ACOMPANHE-NOS    
NOVEMBRO, SEGUNDA  29    CAMPO GRANDE 22º

Consumo

Lauriana encontrou nas miçangas independência e expressão artística

Com o material, jovem cria pulseiras, colares, brincos e anéis artesanais

Por Jéssica Fernandes | 22/11/2021 08:34
Acessório artesanal é feito com miçangas coloridas de vidro. (Foto: Arquivo Pessoal)
Acessório artesanal é feito com miçangas coloridas de vidro. (Foto: Arquivo Pessoal)

Aos 23 anos, Lauriana Souza Pereira, como muitos jovens, procurava a liberdade financeira e independência após sair de Corumbá para morar em Campo Grande. Nas miçangas, ela viu a oportunidade perfeita de expressar a criatividade, produzir acessórios únicos e garantir uma fonte de renda.

Há um ano e dois meses, ela criou a loja virtual Fulô do Pantanal, onde vende colares, brincos, pulseiras e anéis sob encomenda ou à pronta-entrega. Os itens exclusivos apresentam diversos formatos, designs, combinações e cores como azul, vermelho, amarelo, branco, preto e verde.

A loja surgiu no momento ideal, pois ela precisava ter o próprio dinheiro e criar algo para si. “Eu me mudei para cá com a intenção de fazer algo diferente, ter um negócio e uma renda. A loja surgiu para me salvar, para que eu pudesse construir uma história minha, porque a arte livra a gente de várias situações”, afirma.

Lauriana usando um dos brincos que produziu. (Foto: Arquivo Pessoal)
Lauriana usando um dos brincos que produziu. (Foto: Arquivo Pessoal)

Embora seja recente o envolvimento com a arte, Lauriana revela que o talento é de família. “O meu pai é artesão, ele sempre quis me levar para essa área, mas nunca tive interesse. Durante a pandemia, comecei a mexer com o macramê e não me adaptei. Me interessei pelas miçangas, comecei a fazer e criei o Instagram”, conta.

A rede social é a vitrine dos adereços que faz com muito cuidado e dedicação. Importados da República Tcheca, o material de vidro é extremamente delicado, porém de qualidade. Quem vê no Instagram o resultado final das criações, nem imagina o esforço aplicado. “Como eu só uso linha e uma agulha bem fina, dá um trabalhão, muitas vezes, dá errado, elas estouram”, expõe.

Sempre buscando referências, a imaginação é uma aliada durante a confecção dos acessórios artesanais. Antes de colocar em prática a ideia, a proprietária costuma desenhar digitalmente o estilo e formato que pensou para os brincos, pulseiras ou colares artesanais. Além de criar, ela também aceita sugestões dos clientes para que as joias de miçangas fiquem do jeitinho que a pessoa deseja. Independente de quem for a ideia, o colorido é essencial para ressaltar a beleza das peças. A versatilidade das cores é algo que chama a atenção do público.

Colar é um dos produtos exclusivos da loja. (Foto: Arquivo Pessoal)
Colar é um dos produtos exclusivos da loja. (Foto: Arquivo Pessoal)

Por meio da loja, Lauriana expõe que tem vivido oportunidades únicas, como participar de um evento em outro estado. Ela não estará presente na ocasião, mas será representada por um dos acessórios que uma pessoa muito especial encomendou. “Fiz uma peça essa semana que vai para o Brasil Fashion Week. A artista Benilda Vergílio foi convidada para fazer uma exposição do seu trabalho e me deu essa oportunidade. Eu fiz para ela uma pulseira nas cores brancas com uma fita de cetim vermelha, que é muito significativa para o povo kadiwéu”, diz animada.

Brincos são feito à pronta-entrega ou sob encomenda. (Foto: Arquivo Pessoal)
Brincos são feito à pronta-entrega ou sob encomenda. (Foto: Arquivo Pessoal)

Encomendas - Como é a única responsável pelo negócio, o prazo de entrega é de uma semana. Os clientes podem escolher entre receber em casa ou fazer a retirada do pedido. Com peças avaliadas entre R$ 15 a R$ 200, a jovem pede que os clientes paguem de forma antecipada 50% do valor do produto.

Para Lauriana, é importante que as pessoas valorizem o trabalho artesanal, e, principalmente, o artista. “Tem muita dedicação, não é só amor envolvido, nós provamos nosso potencial fazendo e mostrando o trabalho”, conclui.

A loja Fulo do Pantanal está presente no Instagram e os pedidos podem ser feitos através do WhatsApp (67) 9 9996-0021, de segunda a sábado, das 8h às 17h.

Conjunto de brinco, colar e pulseira nos tons vermelho, amarelo e preto. (Foto: Arquivo Pessoal)
Conjunto de brinco, colar e pulseira nos tons vermelho, amarelo e preto. (Foto: Arquivo Pessoal)

Curta o Lado B no Facebook. Tem uma pauta bacana para sugerir? Mande pelas redes sociais, e-mail: ladob@news.com.br ou no Direto das Ruas através do WhatsApp do Campo Grande News (67) 99669-9563.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário