ACOMPANHE-NOS    
OUTUBRO, QUINTA  29    CAMPO GRANDE 22º

Consumo

Nos supermercados, produtos têm jeito de roça e vocação para presente

Por Lado B | 17/09/2014 16:34
Chita colorida com doce da roça.
Chita colorida com doce da roça.

Meio deslocadas em frente à seção de carnes e frios do supermercado Comper, na Rua Brilhante, um amontoado de marmitinhas, do tipo Chico Bento, faz até o menos curioso parar. O colorido da chita amarra a marmita de alumínio, assim como quem vai levar para a roça. A etiqueta no verso informa o que uma embalagem tão bem feita guarda. São doces do tipo caseiro, nos sabores manjar, goiabada cascão, doce de leite e cocada.

O produto da marca Serra Mineira não é tão cremoso quanto a propaganda, mas tem uma beleza tão brasileira que, mais do que para comer, serve com um presente original por um bom preço, R$ 16,50.

Do outro lado da cidade, com jeito de feito em casa, no Carrefour o “Goiabinha Beliscão” da marca Vovó Lela, é mais um agrado com potencial e pode servir a família toda, em um super pote de 500 gramas, por R$ 29,90.

Na mesma prateleira, apesar da simplicidade do saco de plástico transparente, a amarração com corda faz um gracejo para os biscoitinhos de nata com canela. A embalagem de 150 gramas, da marca Receita de Família, custa R$ 5,19, bom para levar em dia de visita.

No Walmart, o artesanal na gôndola é o bolo de rolo de 360 gramas, com recheio de creme de chocolate. O doce é um dos símbolos da culinária pernambucana, mas no caso da versão vendida em Campo Grande, a produção vem de Araçatuba, interior de São Paulo.

Marmitinha que esconde o doce.
Marmitinha que esconde o doce.
Biscoitinhos com detalhe em corda.
Biscoitinhos com detalhe em corda.
Bolo de rolo com recheio de chocolate.
Bolo de rolo com recheio de chocolate.
Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário