A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 24 de Setembro de 2018

27/10/2017 08:19

"Em Campo Grande consigo ver o céu", diz inglês que se apaixonou pela cidade

Steve vive em Bristol na Inglaterra e veio pra cá pela primeira vez há cerca de dois anos e meio

Lucas Arruda
Ele gostou muito da variedade de animais que encontrou na cidade, vai até tatuar uma capivara (Fotos: Arquivo pessoal)Ele gostou muito da variedade de animais que encontrou na cidade, vai até tatuar uma capivara (Fotos: Arquivo pessoal)

Steve Littleton vive na pacata cidade de Bristol, na Inglaterra, que tem a metade do tamanho de Campo Grande. Lá, ele tem uma cooperativa de produtos veganos e sempre que pode está viajando pelo mundo, já foi para o México, Índia e aqui no Brasil conheceu São Paulo, Rio de Janeiro, Foz do Iguaçu, mas se apaixonou mesmo pela nossa Cidade Morena.

A primeira vez em que esteve aqui, no início de 2015, a visita duraria cinco dias, mas acabou se estendendo por quase três semanas, desse tempo quatro dias ele passou no Pantanal. “Gostei muito daqui, é muito diferente de São Paulo, que já conhecia bem. Em Campo Grande consigo ver o céu, lá só prédios”, brinca.

 

No Morro do Ernesto ficou maravilhado com a naturezaNo Morro do Ernesto ficou maravilhado com a natureza

A vinda para a Capital se deu por conta de dois amigos do inglês, o casal Binha e Felipe. Eles se conheceram durante uma partida de futebol dos times de Felipe e Steve. “Jogávamos num time que tem auto-gestão e é anti-fascista, descobrimos este time em São Paulo, entramos e contato e viemos fazer uma partida amistosa. Depois disso nos tornamos amigos, os dois foram pra Inglaterra também com o time”, lembra Steve. Até então o casal ainda morava em São Paulo, vieram pra cá há cerca de quatro anos.

Depois de se mudarem pra cá Steve ficou curioso para conhecer a cidade, já que ingleses poucas vezes visitam aqui e quase ninguém ouve falar de Campo Grande lá. “Vim e me encantei com diversas coisas aqui, é bastante diferente tanto da minha cidade quanto de São Paulo que já conhecia”, acredita.

Nesta sua segunda visita ele chegou aqui no dia 15 deste mês e elenca três motivos principais para sua volta. “O primeiro são meus amigos Felipe e Binha que gosto muito. O segundo é que acho as pessoas daqui muito amigáveis, conversam bastante comigo quando saio. O terceiro são os animais, são muito lindos e não tem eles lá”, enumera.

 

Borboletas que ele viu no Morro do ErnestoBorboletas que ele viu no Morro do Ernesto

Os que ele mais gosta são as aves. Araras, beija-flor e tucano estão entre suas preferidas. Também gostou muito dos quatis, cotias e está doido para ver uma onça. Agora as capivaras foi uma paixão a primeira vista. “Acho bem legal isso deles viverem bem perto das pessoas que ainda cuidam deles”, diz.

O clima aqui ele estranhou, é bem diferente de onde ele mora. “Aqui é bastante quente, abafado, mas estou conseguindo dormir bem, acho que acabo ficando mais cansado pelo calor”, reflete.

Ele ainda pretende voltar para cá outras vezes e, cada vez mais, conhecer a cidade e as redondezas. “Anteontem fui ao Morro do Ernesto, incrível lá. Aqui tem uma natureza muito bonita e o clima propício para curtir rios. Ainda tem o tereré que gostei muito também e lá ue não irei conseguir. Sem falar dos meus amigos, adoraria voltar outras vezes sim”, conclui. Por enquanto ele vai aproveitando a cidade, pois ficará até a primeira quinzena de novembro.

Acompanhe o Lado B no Facebook e no Instagram.



imagem transparente

Classificados


Copyright © 2018 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.