A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 22 de Setembro de 2018

19/04/2018 11:37

Nas aldeias, Dia do índio tem homenagens legítimas em movimentos de luta e sabor

Ângela Kempfer
Dança das mulheres guerreiras na aldeia Ipegue, em Aquidauana (Foto: Elciney Ciney)Dança das mulheres guerreiras na aldeia Ipegue, em Aquidauana (Foto: Elciney Ciney)

Nas maiores aldeias de Mato Grosso do Sul os preparativos para o Dia do Índio começaram há semanas. As comunidades fazem do 19 de abril o momento de celebrar a resistência e de mostrar que, apesar do massacre de séculos e do poder econômico do agronegócio, que emperra decisões favoráveis na Justiça, ninguém desiste da luta que mantém viva a cultura desses povos pelo Brasil na briga pelas demarcações.

"Mantemos a tradição de nossos ancestrais, as nossas danças, a nossa língua e a nossa forma de organização social", reforça Linda Terena, uma das organizadoras da festa nesta quinta-feira na aldeia Àgua Branca, em Aquidauana.

Há mais de 30 anos, as comunidades terena da região são exemplo dessa persistência, em busca da demarcação da Terra Indígena Taunay-Ipegue. Em 1999, os estudos demarcatórios começaram e em 2004 foi identificada área tradicional de 33.900 hectares, mas até agora o processo não foi homologado.

Hoje, além de lamentar a morosidade, os índios mostraram com música e danças a determinação de permanecer firmes. Independente da etnia, da região Sul, ao Pantanal, vestiram roupas tradicionais, pintaram o corpo e serviram pratos típicos à base de mandioca, como biju e hihi, para comemorar o Dia do Índio unidos. 

Menino pronto para dança tradicional na aldeia Moreira, em MIranda (Foto: Patrícia Soriano)Menino pronto para dança tradicional na aldeia Moreira, em MIranda (Foto: Patrícia Soriano)
Menina também vestida com trajes típicos na Aldeia Moreira.  (Foto: Patrícia Soriano)Menina também vestida com trajes típicos na Aldeia Moreira. (Foto: Patrícia Soriano)
Mesa preparada com produtos produzidos na aldeia Moreira.  (Foto: Patrícia Soriano)Mesa preparada com produtos produzidos na aldeia Moreira. (Foto: Patrícia Soriano)
Mulheres terena da Aldeia Moreira, na região de Miranda.  (Foto: Patrícia Soriano)Mulheres terena da Aldeia Moreira, na região de Miranda. (Foto: Patrícia Soriano)
Festa do Dia do Índio reunião a comunidade na Aldeia Moreira.  (Foto: Patrícia Soriano)Festa do Dia do Índio reunião a comunidade na Aldeia Moreira. (Foto: Patrícia Soriano)
Dança da Ema na aldeia Água Branca, em Aquidauana. (Foto: Linda Terena)Dança da Ema na aldeia Água Branca, em Aquidauana. (Foto: Linda Terena)
Mulheres terena da terra indígena Taunay-Ipegue (Foto: Linda Terena)Mulheres terena da terra indígena Taunay-Ipegue (Foto: Linda Terena)
Dança da Ema, uma das tradições terena. (Foto: Linda Terena)Dança da Ema, uma das tradições terena. (Foto: Linda Terena)
Comunidade guarani comemorou com danças hoje cedo na aldeia Jaguapiru, em Dourados. (Foto: Assessoria Deputado João Grandão)Comunidade guarani comemorou com danças hoje cedo na aldeia Jaguapiru, em Dourados. (Foto: Assessoria Deputado João Grandão)


imagem transparente

Classificados


Copyright © 2018 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.