ACOMPANHE-NOS    
DEZEMBRO, SEGUNDA  06    CAMPO GRANDE 27º

Comportamento

Vacina da covid fez João rever irmão após 40 anos “perdidos”

Planilha de vacinação do SUS foi o ponto de partida para esse reencontro que nordestino não esperava mais

Por Thailla Torres | 15/10/2021 09:07
Seu João de camiseta azul ao lado do celular fazendo videochamada com família que está no interior de São Paulo. (Foto: Gabriela Bernardes)
Seu João de camiseta azul ao lado do celular fazendo videochamada com família que está no interior de São Paulo. (Foto: Gabriela Bernardes)

Há 7 dias, se alguém disse para o morador de Aquidauana João Brito Santana, de 88 anos, que ele iria rever um de seus 8 irmãos, ele não acreditaria. Sem notícias dos familiares há quase 40 anos, a vacina da covid-19 e uma planilha de vacinação fizeram João rever um de seus irmãos nesta semana.

Os olhos brilharam de emoção e por alguns segundos, seu João ficou sem voz para dizer ao irmão Marcolino a saudade que sentia. Mas quando se recuperou daquela surpresa, bateram um papo afetuoso provando que os 40 anos de distância são insignificantes perto do amor.

Mas esse reencontro só foi possível após a insistência da filha do seu irmão, Edir Santana, que mora em Embu das Artes, interior de São Paulo. Após buscas do nome do tio e da sua avó no Google, ela encontrou na planilha de vacinação do município de Aquidauana de 20 à 26 de março, na ordem do número 668, o nome do tio.

Após mais pesquisas, Edir conseguiu o contato telefônico da Ouvidoria do SUS (Sistema Único de Saúde) e logo em seguida, um WhastApp administrado por ouvidores do sistema em Mato Grosso do Sul.

Irmãos e sobrinha de João que moram em São Paulo. (Foto: Gabriela Bernardes)
Irmãos e sobrinha de João que moram em São Paulo. (Foto: Gabriela Bernardes)
Ouvidor do SUS, Luiz Torres, foi quem ajudou nas buscas de João em Aquidauana. (Foto: Gabriela Bernardes)
Ouvidor do SUS, Luiz Torres, foi quem ajudou nas buscas de João em Aquidauana. (Foto: Gabriela Bernardes)

Foi assim que contou sua história e a busca pelo tio que há tempos seu pai, Marcolinho, sentia vontade de reencontrar. Na mensagem enviada ao SUS, Edir contou que o tio João morou muito tempo em São Paulo até buscar novas oportunidades no Mato Grosso do Sul e perdeu contato com a família.

Quem teve a sorte de ler essa história e o pedido de Edir, foi o ouvidor Luiz Torres, de 54 anos, que trabalha no SUS desde 2015. “Então, eu me comprometi com ela em localizar esse tio. Em Aquidauana, trabalhamos com um sistema eletrônico, onde temos todos os moradores registrados. Comecei a acionar as enfermeiras da vacinação para encontrar a pessoa vacinada”.

Mas antes de passar qualquer informação, Luiz buscou certificar-se que João morador do município era mesmo o tio que a sobrinha procurava. Além das fotos dos irmãos serem muito parecidas, ao mencionar o nome dos irmãos para João, ele ficou radiante.

Luiz então não teve dúvidas e organizou junto com os colegas, a sobrinha e amigos de Aquidauana esse reencontro. Por conta da distância e da covid-19, o primeiro contato entre eles após 40 anos distantes, foi por vídeo chamada, tudo organizado entre a sobrinha e também o filho de João.

A família estava ansiosa assim como Luiz, que convidou a estudante de enfermagem Giselle Figueiredo e uma fotógrafa para ajudar no registro da videochamada para que toda a família de João tivesse recordação desse momento.

“Choramos muito todo mundo na casa. Isso porque eu tive uma história semelhante na família e após 30 anos, conseguimos reencontrá-lo. Eu sei o quanto é difícil perder uma pessoa da família. Por isso, ele ficou emocionado ao ver o irmão e reencontrar parte da sua família”, conta o ouvidor.

Mas além de João e família, para quem trabalha em um sistema onde recebe de elogios a críticas diárias, saber que a vacinação histórica no País foi capaz de proporcionar um momento como esse foi o mais recompensador. “Estou desde o dia 7 de outubro correndo atrás disso e ao conseguir, passou um filme na cabeça”, descreve Luiz.

Sorriso do seu João não nega a felicidade de rever o irmão. (Foto: Gabriela Bernardes)
Sorriso do seu João não nega a felicidade de rever o irmão. (Foto: Gabriela Bernardes)

Curta o Lado B no Facebook. Tem uma pauta bacana para sugerir? Mande pelas redes sociais, e-mail: ladob@news.com.br ou no Direto das Ruas através do WhatsApp do Campo Grande News (67) 99669-9563.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário