ACOMPANHE-NOS    
DEZEMBRO, SÁBADO  05    CAMPO GRANDE 23º

Consumo

De “invasor” a xodó dos clientes, a história do galo “Zé Rico”

Zé Rico apareceu de repende na loja de Hugo, desde então virou xodó do estabelecimento arrebatando o coração do clientes

Por Lucas Mamédio | 15/09/2020 08:29
Confira a Galeria de Imagens:
Galo Zé Rico apareceu nem fevereiro desse ano (Foto: Silas Lima)
Galo Zé Rico apareceu nem fevereiro desse ano (Foto: Silas Lima)

Era tarde de fevereiro, Hugo Alves Araújo estava sentado tomando tereré em frente sua loja, a Tereré Matuto, quando de repente, pula um galo no deck. Sem entender de onde veio a ave, Hugo, percebendo que era mansa, a acomodou dentro da loja.

“Eu tava tranquilo tomando tereré, até me assustei, ele pulou do nada. Como vi que era mansinho, alimentei e resolvi deixar dentro da loja de um dia para o outro”, conta o empresário.

Uma vizinha que mora em uma kitnet atrás da loja ouviu o galo cantar durante a madrugada e no outro dia de amanhã perguntou para Hugo se ele havia encontrado algum galo. Ele disse que sim.

Zé Rico fica o dia inteiro no deck da loja (Foto: Silas Lima)
Zé Rico fica o dia inteiro no deck da loja (Foto: Silas Lima)

“A menina me falou que o galo era de uma miga dela. Eu disse pra ligar pra essa amiga vir buscar que eu devolveria, mas na verdade a menina não queria, ela tinha abandonado o bichinho de propósito”.

A partir de então o galo passou a ser o mascote da Tereré Matuto e até nome de artista recebeu: Zé Rico, em referência a lendária dupla sertaneja Milionário e José Rico.

As crianças adoram o Zé Rico (Foto: Arquivo Pessoal)
As crianças adoram o Zé Rico (Foto: Arquivo Pessoal)

“Ele já tava meio conhecido entre meus clientes. Eu lancei uma enquete no Instagram com duas opções: Zé Rico e Zezeco e escolheram Zé Rico”, explica Hugo.

E o bichinho é realmente um artista e cantor de primeira. Hugo tem vários vídeos dele cantando, igualzinho ao Zé Rico. “Todos que vão na loja adoram ele porque é dócil, as crianças brincam, ele é super de boa.

Hugo é corretor e realizou o sonho de abrir um negócio no começo de 2019. Na loja ele comercializa ervas e utensílios ligados ao produto, que está enraizado na cultura de Mato Grosso do Sul.

“Sou corretor de imóveis, minha esposa engenheira civil. Abri a loja brincando com um amigo no momento inicial e o meu amigo desistiu. Eu assustei um pouco por não entender nada de comércio foi um desafio para mim.”

A partir desse início Hugo teve que aprender tudo sobre o universo do tereré, que apesar de já conhecer como consumidor, sabia pouco enquanto empresário. "Eu me vi tendo que aprender a personalizar garrafa em alguns casos, hoje é um ofício que aprendi".

Os clientes já se acostumaram com a presença de Zé Rico na loja (Foto: Silas Lima)
Os clientes já se acostumaram com a presença de Zé Rico na loja (Foto: Silas Lima)

Mas para Hugo, Zé Rico tem ajudado a passar por qualquer dificuldade. “Ele veio para loja e não foi por acaso, acreditamos que tenha um propósito”.

Para conhecer mais da loja, você pode acessar a página da loja no Instagram, a @tererematuto.

Veja abaixo o vídeo de Zé Rico cantando na loja:


Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário