A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 21 de Fevereiro de 2020

15/12/2019 07:50

Resgatar magia do Natal custou R$ 800 para Pedro montar árvore em praça

Ele mora na Cohab e resolveu compartilhar o espírito natalino para contagiar a vizinhança que tinha esquecido do encanto

Alana Portela
Pedro Marques de Araújo ao lado da árvore de Natal que instalou na praça da Cohab, em Campo Grande. (Foto: Alana Portela)Pedro Marques de Araújo ao lado da árvore de Natal que instalou na praça da Cohab, em Campo Grande. (Foto: Alana Portela)

Pedro Marques de Araújo viu os anos passarem e a magia do Natal ser deixada de lado. Aos 57 anos, ele lembra que na infância as decorações tomavam conta das casas e ruas onde morava. “Minha família sempre gostou e comemorávamos da data. Lembro que antigamente as pessoas entravam no espírito natalino, se falavam mais e ajudavam o próximo. Hoje, isso mudou e se transformou em algo mais comercial”, diz.

A data é de confraternização, mas na visão do morador isso está acabando. O Natal vem perdendo o encanto e passando a ser apenas mais um dia no calendário. Pedro comenta que poucos têm compaixão pelo outro e que nem mesmo os vizinhos não se importam de saber quem é a pessoa que mora ao lado e se ela está bem. “Ninguém mais se conhece, agora sabem quem eu sou porque me viram montando”.

Ele é motorista de aplicativo e há 4 anos mora na Cohab (Núcleo Habitacional), que fica na região sul de Campo Grande. Todo Natal, costuma ligar o pisca-pisca de uma árvore pequena que tinha em casa, para celebrar. Neste ano, pensou em fazer algo mais glamoroso para alegrar a família. “Queria uma árvore maior, mas quando fui verificar era R$ 400 a R$ 500”.

Pedro subiu num andaime para instalar o pisca pisca na árvore. (Foto: Arquivo pessoal)Pedro subiu num andaime para instalar o pisca pisca na árvore. (Foto: Arquivo pessoal)

O valor assustou, mas não fez Pedro desistir da ideia. Foi então que pensou “já que vou gastar tanto, por que não montar uma grande e colocar na praça?”. A proposta surgiu no último fim de semana, quando estava em casa e decidiu ir ao Centro em busca de decorações e preços. “Pensei em fazer uma árvore de Natal de dez metros”, lembra.

De loja em loja ele passou conferindo o que o local. Numa encontrou os pisca-pisca, noutra as bolinhas coloridas para amarrar na árvore e decorar o espaço nas manhãs e tardes. Depois do dia cheio de compras, retornou à casa e pensou onde iria instalar tudo. “Procurei o presidente do bairro e pedi autorização para colocar na praça da Cohab”.

A praça fica de frente à casa onde Pedro mora e tem um poste de ferro de sete metros. “Queria achar um de dez, mas só tinha esse então aluguei um andaime e montei no domingo para que na segunda pudesse ligar as luzes. No dia seguinte, não me atentei a voltagem da energia e quando liguei os pisca-pisca queimaram”.

Na terça-feira (9), desta semana, o morador retornou ao Centro da cidade para comprar mais luzes e acender. Tudo pronto, ele conectou o pisca-pisca no padrão de energia da praça e ligou. As luzes chamaram atenção da vizinhança que foi até o local para saber o que estava acontecendo e tirar fotos em família.

“O pessoal está gostando, eu mesmo vou levar minha família ali para fazermos fotos. Agora os vizinhos disseram que se tivesse avisado teriam me ajudado, mas não quis dizer nada. Gastei R$ 800,00”, comenta.

Ele amarrou as bolinhas vermelhas nos fios para decorar a árvore. (Foto: Alana Portela)Ele amarrou as bolinhas vermelhas nos fios para decorar a árvore. (Foto: Alana Portela)
Com as luzes acesas, a árvore ilumina a praça e chama atenção dos moradores. (Foto: Arquivo pessoal)Com as luzes acesas, a árvore ilumina a praça e chama atenção dos moradores. (Foto: Arquivo pessoal)

A árvore decora a praça e quando dá 18h Pedro liga as luzes. São mais de 20 fios de pisca-pisca iluminando tudo, nem chuva agora vai atrapalhar os moradores de serem tomados pela magia do Natal. “Quero deixar a decoração até dia 8 de janeiro, para começarmos um ano próspero, com um ajudando o outro”, destaca.

Em 2020 pensa em decorar toda a praça. “Quero fazer algo mais grandioso, com muitas luzes, presépios, bolinhas. Acredito que vou conseguir montar a árvore de Natal de dez metros até lá”, afirma o morador.

Ramon Borges mora no bairro há 30 anos e relata que nunca viu ninguém ter atitude de compartilhar algo especial. Tem 65 anos e comenta que vai pouco à praça, mas que gostou da ideia. “Se tivéssemos mais cinco pessoas iguais a ele a Cohab seria melhor, porque só tem gente para destruir”, diz.

Para ele, as famílias não se reúnem como antigamente. “Ficamos mais sozinhos, em casa mesmo é eu e minha esposa porque os filhos vivem longe. Mas, quero trazer meus netos e fazer fotos na frente”.

O comerciante Joaquim Tomaz de Medeiros tem 66 anos e mora no local há quatro décadas. Ele achou a novidade bacana e comenta sobre o Natal. “Realmente, antes a data era melhor e hoje está acabando. Penso que a árvore é um jeito trazer de volta o Natal, que caiu no esquecimento. Nem mesmo na minha casa tenho uma”, finaliza.

Local: A praça fica na Avenida Souza Lima, de frente para casa n° 577.

Curta o Lado B no Facebook e no Instagram.

O morador mostrou a decoração natalina que fez para contagiar os vizinhos (Foto: Alana Portela)O morador mostrou a decoração natalina que fez para contagiar os vizinhos (Foto: Alana Portela)
Campo Grande News - Lista Vip WhatsApp
imagem transparente

Classificados


Copyright © 2020 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.