A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 19 de Março de 2019

01/03/2019 07:39

Descendo as ruas do Bairro Amambaí, bloco Evoé Baco abre Carnaval

Bloco do Teatro Imaginário Maracangalha animou até a vizinhança, e aproveitou as ruas para pedir respeito a liberdade de expressão.

Thailla Torres
Bloco Evoé Baco deu start no Carnaval com banho de ervas abençoado pela alegria. (Foto: Paulo Francis)Bloco Evoé Baco deu start no Carnaval com banho de ervas abençoado pela alegria. (Foto: Paulo Francis)

O Carnaval de rua chegou. Na noite desta quinta-feira, 28 de fevereiro, o mês fechou com a alegria do bloco sujo Evoé Baco cantando e batucando pelas ruas estreitas do Bairro Amambaí, o canto mais antigo da cidade, ainda com seus ares de vilarejo.

Na concentração, em frente à sede do Teatro Imaginário Maracangalha, o bloco e seus foliões gritaram no megafone o quanto o Carnaval de rua é democrático, para todo mundo, para quem veste a fantasia e cai no samba ou para quem gosta de reunir os amigos e tomar uma cerveja. Também estiveram para gritar bem alto o tema “Essa cidade é nossa” pela sede de ocupação, diante de uma cultura escassa em Campo Grande.

Osquestra Vai Quem Vem. (Foto: Paulo Francis)Osquestra Vai Quem Vem. (Foto: Paulo Francis)
Turma se animou pelas ruas do bairro.  (Foto: Paulo Francis)Turma se animou pelas ruas do bairro. (Foto: Paulo Francis)

Com estandartes e o batuque da orquestra Vai Quem Vem, o bloco cobriu alguns trechos do bairro até o bar Bola 7 de marchinhas. O Evoé Baco mesmo puxou blocos independentes como Língua Preta e Bonde das Sereias.

Quem não sabia da programação, se surpreendeu com o agito na porta de casa. Dona Rosita Esquivel, de 80 anos, e a filha Isabel Esquivel, de 54, saíram correndo na porta quando ouviram de longe o barulho dos instrumentos do cortejo. “Eu não sabia que eles iam passam aqui hoje, não vi nada televisão”, diz Rosita lembrando que em 2018 teve a grata de surpresa de comemorar as marchinhas ali mesmo. “Eles passaram por aqui, foi lindo. Nós amamos o Carnaval e eles são muito animados”, diz Isabel segurando o sobrinho de apenas 2 anos nos braços.

A convite das lembranças dos últimos anos de Carnaval, a servidora pública Janaína Moraes, de 33 anos, montou a mochila e o canguru e foi festar com a filha de apenas 5 meses de vida. “Meu deu um pouco de dúvida, mas esse bloco é menor e me sinto segura. Nos outros dias irei mais cedo por ela, mas só de participar já fico feliz”.

Fernando Cruz, ator e diretor do Maracangalha.  (Foto: Paulo Francis)Fernando Cruz, ator e diretor do Maracangalha. (Foto: Paulo Francis)
Janaina com a filha de 5 meses.  (Foto: Paulo Francis)Janaina com a filha de 5 meses. (Foto: Paulo Francis)

O professor de Química Dario Pires, de 68 anos, que faz parte do bloco oficial Formigueiro também foi ao primeiro dia e afirmou que o clima do Evoé não deixou nada a desejar, comparado aos outros dias de folia. “Está muito bonito, esse ambiente diferente, descendo com o povo em ruas apertadas, entre casas antigas, é o verdadeiro espírito do bloco de rua”.

Este ano não teve palco e nem policiais ajudando no cortejo, foi a coletividade que ajudou a fazer uma corrente humana para que o público atravessasse em segurança as ruas mais movimentadas que cruzam o bairro, como Rua Dom Aquino e Cândido Mariano. Espírito coletivo e liberdade que o diretor do Maracangalha e fundador do bloco Fernando Cruz fez questão exaltar. “Bloco sujo é isso, sem essas burocracias, sem esse tormento para que a gente consiga fazer uma diversão. É a livre manifestação popular, é o respeito a liberdade de expressão, é tudo que precisamos pedir nesse Carnaval”.

