A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 24 de Maio de 2019

30/04/2019 07:45

Spipe Calarge entra no páreo gastronômico como opção para comer com pouca grana

Vizinha à Avenida Bom Pastor, famosa pelas opções culinárias, trecho tem comida mais barata

Danielle Valentim
Acreditando no potencial da rua, mestre do espeto começou com churrasqueira na calçada. (Foto: Kísie Ainoã)Acreditando no potencial da rua, mestre do espeto começou com churrasqueira na calçada. (Foto: Kísie Ainoã)

Diversificada em sabores, a Rua Spipe Calarge pode ser uma ótima opção para quem anda com pouca grana no bolso, diferente da vizinha “Avenida Bom Pastor”, famosa há alguns anos como corredor gastronômico de alto padrão.

Separadas por algumas quadras, as duas avenidas pegam parte do mesmo bairro, o Vilas Boas. De espetarias a óticas, a Spipe nunca foi morta, mas nos últimos anos, principalmente, após inauguração de um grande supermercado, o fôlego de investimento cresceu nos empresários que decidiram mostrar serviço.

A Spipe tem mais de dois quilômetros de extensão, mas o fluxo de estabelecimentos de comida se concentra entre seis quadras, metade de todo o comprimento. As hamburguerias, espetarias, sorveterias e restaurantes ficam próximos, mas não lado a lado como na Bom Pastor.

Birosca que oferece comida nordestina. (Foto: Kísie Ainoã)Birosca que oferece comida nordestina. (Foto: Kísie Ainoã)
Lanchonete Narizinho uma das mais antigas do bairro. (Foto: Kísie Ainoã)Lanchonete Narizinho uma das mais antigas do bairro. (Foto: Kísie Ainoã)

A rua já conta com estabelecimentos bem conhecidos na cidade, como o Birosca que serve comida nordestina, a lanchonete Narizinho uma das mais antigas do bairro, casa de bolos caseiros, peixaria e padaria.

O empresário Meklin Rafael Caldas, de 33 anos, investiu no ponto por acreditar no potencial da rua. Completando dois anos e meio no local, o proprietário conta que atendeu por oito meses com o espeto de rua.

"Começamos no posto, depois um moradora disponibilizou a calçada. A gente começou na rua e hoje já alugamos o espeço por acreditar no potencial da rua. Estou insistindo até hoje e conquistando clientes que antes iam na Bom Pastor", disse.

Completando dois anos e meio no local, o proprietário conta que atendeu por oito meses com o espeto de rua. (Foto: Kísie Ainoã)Completando dois anos e meio no local, o proprietário conta que atendeu por oito meses com o espeto de rua. (Foto: Kísie Ainoã)

O local abre de segunda a sábado das 18h às 23h e serve espetinho, pastel e sobá. O espeto mais em conta, por exemplo, é acompanhado de mandioca, farofa e molho de alho por R$ 8.

A via é estreita, mas a vantagem é a variedade dos ramos. Há, inclusive, uma feira livre que acontece às quartas-feiras, na Rua do Dracma com a Spipe Calarge. De verduras fresquinhas ao vestuário as barracas atraem moradores de várias regiões da cidade.

No caso da Avenida Bom Pastor, lei específica que a classifica como corredor deu margem a investimentos, melhorias urbanas e procura de clientes.

Curta o Lado B, no Facebook e Instagram



imagem transparente

Classificados


Copyright © 2019 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.