A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 21 de Novembro de 2017

09/09/2014 06:26

Com shows marcados até o fim do ano, nova casa de eventos tem detalhes em ouro

Paula Maciulevicius
Entrada abusa do vidro para a iluminação natural até no teto. Piso de granito leva até a escada que se divide em duas para receber os convidados. (Foto: Marcelo Callazans)Entrada abusa do vidro para a iluminação natural até no teto. Piso de granito leva até a escada que se divide em duas para receber os convidados. (Foto: Marcelo Callazans)

Prestes a ser inaugurada, a casa de eventos "Diamond Hall", nos altos da avenida Mato Grosso, em Campo Grande, já tem shows marcados até o fim deste ano. A abertura será no sábado, dia 13, com a apresentação de Zeca Pagodinho. Em novembro, será a vez de Lulu Santos e dezembro, do cantor Daniel. O fato de comportar até 5 mil pessoas numa estrutura requintada, abre espaço para shows diversificados. 

"Pelos equipamentos e tamanho, ela é a maior casa de eventos do Centro-Oeste neste padrão e vai trazer para Campo Grande uma agenda de shows de outro nível", afirma o proprietário, Fernando Caneppele, do Buffet Paladar. 

Quem for ao show neste sábado vai se surpreender tanto com a estrutura, como a organização. Segundo Fernando, com a expectativa de receber 3 mil pessoas, serão três estacionamentos. O primeiro deles, com manobrista, onde o motorista deixa o veículo à porta da casa, tem capacidade de 250 vagas e outros dois ao longo da avenida. 

"Vão ter pessoas uniformizadas na avenida para informar aos motoristas onde são os estacionamentos", explica. Os valores para o de dentro da casa são R$ 30 e de fora R$ 20. "Todos com seguro", reforça Fernando. A cobrança será feita apenas para shows, casamentos e formaturas, serão gratuitos. 

Importado da Espanha, lustre é o 12º do modelo a ser instalado no mundo. (Foto: Marcelo Callazans)Importado da Espanha, lustre é o 12º do modelo a ser instalado no mundo. (Foto: Marcelo Callazans)

O estacionamento comporta até 380 carros, mas em função da saída ser de todos os motoristas ao mesmo tempo, a casa optou por limitar o número de vagas. "Vamos oferecer champagne, suco e refrigerante aos que esperam e dizer que pode demorar até 30 minutos", diz em relação à volta do carro ao dono. "Queremos que todos saíam daqui bem, então nossa preocupação é nos mínimos detalhes", descreve.

Na rua, serão quatro pessoas uniformizadas, à frente dois seguranças e mais dois para olhar os convites. A entrada é pela lateral esquerda. Quem trouxer bebidas à parte, como uísque, deve pagar e passar pelo processo de identificação, onde uma etiqueta é colocada. Pelo valor de R$ 150 o convidado tem água e gelo à vontade.

O hall recepciona com um maravilhoso lustre, importado da Espanha, de cristal bohemia, o "Constelation" daqui foi o 12º instalado pelo mundo, informa o proprietário. "Ele é o espírito da casa, além deste são mais 89 lustres de cristal por todo lado", detalha Fernando.

A entrada abusa do vidro para a iluminação natural até no teto. O piso de granito leva à escada que se divide em duas para receber os convidados. O espelho d'água de fora, da fachada, também aparece no hall. Para acessibilidade, há elevadores disponíveis tanto para ir até o salão, quanto ao mezanino, na parte de cima.

O projeto é assinado pelo arquiteto Paulo Ribeiro, com boa parte da arquitetura pensada por Fernando. "A gente trabalha 25 anos no ramo, então entende de evento de traz para frente e como ele já fez o Golden, temos um entrosamento. Na fachada, o que eu queria era algo que impactasse, o mérito é todo dele", comenta.

Escadaria que liga salão ao mezanino. Formandos ou noivos podem chegar por ali. (Foto: Marcelo Callazans)Escadaria que liga salão ao mezanino. Formandos ou noivos podem chegar por ali. (Foto: Marcelo Callazans)

O salão todo comporta até 4,8 mil pessoas, que sentadas em 8 lugares totalizam 290 mesas. Uma escada que se abre em "V" liga o salão ao mezanino. De granito, é o efeito perfeito para formandos e noivas chegarem aos convidados. Na metade dela, um círculo se abre e abaixo de um dos lustres da casa, a estrela da noite pode ser fotografada.