Fabio Jara estreando sua fantasia brilhosa.  (Foto: Paulo Francis)Fabio Jara estreando sua fantasia brilhosa. (Foto: Paulo Francis)
Dario se encantou pelo batuque que surgiu nas ruas estreitas.  (Foto: Paulo Francis)Dario se encantou pelo batuque que surgiu nas ruas estreitas. (Foto: Paulo Francis)

Foi a liberdade de expressão que levou o produtor cultural Fabio Jara a passar meses produzindo as fantasias de Carnaval, são pelo menos 10 looks cheios de brilho para curtir em Campo Grande. “Vou pular os bloquinhos e também e também vou tocar em festas à noite, então tive que preparar tudo. Apesar de começar de dia, não vai faltar brilho nas ruas”, brincou.

Depois de uma hora de cortejo, o bloco chegou ao bar Bola 7, um dos mais antigos da região, para dar continuidade a folia. O que tudo indica é que apesar de todos impasses com a presença do Carnaval nas ruas, os blocos estão longe de perder a força, principalmente, se depender da professora universitária Miroca Noal, de 65 anos, que terminou as aulas e foi correndo aproveitar os últimos minutos de cortejo. Para vencer o cansaço, desfilou até descalço. “Eu amo demais o Carnaval, ele rejuvenesce. E ver a própria vida se manifestando coletivamente dessa forma dá um pouco de esperança em tempos sombrios”, declara.

Até terça (5) muito samba vai rolar. Confira a programação do Carnaval abaixo:

Sábado – 2 de março

Das 14h às 22h – Cordão Valu na Esplanada Ferroviária.

Domingo – 3 de março

Das 16h às 03h – Desfile dos blocos oficiais da Ablanc (Associação dos Blocos, Bandas, Cordões e Corso Carnavalesco Cultural de Campo Grande) na Avenida Calógeras entre Rua Maracaju e Cândido Mariano.

Segunda – 4 de março

Das 14h às 22h – Bloco Capivara Blasé na Esplanada Ferroviária
A partir das 19h – Desfile das escolas de samba na Praça do Papa

Terça – 5 de março

Das 14h às 22h – Cordão Valu na Esplanada Ferroviária
A partir das 19h – Desfile das escolas de samba na Praça do Papa

Confira abaixo algumas fotos da 1ª noite de Carnaval 2019 em Campo Grande.

Acompanhe todos os detalhes pelo Facebook e Instagram do Lado B.

O Jesus que bombou em 2018 ressuscitou ao 1º dia de folia. (Foto: Paulo Francis)O Jesus que bombou em 2018 ressuscitou ao 1º dia de folia. (Foto: Paulo Francis)
Moradoras há 54 anos, ficaram surpresas com a alegria do bloco em plena quinta-feira.  (Foto: Paulo Francis)Moradoras há 54 anos, ficaram surpresas com a alegria do bloco em plena quinta-feira. (Foto: Paulo Francis)
Cerca de 200 pessoas fizeram parte do cortejo. (Foto: Paulo Francis)Cerca de 200 pessoas fizeram parte do cortejo. (Foto: Paulo Francis)
Cores não faltaram nas fantasias. (Foto: Paulo Francis)Cores não faltaram nas fantasias. (Foto: Paulo Francis)
Teve chapeuzinho vermelho animadíssimo. (Foto: Paulo Francis)Teve chapeuzinho vermelho animadíssimo. (Foto: Paulo Francis)
Boneco do bloco Evoé Baco. (Foto: Paulo Francis)Boneco do bloco Evoé Baco. (Foto: Paulo Francis)
O primeiro dia foi de muitos abraços. (Foto: Paulo Francis)O primeiro dia foi de muitos abraços. (Foto: Paulo Francis)
Também não faltou música boa. (Foto: Paulo Francis)Também não faltou música boa. (Foto: Paulo Francis)
E mais bençãos para que os próximos dias seja de muito respeito e alegria. (Foto: Paulo Francis)E mais bençãos para que os próximos dias seja de muito respeito e alegria. (Foto: Paulo Francis)


imagem transparente

Classificados


Copyright © 2019 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.