ACOMPANHE-NOS    
ABRIL, QUARTA  01    CAMPO GRANDE 27º

Artes

Márcio de Camillo lança CD infantil com poesias de Manoel de Barros

Por Wendell Reis | 28/10/2011 13:13
CD tem dez faixas com poesias de Manoel de Barros(Foto:Wendell Reis)
CD tem dez faixas com poesias de Manoel de Barros(Foto:Wendell Reis)

O cantor Márcio de Camillo lançou na manhã desta sexta-feira (28) o CD “Crianceiras- Poesias de Manoel de Barros musicadas por Márcio de Camillo”. O álbum tem dez faixas e levou quatro anos para ser concluído. O cantor explica que precisou conhecer a fundo a obra do poeta, estudando cada poesia e pensamento, para conseguir traduzir o “poeta universal”.

“Manoel não é só pantaneiro. É mundial... O Manoel diz que as coisas que não têm nome são mais pronunciadas por crianças... Ele consegue traduzir o pensamento da criança. Parte muito do olhar da criança”, explicou o cantor.

Márcio de Camillo acredita que o começo de tudo está na escola e a educação está muito afastada da cultura, o que acaba impedindo as crianças de conhecer e valorizar o “maior poeta da língua portuguesa da atualidade”.

Stella Barros representou o esposo no lançamento do CD (Foto: Wendell Reis)
Stella Barros representou o esposo no lançamento do CD (Foto: Wendell Reis)

A esposa do poeta, Stella Barros, 90 anos, confidenciou que é a primeira vez que representava o esposo em um evento. Ela conta que os netos e bisnetos já ouviram o CD e todos gostaram bastante. “Ouvimos várias vezes. Ficou muito bonito. Bem feito. Foi aprovado por toda a família”.

O CD recebeu recursos do FMIC (Fundo Municipal de Investimento à Cultura), para que 188 cópias fossem entregues em escolas de Campo Grande. Entretanto, o artista avalia que Campo Grande está muito distante da realidade nacional quando se fala em investimentos em cultura. Por isso, o autor defende que o Município aprove no orçamento para 2012 a destinação de pelo menos 1% à cultura.

“Não importa o aparelho, mas o fomento. Tem que ter gente dentro. Campo Grande está muito distante. O FMIC está defasado e quem perde é a população que não encontra fomento, porque os artistas não encontram recursos. Às vezes o devagar se torna negativo. Espero que o prefeito seja o primeiro a colocar a cultura na mesa de negociações”.

O cantor começa a fazer shows do novo trabalho em março de 2011, quando faz a primeira apresentação no Rio de Janeiro. Após a estreia o show deve seguir para São Paulo, Minas Gerais, Distrito Federal e Mato Grosso do Sul. “Manoel é mundial. Vou levar a poesia não só para Campo Grande, mas para o Brasil inteiro”. O CD está a venda na Livraria Le Parole, localizada na rua Euclides da Cunha, 1126.