ACOMPANHE-NOS    
OUTUBRO, SEXTA  30    CAMPO GRANDE 18º

Consumo

Clientes convocam boicote e loja ameaça B.O para não ser mal falada pela cidade

Por Adriano Fernandes | 10/11/2015 06:45
Post nas redes sociais que sugere boicote.
Post nas redes sociais que sugere boicote.

Que o atendimento nas lojas do comércio de Campo Grande não é dos mais elogiados, todo mundo já sabe. Prova disso são as centenas de queixas em grupos do Facebook, com contra indicações de locais por onde o cliente pode passar direto. Mas nas últimas semanas uma loja de bijuterias no Centro virou o alvo preferencial, quase com o título da mais mal falada pelos internautas.

Se somados os comentários a respeito da loja Jo´s Bijoux, dentro dos grupos “Bom Negócio MS”, “Classificados MS” e “Aonde Não Ir em Campo Grande”, o número passa de 1000. Já a quantidade de curtidas nas postagens de queixas dos clientes é bem maior, são mais de 3.300. O inicio da polêmica ocorreu no dia 2 de novembro, feita no grupo “Aonde Não Ir Em Campo Grande”.

No post, uma cliente diz ter desistido de comprar um cinto após ser informada por uma atendente de que o produto não poderia ser experimentado antes da venda. Ao ir em direção da saída de loja, uma mulher que supostamente seria a dona da empresa, a teria chamado de gorda.

“Deixa moça, não ia lhe servir mesmo...olha bem o cinto e olha você. Nunca vai te servir. É pra gente que é magra - e finalizou com uma risada”, diz um trecho da postagem.

A postagem serviu para incentivar os dezenas de internautas que também dizem ter sido mal atendidos no local.

E os relatos são os piores. “Eu tive que processar aquela magrela ridícula. Ela chamou minha filha de 8 anos, de porcaria. Só porque minha filha estava olhando rendinhas de cabelo, que eu alias iria comprar, mas acabei foi na Policia. Entrei com processo, mas ate agora nada. Isso aconteceu em 2014” dizia outro comentário.

Dois dias depois, na página do “Aonde Não Ir em Campo Grande-MS” a queixa de uma outra cliente teve ainda mais repercussão. Foram 605 comentários e mais de 1940 curtidas.

Uma das clientes que teve problema na loja foi a técnica de enfermagem Elaine Cristina Silveira, de 37 anos. Ela reforça as críticas contra a proprietária e os funcionários. “Elas avisam, que só pode pegar no que for levar. Mas até na hora de dar o troco a dona da loja é grossa. Ela reclamou se eu não tinha trocado e eu disse que não. Eu disse que eu não fazia questão de ser mal tratada daquele jeito em um estabelecimento. Em resposta, ela insinuou que se eu não fazia questão de levar era porque, de certo, eu queria levar algo sem pagar mesmo”, reclama.

Uma das sócias da Jo's Bijoux, Eliziane Souza, de 28 anos, nega qualquer preconceito dentro da loja. Segunda ela, a norma de que os clientes devem deixar as sacolas na entrada serve como uma forma de prevenir furtos.

“É pelo fato de se tratar de uma loja popular, que vende acessórios pequenos. A medida é para evitar roubos e não é nada contra os clientes. O problema é que algumas pessoas se sentem agredidas, acham que é perseguição”, justifica.

Eliziane também nega que a outra sócia teria chamado a cliente de gorda. “Temos um comércio, dependo da vendas. Nós nunca iríamos ofender uma cliente dessa forma. Nos comentários do post, tentei uma retração, mas foi pior ainda. Fomos ofendidas com todo tipo de xingamentos”, desabafa.

Com tamanho ataque na internet, ela diz que vai registrar Boletim de Oocrrência na tentativa de acabar com o falatório. “A loja existe há 40 anos, trabalho aqui há 11 e sempre tivemos movimento, continuamos tendo e temos clientes fiéis. Clientes que entendem a proposta e as regras da loja. Estou arrasada e também tenho o direito de me retratar” diz a empresária.

De acordo com o advogado e especialista em consumo, Higor Utinói de Oliveira, não existe uma legislação específica quanto à obrigatoriedade de guardar os objetos pessoais do consumidor em local determinado.

“Caso o empresário venha adotar esta prática, deve dispor de forma clara, precisa e prévia no estabelecimento, afim de que não cause qualquer tipo de constrangimento ou situação vexatória ao consumidor, o que neste caso poderá ser indenizável”, explica o especialista.

Lado B – Nesta segunda-feira, o Lado B foi conferir de perto como é o atendimento na Jo´s Bijoux. De fato, há logo na entrada dois avisos de que não é permitida a entrada com sacolas no interior da loja. Uma senhora, provavelmente a que é alvo do maior número de críticas no Facebook, me levou até as opções de pulseiras masculinas.

Fiquei sozinho por um tempo, enquanto escolhia. No caixa, a dona da loja me atendeu enquanto eu fazia algumas perguntas sobre a loja e os funcionários. Não me identifiquei como sendo do Lado B e também não portava nenhuma sacola. Mas fui bem atendido.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário