A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 19 de Setembro de 2017

20/08/2017 07:25

Para ganhar clientes, casal percorre cidade com butique sobre 4 rodas

A ideia de Marinalva e Flávio deu certo e furgão tem até prateleiras, arara de roupas e maquininha de cartão

Eduardo Fregatto
A vitrine da loja sobre quatro rodas.  (Foto: João Paulo Gonçalves)A vitrine da loja sobre quatro rodas. (Foto: João Paulo Gonçalves)

Quando o corretor de imóveis Flávio Roberto Amorim Junior, de 45 anos, decidiu largar seu ofício para ajudar no trabalho da esposa, a vendedora de roupas Marinalva Dias dos Anjos, 48, ele nem imaginava que acabaria sendo proprietário de uma "butique móvel", uma loja de roupas sobre 4 quatro rodas, que se dirige até os clientes.

Marinalva, ou Mari, como é chamada, sempre trabalhou vendendo roupas. Era a típica sacoleira. Transportava as roupas em grandes sacolas, num carro pequeno. Interessado em fazer o negócio ficar mais prático, o casal teve a ideia, em 2011, de comprar um carro maior, a fim de expor as peças de maneira mais atrativa. "Nós tínhamos um veículo de passeio que começou a ficar apertado para carregar todas as sacolas", explica Flávio.

As roupas organizadas dentro do veículo, são mais de 150 peças.  (Foto: João Paulo Gonçalves)As roupas organizadas dentro do veículo, são mais de 150 peças. (Foto: João Paulo Gonçalves)
Dentro do furgão, cabe uma arara de roupas, além da prateleira.  (Foto: João Paulo Gonçalves)Dentro do furgão, cabe uma arara de roupas, além da prateleira. (Foto: João Paulo Gonçalves)

Depois, surgiu a ideia de colocar prateleiras e até uma arara de roupas dentro do furgão. "Na verdade, foi ideia minha, da minha esposa e do meu primo marceneiro, Fabricio, que fez as prateleiras. Conseguimos adaptar pra que fique certinho nesse fugão, como se fosse uma loja mesmo". Uma estrutura de madeira foi colocada no piso do furgão, onde as prateleiras foram fixadas, com gavetas e vários compartimentos. E, para atender à noite, luzes de led iluminam todo o espaço.

A loja, batizada de "Mais Feminina", não tem endereço fixo e agora percorre as casas dos clientes, com horários agendados, e se especializou em moda fitness. "Decidimos trabalhar a área de roupas femininas fitness. É algo que todo mundo está buscando, a questão da saúde", explica Flávio.

Mari mostra uma das peças mais vendidas, a legging de malhar.  (Foto: João Paulo Gonçalves)Mari mostra uma das peças mais vendidas, a legging de malhar. (Foto: João Paulo Gonçalves)

Dentro do carro, são cerca de 150 peças, entre leggings, tops, short-saia, vestidos, entre outros. O valor varia de R$ 89 a R$ 164, e tem maquininha de cartão.

Além disso, o casal percorre academias da cidade, com quem firmaram parceria. Encostam no estacionamento, abrem as portas do furgão, onde penduram algumas peças como se fosse msmo uma vitrine.

Os clientes chegam a entrar no carro, para ver a arara de roupas. "Tenho até um banquinho para a pessoa sentar", mostra Marinalva. O custo da gasolina e manutenção do veículo está embutido no preço das mercadorias.

Todo adesivado com a logomarca da loja, o carro chama a atenção por onde passa e Flávio acredita que é uma evolução natural do comércio atual. "A grande sacada dessa é voce levar o produto até o cliente. Hoje todo mundo está com a vida corrida, precisando de tempo", avalia. "A gente proporciona maior conforto, maior comodidade. Atendemos à noite, final de semana, sábado e domingo em qualquer horário", diz.

Curta o Lado B no Facebook.

Mari e Flávio mostram sua butique móvel, estacionada na Academia Positivamente. (Foto: João Paulo Gonçalves)Mari e Flávio mostram sua butique móvel, estacionada na Academia Positivamente. (Foto: João Paulo Gonçalves)



imagem transparente
Busca

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2017 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.