releitura do cantor Gilberto Gil.

Atualmente, Paula mora em São Paulo, mas no dia 12 deste mês estará e Campo Grande realizando o pré-lançamento do projeto. Ela vai se apresentar na FliSesc (Feira Literária do Sesc), às 20h30. O evento acontece no Sesc Cultura, localizado na Avenida Afonso Pena, 2270.

No palco, a cantora vai estar ao lado de Rui Barossi (baixo elétrico e acústico) e de André Bordinhon (guitarra e violão). Os arranjos musicais foram pensados para uma formação de trio, buscando uma sonoridade que parte da MPB (Música Popular Brasileira) e mistura elementos do rock e do jazz contemporâneo.

Além das músicas do novo projeto, o show conta também com releituras que fazem parte da trajetória da Paula, como: Chalana, de Mário Zan, Noite Torta de Itamar Assumpção, Malandragem de Frejat e Cazuza, entre outras.

Curta o Lado B no Facebook e no Instagram

imagem transparente

Classificados


Copyright © 2019 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.