A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 24 de Fevereiro de 2020

18/01/2020 07:25

Após viagem a pé pelo Pantanal, irmãos abrem camping para viajantes

Acampar foi um remédio para músico que venceu problema de saúde e agora incentiva acampamento no interior de MS

Thailla Torres
Local é ideal para quem deseja fugir da rotina e acampar a poucos quilômetros de Campo Grande. Local é ideal para quem deseja fugir da rotina e acampar a poucos quilômetros de Campo Grande.

Lotar a mochila com barraca e saco de dormir, tomar banho em ducha coletiva e preparar a comida no fogareiro. O roteiro básico da viagem para acampar é o que mudou a vida de dois irmãos campo-grandenses. De olho nos turistas com espírito aventureiro, eles abriram o sítio da família com camping caprichado para quem deseja fartura de estrelas no céu e aquele vento fresco que só o fim de tarde da natureza proporciona.

Até a descrição do camping Novo Mundo nas redes sociais é convidativa e brinca com a classificação de hotéis. “Colocamos que somos um camping 5 bilhões de estrelas porque a cidade, às vezes, ofusca um pouco o céu estrelado. E quando você se afasta dela consegue ver muitas estrelas. Então eu coloquei isso para mostrar que aqui é um céu limpo”, conta o músico Reginaldo Moreira dos Santos Junior, 24 anos, que administra o camping com o irmão Guilherme Moreira Flor, 23 anos, compositor e produtor musical.

O lugar funciona há um ano e seis meses, com espaço amplo em área verde para colocar as barracas e acampar à vontade. A estrutura oferece cozinha comunitária, banheiro masculino e feminino, churrasqueiras em espaço adequado, redário e atrativos turísticos a poucos quilômetros do camping.

Reginaldo durante viagem ao Pantanal. Percurso foi feito a pé.Reginaldo durante viagem ao Pantanal. Percurso foi feito a pé.
Cachoeira a poucos quilômetros do camping.Cachoeira a poucos quilômetros do camping.
Guilherme e Reginaldo administram o camping.Guilherme e Reginaldo administram o camping.

Parte da estrutura do camping é feita de bioconstrução e reciclagem. Hoje os irmãos tomam conta e a mãe também se mudou para a área que, segundo os filhos, é um lugar de história rica e que merece a atenção do turista. “Temos essa chácara desde quando eu tinha 11 anos. Todos os fins de semana estávamos aqui. Depois de um tempo fora daqui eu decidi retomar o meu contato com a natureza e implantar a ideia de um camping mais confortável”.

O local fica em Camisão, a 131 quilômetros de Campo Grande e 18 quilômetros de Aquidauana, localizado em um dos pontos mais altos da Serra de Maracaju com áreas que alcançam aproximadamente 600 metros de altura.

Aventura - A ideia nasceu depois uma viagem de Reginaldo a pé pelo interior do Pantanal, em 2016. Ex-atleta de fisiculturismo, ele se viu perdido quando teve um problema de saúde e largou a faculdade. “Sem chão”, como ele se define, decidiu fazer uma viagem diferente, sem regalias. “Meu sonho era conhecer o Pantanal e acampar. Um grande amigo me convenceu a fazer essa viagem. Então peguei carona até a entrada da Estrada Parque e segui a pé durante 9 dias de viagem, acampando na casa de pessoas para ficar próximo da luz e não correr tantos riscos com as onças. Foi uma viagem incrível”, afirma.

O percurso revelou ao músico que hotéis e pousadas pantaneiras são bem equipados para quem viaja de motorhome ou carros comuns. Quem encara a aventura a pé e com pouca coisa nas costas sai em desvantagem. “Para quem viaja de barraca existe um despreparo. Então eu me dispus a ter um lugar que, para alguns, não é confortável, mas para quem não dispensa a barraca ele tem todo conforto necessário”.

Ele garante que acampar foi um bom remédio para os dias difíceis. “Mudei minha vida, minha rotina e comecei a acampar por lugares que eu sempre quis, mas não tinha coragem. Comecei a fazer turismo aqui perto. E isso foi o que me motivou a abrir um espaço para quem deseja ter esse contato com a natureza”.

Camisão fica a 131 km de Campo Grande e 18 km de Aquidauana. Camisão fica a 131 km de Campo Grande e 18 km de Aquidauana.

O custo para ficar no camping é de R$ 25,00 por pessoa e você pode usar todas as dependências. Também é cobrado R$ 10,00 pelo valor da churrasqueira.

Fora dali, ainda é possível explorar o distrito que hoje tem cerca de mil moradores, está próximo do Córrego do Morcego, Rio Aquidauana e Córrego do Paxixi.

Um dos pontos turísticos mais conhecidos é Morro do Paxixi, onde há uma visão ampla do Pantanal seco e é um perfeito camarote para quem aprecia o espetáculo do pôr-do-sol sul-mato-grossense. Também há a Cachoeira da Serra, que fica a seis quilômetros do camping e tem acesso de carro.

Os irmãos se esforçam para encontrar novos lugares e roteiros próximos a propriedade. “Estamos tentando abrir uma trilha para o Morro do Chapéu, onde a visão é panorâmica, além disso, estamos encontrando algumas cachoeiras e área com pinturas rupestres”.

O camping também reserva “show de bioluminescência”, com cupins que brilham a noite com as larvas dos vagalumes. É possível observar a luz esverdeada intensa durante as noites da primavera.

Quem quiser conhecer o local precisa entrar em contato com os irmãos pelo WhatsApp no número +55 (67) 99110-6356 ou pelo Instagram.

Curta o Lado B no Facebook e no Instagram. Tem uma pauta bacana para sugerir? Mande pelas redes sociais, e-mail: ladob@news.com.br ou no Direto das Ruas através do WhatsApp do Campo Grande News (67) 99669-9563 (chame agora mesmo).


Campo Grande News - Lista Vip WhatsApp
imagem transparente

Classificados


Copyright © 2020 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.