ACOMPANHE-NOS    
NOVEMBRO, SEGUNDA  30    CAMPO GRANDE 30º

Diversão

Com praia em córregos, Água Clara é destino pra se refrescar no calorão

Se você não conhece, vale a pena dar um pulinho na cidade mais quente do Brasil e se refrescar nas águas geladas – o povo garante

Por Raul Delvizio | 08/10/2020 07:06
O município sul-mato-grossense de Água Clara já é o mais quente do Brasil (Foto: Marcos Maluf)
O município sul-mato-grossense de Água Clara já é o mais quente do Brasil (Foto: Marcos Maluf)

A 198 quilômetros da Capital, o município de Água Clara está no meio do caminho para a divisa com o estado de São Paulo. Mas não é preciso ir muito mais longe para encontrar um bom retiro turístico. Pertinho da cidade, não tem apenas um, mas dois pontos bem conhecidos para os água-clarenses – e que também podem servir para o novo bate-volta dos campo-grandenses.

No rio Barra Mansa, por exemplo, o povo curte o calorão de mais de 40 graus se refrescando na praia natural criada ao longo do córrego – isso a 7 km do município. Para chegar lá, basta seguir pela MS-324 partindo de Água Clara até avistar a primeira ponte. Antes de chegar até ela, questão de uns 300 metros já tem a entrada em terra batida para estacionar o carro e curtir o dia na natureza regional.

Da rodovia estadual, é possível ver os carros estacionados de quem curtia o Barra Mansa em plena semana (Foto: Marcos Maluf)
Da rodovia estadual, é possível ver os carros estacionados de quem curtia o Barra Mansa em plena semana (Foto: Marcos Maluf)
Em grupo, família curtia a tarde quente nas águas geladas do córrego (Foto: Marcos Maluf)
Em grupo, família curtia a tarde quente nas águas geladas do córrego (Foto: Marcos Maluf)

"Aqui é a cidade mais quente do Brasil. E pra aguentar tudo isso, só com muita cerveja e banho de rio", brincam os amigos Robson e Mauro, que também estavam acompanhado de Romildo e Ricardo. Em pleno dia de semana, o grupo curtia a merecida folga do trabalho nas  águas do Barra Mansa.

É possível encontrar também famílias se refrescando e crianças se divertindo no "corgo", que fica pertinho da rodovia. Tinha quem curtia música de radinho, tomava banho de rio ou ficava debaixo do guarda-sol.

"Hoje está insuportável de quente. O bom que aqui não tem dia nem horário para ficar. A água está bem gelada, o que ajuda muito. Problema é a hora de voltar para a casa, vai ser uma tristeza", comenta Lucia Keiko, que estava acompanhada dos vizinhos de bairro. Bom que ela ainda tinha algumas horas para curtir o Barra Mansa antes de partir.

Também com praia de rio, o Parrilla é outro ponto de banho para os água-clarenses (Foto: Marcos Maluf)
Também com praia de rio, o Parrilla é outro ponto de banho para os água-clarenses (Foto: Marcos Maluf)

Já no outro lado de Água Clara, cerca de 2 km do centro da cidade, está o conhecido Parrilla, outro ponto também bastante frequentado para matar o calorão. Para chegar lá tem que seguir pela BR-262 sentido Campo Grande. A entrada também é por estrada de terra, percorrendo no máximo mais 1 km.

Pela rodovia federal já é possível ver a placa indicativa de acesso. As águas que cruzam ali vem do famoso Rio Verde. Na verdade, o atrativo é bem parecido com o Barra Mansa, porém o que mais agrada o povo é a localização mais próxima da cidade e a profundidade do leito, o que permite um banho, digamos, mais "completo".

Infelizmente, o Lado B não encontrou ninguém por lá que pudéssemos conversar –  o horário já era quase o de finalzinho do dia. Avistamos apenas um grupo que parecia ser uma família local, com marido, mulher grávida e crianças que estavam de saída. Pelo que nos pareceu, curtiram a tarde toda se refrescando nas águas do Parilla.

Quem nos dera ter tido a mesma oportunidade...

Na cidade, temperaturas ficam na média dos 45º, com clima de mormaço "do cão" (Foto: Marcos Maluf)
Na cidade, temperaturas ficam na média dos 45º, com clima de mormaço "do cão" (Foto: Marcos Maluf)

Tem uma pauta bacana para sugerir? Mande via Facebook e Instagram, e-mail: ladob@news.com.br ou no Direto das Ruas pelo WhatsApp do Campo Grande News (67) 99669-9563.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário