A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Novembro de 2019

25/10/2019 11:15

Destaque desde feat com Djonga, trapper Sidoka se apresenta em Campo Grande

Mineiro é nova revelação do rap fora do eixo Rio-São Paulo

Danielle Valentim
Rapper mineiro com o kit, Juliet, cabelo na régua e shoulder bag (até luvinha tinha), durante o primeiro show, em São Paulo. (Foto: Júlia Reis/Vice)Rapper mineiro com o kit, Juliet, cabelo na régua e shoulder bag (até luvinha tinha), durante o primeiro show, em São Paulo. (Foto: Júlia Reis/Vice)

Depois de brilhar no feat "UFA", faixa integrante do álbum “O Menino Que Queria Ser Deus”, de Djonga, o trapper Sidoka faz jus ao reconhecimento e se apresenta pela primeira vez em Campo Grande. O show acontece às 22h e o artista já agitou os fãs do Twitter com o anúncio de que estaria vindo para Mato Grosso do Sul.

Nicolas Paolinelli tem apenas 19 anos, mas escreve rap desde o início da adolescência. Publicou as primeiras músicas - ou tracks como é chamada no estilo hip hop - no Soundcloud em 2016, mas seu primeiro álbum profissional foi lançado no fim de 2018.

Fora do eixo Rio-São Paulo, o jovem rapper tem roubado a cena na música de Belo Horizonte entre o mix dos beats eletrônicos e as rimas do rap.

Trap é um subgênero do rap que se originou na década de 2000 nos Estados Unidos. Há quem defenda que o trap da música eletrônica é o que é graças ao trap do movimento hip-hop. Muitos falam que o trap é o novo rock porque algumas músicas tem guitarras ou batidas pesadas.

Para entender melhor, o trap é caracterizado por seu conteúdo lírico agressivo, com som de bumbo, graves e um tempo mais rápido na divisão dos chimbais. Além disso, se incorpora um extenso uso de sintetizadores multidimensionais.

Os pioneiros do gênero são DJ Paul, Shawty Redd, 808 Mafia e Lex Luger. Trappers como Chief Keef e Waka Flocka Flame, Gucci Mane, Rick Ross e Future também estão na lista, Young Thug, Migos e Fetty Wap são grandes influenciadores do mesmo.

Por aqui, o jovem se apresenta na Dope Club, que tem capacidade para 400 pessoas e fica na Rua 7 de setembro, 804.

Curta o Lado B no Facebook e Instagram.

Confira um dos trabalhos:

imagem transparente

Classificados


Copyright © 2019 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.