A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 19 de Setembro de 2018

22/07/2017 07:05

De Rochedo, Jessika abandonou carreira para bombar em canal no Youtube

A fisioterapeuta escolheu trabalhar apenas com vídeos e garante que ganha mais dinheiro com a internet

Eduardo Fregatto
Jessika comemorando a marca de mais de 1 milhão de seguidores no seu canal. (Fotos: Gildecelle Araujo)Jessika comemorando a marca de mais de 1 milhão de seguidores no seu canal. (Fotos: Gildecelle Araujo)

Há dois anos, Jessika realizou o sonho da graduação de ensino superior. Após cinco anos de estudo, pegou o diploma de Fisioterapia e já estava pronta para entrar no mercado de trabalho. Porém, os vídeos que publicava na internet, por prazer, começavam a fazer algum barulho. A jovem se viu num dilema: iniciar uma carreira profissional, da maneira tradicional, ou se aventurar no mundo do audiovisual on-line?

"Eu gostava muito do meu canal [no Youtube]. Pensei, quer saber, vou tentar um ano. Se não der certo, eu desisto", relata a fisioterapeuta e vlogueira Jessika Taynara Ferreira da Silva, de 26 anos. A escolha foi acertada. Hoje, ela é a maior vlogueira do Estado, com mais de 1 milhão de inscritos em seu canal, que leva o seu nome no título.

Ela mora em Rochedo, próximo a Campo Grande.Ela mora em Rochedo, próximo a Campo Grande.

E, o melhor de tudo, ganha dinheiro com o ofício. "Muita gente não entende, mas é um trabalho". Ela não revela quanto fatura por mês, principalmente por meio das propagandas que aparecem a cada vídeo, mas diz que ganha melhor do que se estivesse atuando como fisioterapeuta. Segundo a Federação Nacional dos Fisioterapeutas e Terapeutas Ocupacionais, o piso salarial deste tipo de profissional é 2.645,00.

"Eu posso fazer os meus horários, trabalhar de casa, é muito melhor", define. Ela mora em Rochedo e tem a ajuda do namorado, Gil, na gravação e edição dos vídeos.

Tudo começou por causa do tédio, quando Jessika morava sozinha em Campo Grande. "Eu queria me distrair. Sempre soube desse negocio de vídeo no Youtube, via as meninas passando dicas. Entao resolvi fazer também", explica.

Os vídeos de Jessika seguem o estilo "faça você mesmo". Ela ensina os espectadores a criar objetos criativos usando produtos do dia a dia, como um buquê de rosas comestível, uma luminária com itens reciclados, entre outros. O vídeo mais visto do canal tem mais de 3 milhões de visualizações e é um tutorial para criar uma cozinha de brinquedo para criança usando papelão.

"Essa parte dos brinquedos infantis veio da minha infância. Eu não tinha dinheiro pra comprar. É uma forma de ensinar as pessoas a criar alternativas", pontua.

A ideia de criar vídeos veio do tédio, quando ainda morava sozinha na Capital.A ideia de criar vídeos veio do tédio, quando ainda morava sozinha na Capital.

Apesar dos benefícios de viver de Youtube, Jessika avisa que o trabalho não é leve. "Dependendo do vídeo, eu levo 3 dias para terminar. A edição de um vídeo chega a 10 horas. Faço dois por semana. É um trabalho mesmo, eu respiro o canal", conta.

Os pais e familiares de Jessika não gostaram da ideia de abandonar uma profissão regulamentada para viver de internet. "Eles demoraram muito pra entender. Foi um choque. Ouvi críticas, diziam que eu estava perdendo tempo. Mas foram vendo que é uma profissão e que eu recebo por isso".

Para quem quer tentar essa vida, ela dá dicas. "Youtube não é só chegar e começar a ganhar dinheiro. Você tem que fazer porque realmente gosta. Tem que se dedicar e investir", ensina. Hoje, ela tem todo um equipamento de gravação. "Comecei com uma Cybershot daquelas cor-de-rosa, mas com o tempo fui investindo".

O segredo do sucesso do canal parece ser mesmo as dicas que ajudam as pessoas em casa, além da dedicação da vlogueira. "EU ensino coisas que as pessoas conseguem fazer. Vi que estava dando resultado e continuei", comenta.

Com as visualizações, Jessika tem até fã-clubes no Instagram e, lá em Rochedo, chega a se parada na rua para tirar fotos. "Eu gosto porque é uma forma de eu ter certeza que não estou falando sozinha nos vídeos", conclui.

Curta o Lado B no Facebook.



imagem transparente

Classificados


Copyright © 2018 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.