A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 18 de Setembro de 2018

18/02/2018 08:16

Na Índia, videomaker campo-grandense registra simplicidade e colorido de um povo

Thailla Torres
Rodrigo Rezende, saiu de Campo Grande para uma missão na Índia. (Foto: Rodrigo Rezende)Rodrigo Rezende, saiu de Campo Grande para uma missão na Índia. (Foto: Rodrigo Rezende)

O campo-grandense Rodrigo Rezende partiu para uma missão na Índia. Documentar a jornada espiritual de um grupo que saiu de Búzios (RJ) para meditar e conhecer, profundamente, o yoga e a espiritualidade. O grupo embarcou para o continente asiático no último dia 11 e o que era apenas um compromisso de trabalho, tornou-se uma jornada transformadora para Rodrigo, que tem encantado os amigos com fotografias que falam muito de um povo alegre e espirituoso, garante ele.

Rodrigo percorre o interior da Índia e tem se surpreendido com a vida da população, inspiradora para os dias de trabalho que tem pela frente. "Me surpreendeu a forma que eles lidam com a terra. Aqui, cada família tem uma pequena propriedade, tipo um campo de futebol, e eles mesmos produzem, colhem, vendem e trocam. Vivem aqui, o ideal de reforma agrária que o Brasil tentou implantar. Mesmo assim, vivem de forma simples, o que nós diríamos que é a beira da miséria", descreve.

O videomaker está documentando (Foto: Rodrigo Rezende)O videomaker está documentando (Foto: Rodrigo Rezende)

A felicidade é outro detalhe que tem colorido os dias do videomaker a cada gravação. "São felizes, não demonstram aquela ambição de crescer e as crianças brincam sem medo".

Andar para qualquer canto é outra surpresa, para quem está sempre atento com a violência, diariamente, encontrada no Brasil. "Aqui nas cidades próximas eu posso andar tranquilo com meu equipamento e ninguém rouba, é muito pacífico. Mas o que mais me impressionou até agora foi a alegria e contentamento mesmo com pouco".

Rodrigo nunca sonhou em conhecer a Índia, mas assume a curiosidade e descobriu um país incrível para se registrar. "Está sendo incrível filmar aqui, ainda como turista prefiro os países frios, mas os costumes daqui chamam muita atenção".

Entre generosidades e cores, outros detalhes vão despertando a curiosidade de quem é de fora. "O trânsito é barulhento, a buzina serve como orientação e isso incomoda um pouco no começo. Não comem com as mãos e nem usam talheres. Também não é permitido comer e nem cumprimentar usando a mão esquerda, ela é usada na higiene pessoal. Os homem andam de mãos dadas, alguns de saias e crianças andam de moto. Acho que é tanta informação, que vai ser  um tempo para processar tudo", detalha.

Confira abaixo algumas das fotografias feitas por Rodrigo.

Curta o Lado B no Facebook e Instagram.

(Foto: Rodrigo Rezende)(Foto: Rodrigo Rezende)
(Foto: Rodrigo Rezende)(Foto: Rodrigo Rezende)
(Foto: Rodrigo Rezende)(Foto: Rodrigo Rezende)


imagem transparente

Classificados


Copyright © 2018 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.