A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 21 de Setembro de 2017

13/09/2017 07:10

Após fechar por falta de público, Feira São Chico volta, mas com baixo movimento

Mariana Lopes
Movimento foi fraco na retomada da Feira São ChicoMovimento foi fraco na retomada da Feira São Chico

É com lamento que Camila Santana declara o motivo pelo qual a Feira São Chico ficou seis meses parada: "não tínhamos público, iam poucas pessoas", diz a organizadora do espaço. Depois deste tempo sem montar as barracas nos trilhos da rua 14 de Julho, a feira volta com esperança de que agora pode dar certo, mesmo que o primeiro dia tenha sido de pouco movimento.

O Lado B esteve presente quando a feira deu os primeiros passos, em março do ano passado. Na época, o cenário era bem parecido, de poucos visitantes e expositores cheios de expectativas. Um ano e meio depois, ainda existe a vontade em fazer dar certo, mesmo que às vezes pareça difícil emplacar o evento.

A ideia de Camila é fazer não apenas uma feira para comercialização de produtos, mas acima de tudo um espaço onde reúna arte, gastronomia, diversão e que seja voltado para a família. E para isso ela apostou na variedade das barracas. 

Entre os expositores, há brechó, acessórios artesanais, obras de arte, comida. Mas na noite de ontem, quando a Feira retomou o funcionamento, poucos barracas estavam montadas. Situação que desanima até quem está com todo o gás para investir no espaço.

"A feira é atrativa, mas precisamos que os próprios expositores se juntem para divulgar e movimentar aqui", ressalta a artesã Regina Gavilan, 27 anos.

Arte predomina no primeiro dia da feiraArte predomina no primeiro dia da feira

Em uma barraca de artesanato, a jovem ainda dá o recado de que as pessoas não precisam ir lá somente para gastar. "Se não está com dinheiro hoje, vem do mesmo jeito, para prestigiar, pra passear, se divertir, para ver o que tem de bacana, pelo menos assim fica sabendo e quando tiver dinheiro, volta pra comprar. É assim que acontece", diz Regina.

Representando a ala gastronômica, Tatiana Ribeiro era a única que vendia comida. Para ela, o balanço foi positivo nesta retomada. "Vendi 10 empadas", comemora. Ela acredita que os próprios moradores do bairro São Francisco podem, e vão, movimentar o espaço.

Apesar de serem poucos, a diversão entre os expositores estava presente. O clima era de amizade e descontração. Já no final, enquanto alguns recolhiam os produtos para ir embora, outros ainda arrumavam ânimo para "brincar" com a tocha e cuspir fogo.

E assim foi o primeiro dia da Feira São Chico, no retorno à orla da 14 de Julho. Sem muito movimento, mas cheio de esperança de que desta vez dará certo. "Espero que voltem a apreciar a feira, para prestigiar o produtor da nossa cidade, jovens que estão produzindo e vivendo disso", destaca Camila.

A Feira São Chico funciona toda terça-feira, das 18h às 22h.




imagem transparente
Busca

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2017 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.