ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
JUNHO, SÁBADO  15    CAMPO GRANDE 21º

Comportamento

Trabalhar com os filhos salvou Marli de depressão em casa

Após cuidar dos filhos por 20 anos em casa, foram os meninos que ajudaram a mãe a recomeçar a vida

Por Aletheya Alves | 09/05/2024 07:11
Marli ao lado de Danilo, segurança, e Guilherme, menor aprendiz. (Foto: Divulgação)
Marli ao lado de Danilo, segurança, e Guilherme, menor aprendiz. (Foto: Divulgação)

Por mais de 20 anos, Marli Aparecida de Souza Ribeiro se dedicou exclusivamente a cuidar da família e trabalhar em casa, mas o problema foi que, após uma separação, se viu sem saber o que fazer. Quando viram a mãe depressiva, foi a vez dos filhos se mobilizarem para ajudar Marli com a nova vida. E, enquanto há quem queira se distanciar, a auxiliar de limpeza se viu trabalhando com dois dos cinco filhos, garantindo que foi o amor deles que a ‘salvou’ para continuar.

“O que eu posso falar de trabalhar com o Danilo e o Guilherme é que só tenho orgulho. Meus filhos nunca sentiram vergonha de mim, tanto que todo dia, quando eles chegam e me encontram, pedem a bênção, me abraçam, todo mundo sabe do nosso carinho”, descreve Marli.

Com a voz embargada logo que começa a falar dos filhos, a auxiliar de limpeza explica que morava no interior de São Paulo, Itaquaquecetuba, quando viu a vida mudar após os 50 anos. Assim como muitas mulheres brasileiras, Marli conta que abriu mão de trabalhar fora para permanecer em casa, sendo a responsável pelos filhos e pela família.

Mas, quando após os 40 anos de idade, se separou, a tristeza e insegurança começaram a se tornar presentes. “Meu filho, Danilo, também se mudou, veio para Campo Grande e eu tive meu primeiro neto, mas fiquei em São Paulo. Comecei a ficar deprimida e foi aí que me mudei também”.

Além dos filhos com quem trabalha, outros três integram a família. (Foto: Arquivo pessoal)
Além dos filhos com quem trabalha, outros três integram a família. (Foto: Arquivo pessoal)

Mesmo já em Campo Grande, a mãe ainda não sabia o que fazer e foi com Danilo, o filho de 30 anos, que as mudanças começaram a vir. “Ele trabalha como segurança no Shopping Bosque dos Ipês e me incentivou a tentar o emprego lá, hoje já são dois anos trabalhando”.

Sem nunca imaginar que iria trabalhar ao lado do filho, Marli ainda se viu com mais um no mesmo ambiente, o caçula, Guilherme.

“Eu fico muito emocionada de falar dos meus filhos porque eles me ajudam muito. A gente sempre foi muito unido e todo mundo sabe como a gente se gosta. Eles mostram muito carinho sempre, longe de ser ruim trabalhar com eles”.

Hoje, aos 60 anos, a auxiliar de limpeza explica que conseguir sair de casa e começar uma nova vida foi essencial, apesar de difícil. Mesmo duvidando de si mesma, precisou tentar e relata que não se arrepende em momento algum.

E, todos os dias, quando vê os filhos, é o carinho dos dois que a ajuda a continuar seguindo e tentando nas novas etapas, com Marli garantindo que o amor não chega só no Dia das Mães, mas no cotidiano.

Acompanhe o Lado B no Instagram @ladobcgoficial, Facebook e Twitter. Tem pauta para sugerir? Mande nas redes sociais ou no Direto das Ruas através do WhatsApp (67) 99669-9563 (chame aqui).

Receba as principais notícias do Estado pelo Whats. Clique aqui para acessar o canal do Campo Grande News e siga nossas redes sociais.

Nos siga no Google Notícias