A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 23 de Agosto de 2019

30/07/2019 07:47

Netos recuperam Kombi e veículo que foi do avô vira cenário de festa

Após 7 anos, netos finalizaram reforma de Kombi que era o xodó do avô

Thailla Torres
Família comemorou aniversário de bisneto depois anos de reforma. (Foto: Arquivo Pessoal)Família comemorou aniversário de bisneto depois anos de reforma. (Foto: Arquivo Pessoal)

Estacionada na garagem de casa, a Kombi azul e branca, modelo luxo de 1972 chama atenção de qualquer apaixonado por carro. Com pintura impecável, o carro que pertencia ao feirante Pedro Domingos foi recuperado pelos seus netos e, após 7 anos, virou palco de festa para recordações e festas em família.

Pedro não está mais entre seus familiares. Faleceu meses depois de vender o veículo e não teve tempo de ver a luta dos filhos e dos netos para recuperar o carro que foi o seu xodó durante 35 anos como feirante. “Ele vendia verduras. Todos os dias, levantava cedo para abastecer a Kombi e vender em feiras da cidade. Esse foi o seu trabalho durante muitos anos, criou todos os filhos usando esse carro e tinha muito orgulho disso”, conta o neto Renato Morel De Lira, de 32 anos.

A decisão de vender o carro veio depois de sofrer um derrame. “Ele ficou chateado por não conseguir mais trabalhar. Um dia, passou um homem na frente de casa, pediu para comprar e meu avô acabou vendendo”.

Kombi usada pelo avô na década de 80. (Foto: Arquivo Pessoal)Kombi usada pelo avô na década de 80. (Foto: Arquivo Pessoal)
Pedro Domingos era feirante. (Foto: Arquivo Pessoal)Pedro Domingos era feirante. (Foto: Arquivo Pessoal)

Dois anos após a venda, um dos filhos de Pedro passeava pelo Centro de Campo Grande quando avistou o carro do pai. Ao perguntar sobre o veículo para o novo proprietário, descobriu que a Kombi ainda estava no nome de Pedro. “O dono ainda não havia feito a transferência, meu pai então comprou o carro por R$ 2 mil, na hora. Mas ela estava totalmente sucateada e nós não sabíamos como iríamos dar conta de arrumar”.

A reforma levou aproximadamente quatro anos para ser finalizada. “A gente foi investindo aos poucos, comprando uma peça aqui e outra ali, esperando entrar dinheiro para pagar a reforma”.

Sete anos depois de vendida, a Kombi saiu da oficina para alegria e emoção da família. “Meu avô não conseguiu vê-la novamente, mas minha avó ficou muito emocionada. Quando ela viu chorou e lembrou dos melhores momentos ao lado do meu avô”.

Assim como a avó, os netos guardam na memória bons momentos dentro da Kombi. “Era a parte mais divertida da infância, poder brincar dentro dela quando avô deixava”.

João ao lado da mãe Raiza. (Foto: Miragens Produções)João ao lado da mãe Raiza. (Foto: Miragens Produções)
Filhos de Pedro. (Foto: Arquivo Pessoal)Filhos de Pedro. (Foto: Arquivo Pessoal)
Ensaio feito na Kombi pela primeira vez. (Foto: Arquivo Pessoal)Ensaio feito na Kombi pela primeira vez. (Foto: Arquivo Pessoal)

Antes da Kombi ficar pronta, Renato tinha planos de usar a Kombi no casamento da irmã Mariana Morel, blogueira que faleceu em outubro do ano passado. “Ela iria estrear a Kombi, mas infelizmente não deu tempo, então, conseguimos termina-lá a tempo para ser palco da festa do bebê da família”.

Raiza Borges De Lira, de 27 anos, é neta de Pedro e decidiu fazer a festinha de 1 ano do filho João Bem na Kombi do avô. “Toda a família é apaixonada por Kombi e quando o Renato falou que daria certo eu não tive dúvidas do tema”.

Do ensaio à mesa de doces, tudo teve a Kombi azul como cenário que foi levada até para dentro de uma casa de samba nesta segunda-feira. “Ela é nossa decoração principal e presente da festa, quanto ao restante da decoração, cada um da família participou emprestando uma Kombi em miniatura”.

Emocionada, Raiza acredita que a reforma do carro foi uma maneira de eternizar a alegria do avô. “Sabemos da paixão que ele tinha por ela, acredito que o carro é uma forma da gente ter ele conosco em todos os momentos”, explica.

Recentemente, Raiza, o filho João e o esposo Bruno Lima, de 28 anos, protagonizaram um ensaio divertido para comemorar o primeiro aninho de vida do filho.

Curta o Lado B no Facebook e Instagram.

Kombi é de 1972 e pertenceu a Pedro durante 35 anos. (Foto: Miragens Produções)Kombi é de 1972 e pertenceu a Pedro durante 35 anos. (Foto: Miragens Produções)
Mesa de doces levou o mesmo tema. (Foto: Miragens Produções)Mesa de doces levou o mesmo tema. (Foto: Miragens Produções)
Tudo foi preparado pela família. (Foto: Miragens Produções)Tudo foi preparado pela família. (Foto: Miragens Produções)
Família acredita que Kombi é símbolo do avô que partiu. (Foto: Miragens Produções)Família acredita que Kombi é símbolo do avô que partiu. (Foto: Miragens Produções)
imagem transparente

Classificados


Copyright © 2019 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.