Com cortinas móveis é possível isolar a parte da escada até onde termina a divisão do mezanino no teto e fazer uma capela para cerimônias religiosas ali mesmo. O espaço destinado ao altar, por exemplo, concentra lustres e uma paisagem atrás com um verde que dá para acrescentar detalhes. "Dá para montar para até 900 pessoas. Ali, mais para frente, vamos colocar espelho e lâmina d'água", acrescenta Fernando.

Como o local é pensado para receber qualquer tipo de decoração, as cores são neutras: o teto é preto com jogos de luzes da mesma cor e as paredes em tons de cinza claro e escuro.

Acima, no mezanino, são 260m² que compõem o espaço da noiva, um quarto para preparação com banheiro e ainda uma área vip. A "Diamond Lounge" terá um bar exclusivo. No entanto a área não estará aberta ao público em geral e nem para todos os eventos.

Os dois banheiros femininos foram projetados pelo arquiteto Luis Pedro Scalise. O "red" e o "gold" remetem a luxúria já conhecida nos trabalhos de Scalise e despertam a curiosidade. O red, como o nome mesmo já diz, é todo em vermelho, dos lustres até o granito sintético, vindo de Dubai, incluindo o papel de parede de oncinha com textura diferenciada.

Espelho veneziano é um dos detalhes. (Foto: Marcelo Callazans)Espelho veneziano é um dos detalhes. (Foto: Marcelo Callazans)
Vermelho do piso ao teto, banheiro tem até granito na cor para combinar. (Foto: Marcelo Callazans)Vermelho do piso ao teto, banheiro tem até granito na cor para combinar. (Foto: Marcelo Callazans)
Todo dourado, banheiro tem lustres. (Foto: Marcelo Callazans)Todo dourado, banheiro tem lustres. (Foto: Marcelo Callazans)
O segundo banheiro feminino, gold tem ouro no papel de parede. (Foto: Marcelo Callazans)O segundo banheiro feminino, "gold" tem ouro no papel de parede. (Foto: Marcelo Callazans)

"O papel de parede é alemão, o espelho é veneziano", apresenta Fernando. Em "L", os banheiros contabilizam 10, incluindo dois para cadeirantes. Em cada 'box' há uma pia e espelho exclusivos. No corredor, para o show de Zeca Pagodinho e os eventos que quiserem dispor da mesma estrutura, serão colocados dois cabeleireiros e três maquiadores.

O detalhe também está nas portas de cada banheiro que pode ser plotada para as festas, mais uma forma de personalizar o evento.

O segundo banheiro feminino, é de ouro. "O papel de parede importado que foi feito com detalhes em ouro", afirma Fernando. O tom do espaço é dourados desde o mármore do piso até os lustres.

Por todo salão se vê detalhes que o nome da casa quis passar. "São efeitos de diamante nas pedras", pontua o proprietário. O palco tem o diferencial do tamanho, 24 m por 12,5m de profundidade.

O projeto conta com 24 portas de saída de emergência, além de ser construído com materiais contra propagação de chamas. "Em quatro minutos conseguimos evacuar a casa toda em sua capacidade máxima", sustenta o dono. O isolamento acústico também é o diferencial. "Já fizemos o laudo sonoro e está tudo certo". Se tratando de Campo Grande é mais do que preciso ter essa segurança ao abrir uma casa de eventos. "Cada metro quadrado sustenta uma tonelada. Eu consigo ter 4 mil pessoas aqui pulando "Tchê Tchê Rere" num show do Gusttavo Lima", exemplifica.

Em dois anos e meio de construção, o investimento foi extremamente alto, pontua o proprietário. "Sendo otimistas conseguiríamos fazer de 35 a 38 eventos por ano, mas sendo realistas, sei que vamos alcançar uma média de 25, 28 eventos por ano", calcula. Pelo menos 12 deles devem ser shows.



imagem transparente

Classificados


Copyright © 2017 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.