ACOMPANHE-NOS    
NOVEMBRO, SEGUNDA  30    CAMPO GRANDE 24º

Consumo

Também espaço criativo, cientista social e jornalista inauguram brechó

Um espaço para se vestir, criar, testar, se permitir: é a isso que o Abacatoides, brechó e estúdio criativo, inaugurado hoje (19)

Por Lucas Mamédio | 19/10/2020 08:50
Confira a Galeria de Imagens:
Tui Boaventura é um dos criadores do Abacatoides (Foto: Divulgação)
Tui Boaventura é um dos criadores do Abacatoides (Foto: Divulgação)

Um espaço para se vestir, criar, testar, se permitir, se transformar; é a isso que o Abacatoides, brechó e estúdio criativo, que está sendo inaugurado nesta segunda-feira (19) em Campo Grande, se propõe.

Idealizado pelo cientista social e artista Tui Boaventura em parceria com a jornalista Camila Vilar, Abacatoides nasce de vivências anteriores de Tui, que sempre trabalho com ensaios fotográficos e outras criações.

Camila é uma das sócias (Foto: Divulgação)
Camila é uma das sócias (Foto: Divulgação)
Abacatoides também será um espaço para criação (Foto: Divulgação)
Abacatoides também será um espaço para criação (Foto: Divulgação)

“O conceito por trás do Abacatoides como um todo é criar um ambiente acolhedor e inspirador para as pessoas performarem identidades, seja aquelas com a qual se identificam ou algo totalmente novo, oferecendo através da roupa um instrumento para as pessoas se expressarem das múltiplas maneiras que sentirem inspiração”, explica Tui.

Tui percebeu que existia margem para esse conceito do empreendimento durante seus ensaios. “Percebia quando as pessoas vestiam roupas diferentes elas também mudavam, se transformavam, então acho que e nosso brechó vai ser esse espaço também”.

Tui conta que a única regra para as roupas é que sejam "expressivas" (Foto: Divulgação)
Tui conta que a única regra para as roupas é que sejam "expressivas" (Foto: Divulgação)

Além de vender roupas e usá-las para ensaios, o brechó vai, depois da pandemia, ser um espaço para pequenos eventos, manifestações culturais entre outras coisas. “Queremos fazer um espaço acolhedor, onde as pessoas se sintam à vontade”.

As roupas que serão vendidas no Abacatoides não têm um estilo único segundo Tui. “Sempre gostei muito de roupas expressivas, marcantes e vibrantes, que digam e mostrem alguma coisa, e é esse tipo de roupa que vamos vender, independente do estilo”.

“Nossas roupas são fruto de garimpos em brechós e bazares por todo Brasil. Além das doações e consignações de amigas e parceiras do projeto, que contribuíram muito, de múltiplas formas, para tornar esse sonho possível”, completa.

Dicos de vivil, esposição de artes também estão enre os atrativos do Abacatoides (Foto: Divulgação)
Dicos de vivil, esposição de artes também estão enre os atrativos do Abacatoides (Foto: Divulgação)

O próprio nome do espaço é uma alusão à forma como Tui e Camila levam a vida. “Eu e minha companheira sempre tivemos uma forma muito lúdica de viver. Somos formados em cursos que exploram muito as realidades sociais e talvez como válvula de escape, levamos as nossas realidades e forma mais leve”.

Por enquanto, as vendas serão feitas prioritariamente pela página do Abacatoides no Instagram – que também basta seguir e acompanhar o trabalho.

Curta o Lado B no Facebook e no Instagram. Tem uma pauta bacana para sugerir? Mande pelas redes sociais, e-mail: ladob@news.com.br ou no Direto das Ruas através do WhatsApp do Campo Grande News (67) 99669-9563.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário