ACOMPANHE-NOS    
MAIO, DOMINGO  22    CAMPO GRANDE 15º

Comportamento

No Mercadão Municipal, Bin Laden agora cobra R$ 400 para fazer mudança

Por Paula Maciulevicius | 14/11/2013 06:38
No caminhão baú, o anúncio foi escrito há 1 ano.  (Fotos: Simão Nogueira)
No caminhão baú, o anúncio foi escrito há 1 ano. (Fotos: Simão Nogueira)

“Bin Laden Transportes” e abaixo os números de telefone para contratação de frete e mudanças. Na rua 7 de setembro, próximo do Mercadão, o terrorista das mudanças fica estacionado boa parte do dia, até que chegue o horário de saída para algum serviço.

A ideia do nome, no mínimo, inusitado, foi de Elenir Félix da Silva, de 56 anos. Sem qualquer origem árabe e muito menos simpatia pelo líder da Al Qaeda, ele entrou nessa por brincadeira. Nunca imaginou que seria uma estratégia de marketing daquelas.

No caminhão baú, o anúncio foi escrito há 1 ano. Mas a história começou no dia 17 de setembro de 2001, seis dias após o atentado. Ele estava para abrir uma sobaria e lanches na Vila Progresso e até o fatídico dia 11, não tinha perspectiva alguma de nome.

“Dia 11 aconteceu aquele negócio e eu inaugurei dia 17, a sobaria, lanches e espetinho Bin Laden, deu um ibope. Eu trabalhava de boina, era barbudo e usava óculos escuros”, descreve.

A repercussão foi tanta que passou pela cabeça de Elenir, apagar o nome. “Era louco o bagulho aquela época. Me perguntavam se eu era terrorista, árabe, eu falava não, sou mandioqueiro aqui de Mato Grosso do Sul”, conta.

Foram seis meses de negócio aberto. Ele não vendeu e nem passou o Bin Laden adiante. A barba grande também saiu do rosto e a figura de Bin Laden passou só para o cartão de visitas.

Já teve muita contratação pelo nome, mas também quem desistiu ao saber que não tinha a opção sem Bin Laden.
Já teve muita contratação pelo nome, mas também quem desistiu ao saber que não tinha a opção sem Bin Laden.

Desde 2012, o Bin Laden transportes anda por aí. Em maio deste ano, foi flagrado em uma foto quando passava pela avenida Afonso Pena, durante o incêndio que atingiu a loja Planeta Real. “A foto mostra quando eu estou passando, a pessoa soltou aí na internet e aparecia ‘Bin Laden’ com a fumaça de fundo e escreveu ‘presta atenção no detalhe’”, lembra aos risos.

No caminhão de mudanças, já teve muita contratação pelo nome, mas também quem desistiu ao saber que o veículo era só aquele mesmo e que não tinha a opção sem Bin Laden. “O cidadão ia fazer e falou escuta, não tem outro caminhão não? Minha mãe não vai querer, ela é turca. E de fato acho que ela não quis mesmo, porque ele nunca mais ligou”, recorda.

Quem quiser o Bin Laden como fretista, o serviço de mudança por exemplo, incluindo os carregadores, sai na média de R$ 400.

“Para mim funciona como propaganda. Achei que ia destacar e realmente chama atenção”. Os contatos do Bin Laden é 9247-1029 e 9983-8974.

Nos siga no Google Notícias