A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 18 de Setembro de 2018

14/04/2018 07:10

"Espinhosa' é porco espinho fofa com tala rosa na patinha em clínica exótica

Bem humorado e com visual nada convencional, veterinário atende não só cão e gato, mas também coruja, iguana e macaco

Guilherme Henri
Porco Espinho Espinhosa depois de ser tratada e receber tala rosa em clínica (Foto: Arquivo Pessoal)Porco Espinho Espinhosa depois de ser tratada e receber tala rosa em clínica (Foto: Arquivo Pessoal)

Cachorro, gato, papagaio, coruja, tartaruga, iguana e macaco. Na clínica veterinária exótica de Leandro Menezes, 26, que mais parece a do Dr. Dolitte, porco espinho é chamada carinhosamente de Espinhosa e ganha tala rosa na patinha já que é uma mocinha.

A paciente chegou há três semanas até Leandro. Espinhosa estava com fratura em uma das patas dianteiras e a princípio seria necessário amputá-la. Mas, o tratamento certo não só fez com que a intervenção cirúrgica fosse descartada, como também deu a porco espinho uma tala rosa. E enquanto se recupera, a cena fofa arranca expressões e vozes de bebê até de quem diz ter medo dela.

Porém, a porco espinho não é a única paciente exótica atendida na clínica do veterinário. Além de outros da mesma espécie, por ali já passaram não só cão e gato, mas quati, cobra e todos os outros mencionados.

Veterinário com uma de suas pacientes, a coruja olhuda (Foto: Arquivo Pessoal)Veterinário com uma de suas pacientes, a coruja olhuda (Foto: Arquivo Pessoal)
Leandro aposta no visual com bigode mustache e alargadores (Foto: Arquivo Pessoal)Leandro aposta no visual com bigode mustache e alargadores (Foto: Arquivo Pessoal)

Leandro conta que a paixão pelos bichos exóticos começou ainda criança. A família não só tinha cachorro e gato, mas também aves, hamster e peixe. “Ao longo da faculdade fui me interessando mais pelos animais que aparentemente ninguém se interessava. Depois de formado fiz residência em cirurgia de pequenos animais e aí me vi como voluntário no CRAS (Centro de Recuperação de Animais Silvestres)”.

Lá, o veterinário diz que ajudou a operar quati, arara, tucano e onça pintada. E com a experiência, Leandro abriu as portas da própria clínica em parceria com a veterinária Livia Miyasato, que hoje é uma das únicas em Campo Grande que atende animais exóticos.

Assim como a clínica, Leandro também não é o típico doutor convencional. Bem humorado, ele aposta no visual inusitado que combina bigode mustache, alargadores e tatuagens nos braços. Afinal, na ficção os heróis que salvavam animais, como o Dr. Dolitte, que falava com animais e o detetive topetudo Ace Ventura também não eram nada convencionais.

Roedor enfaixado depois de passar por cirurgia (Foto: Arquivo Pessoal)Roedor enfaixado depois de passar por cirurgia (Foto: Arquivo Pessoal)

Contudo, nada disso chama mais atenção do que o carinho que sente pelos pacientes. “A gente procura não se apegar muito, mas é inevitável. A Espinhosa mesmo chegou aqui sem nome e aí acabou sendo batizada assim entre nós. Só que o tratamento deu tão certo que ela vai nos deixar essa semana, pois deve receber alta”, conta o veterinário sem disfarçar a mistura de felicidade e tristeza na voz.

O veterinário ainda aproveita para desmistificar a lenda que criar animais exóticos é difícil. Para ele, se o animalzinho estiver devidamente regulamentado e receber as condições adequadas para a espécie, é como criar cachorro e gato.

Quem tem bichinhos como a Espinhosa ou mesmo cachorro e gato pode procurar Leandro na clínica Zoo Pet Center, que fica na rua Guia Lopes, 140, no bairro Amambaí, em Campo Grande.

Espinhosa depois de retirar tala rosa na clínica de Leandro (Foto: Marina Pacheco)Espinhosa depois de retirar tala rosa na clínica de Leandro (Foto: Marina Pacheco)


imagem transparente

Classificados


Copyright © 2018 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.