A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 15 de Agosto de 2018

04/12/2016 11:29

Poeta Ferreira Gullar morre aos 86 anos devido a problemas respiratórios

Mayara Bueno
Poeta Ferreira Gullar. (Foto: Fernando Frazão/ Agência Brasil)Poeta Ferreira Gullar. (Foto: Fernando Frazão/ Agência Brasil)

Morreu neste domingo (4) o poeta Ferreira Gullar devido a insuficiência respiratória. Ele, que também era crítico de arte, tradutor, biógrafo e colunista, tinha 86 anos e estava internado no Hospital Copa D´Or, no Rio de Janeiro (RJ). As informações são da Folha de São Paulo.

Ele estava há 20 dias internado por problemas pulmonares e ainda não há informações sobre seu velório. Segundo a Maria Amélia Mello, amiga e editora de Gullar na José Olympio e também de seu último livro, "Autobiografia Poética e Outros Textos", o poeta morreu devido a problemas pulmonares.

Ferreira Gullar nasceu em São Luís, em 10 de setembro de 1930, com o nome de José Ribamar Ferreira. É um dos onze filhos do casal Newton Ferreira e Alzira Ribeiro Goulart.

Gullar ganhou o Prêmio Jabuti de 2007. Aquela era uma temporada de prêmios, o Machado de Assis, da Academia Brasileira de Letras, pelo conjunto da obra, veio em 2005, quando o poeta fez 75 anos. Em 2010, a mais alta distinção da língua portuguesa, o Prêmio Camões, foi de Ferreira Gullar.

Em 2011, os Jabutis de poesia e de Livro do Ano foram para os poemas de "Em Alguma Parte Alguma". Em 2014, foi eleito para a cadeira 37 da Academia Brasileira de Letras, depois de passar anos afirmando que jamais aceitaria a imortalidade.

O poeta frequentou diversas regiões do campo ideológico. Renovador da linguagem poética e teórico da vanguarda, anos mais tarde ele enxergaria com olhos severos os rumos da arte contemporânea. Militante comunista, fez-se um rigoroso tribuno contra a esquerda no poder desde os primeiros momentos do governo Lula.



imagem transparente

Classificados


Copyright © 2018 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.